Ecovilas: o que são e como fazer para morar em uma delas

Por - Atualizado em:

Quando o maluco beleza compôs os versos de Sociedade Alternativa, muito provavelmente ele não imaginava que anos mais tarde surgiria no mundo o conceito de Ecovilas.

Modernas, autossuficientes e sustentáveis em todos os processos, as Ecovilas são uma versão extremamente melhorada do que os hippies dos anos 70 idealizaram para viver.

E o grande motivo por trás do surgimento dessas vilas ecológicas em torno do globo foi a necessidade urgente de preservação dos recursos naturais e do meio ambiente.

E você já pensou em viver em uma ecovila? Sabe como funciona? A gente te conta tudo a seguir, acompanhe.

O que são ecovilas?

As ecovilas são comunidades ecológicas, geralmente fundadas e estruturadas em áreas rurais. O conceito de ecovilas surgiu em 1991 a partir da definição do filosofo norte-americano Robert Gilman.

Gilman definiu as ecovilas como assentamentos humanos capazes de oferecer tudo aquilo que é importante para a vida, mas sempre pautadas pelo desenvolvimento sustentável e harmonioso com a natureza.

Ou seja, uma ecovila é, antes de mais nada, um conjunto de pessoas que compartilham dos mesmos ideais de sustentabilidade e convivência pacífica com o planeta numa verdadeira retomada daquilo que a humanidade já fazia a milhares de anos atrás.

Uma ecovila possui em sua essência a base de uma vida autossustentável por meio da produção orgânica de alimentos, utilização de energias limpas e renováveis, reaproveitamento de materiais e recursos naturais, economia solidária e bioconstrução.

Existem atualmente no mundo cerca de 10 mil ecovilas distribuídas em 114 países, incluindo o Brasil, segundo dados da Rede Global de Ecovilas (GEN).

A GEN estruturou as bases das ecovilas e, hoje em dia, serve como uma rede de apoio e uma ponte que conecta e orienta milhares de vilas por todo o planeta.

Porque viver em uma ecovila

Veja a seguir seis ótimos motivos para viver em uma ecovila:

Cooperação e convivência

O espirito de cooperação e convivência harmoniosa é uma das principais bases de uma ecovila. Dentro desse principio, os moradores de uma vila ecológica oferecem apoio mútuo uns aos outros em diferentes aspectos da vida individual e coletiva.

Isso inclui desde o compartilhamento de uma produção orgânica até mesmo a troca de serviços por diferentes profissionais, por exemplo.

O estimulo ao coletivo é uma prioridade dentro das ecovilas, batendo de frente com o modo cada vez mais individualista das pessoas que vivem nas grandes cidades.

Educação compartilhada

Em uma ecovila os conhecimentos são compartilhados e estão a disposição de todos, das crianças aos adultos.

Isso contribui para a autossuficiência da ecovila e com o espirito de coletividade e solidariedade mencionado anteriormente.

Construções sustentáveis

As casas de uma ecovila são, por essência, sustentáveis e ecológicas. Técnicas de bioconstrução, por exemplo, são uma realidade dentro das ecovilas.

Uso sustentável dos recursos naturais

Reaproveitamento de água e energia limpa são apenas algumas das inúmeras ações que uma ecovila faz em prol do uso sustentável dos recursos naturais.

Isso significa que todas as casas contam com sistema de reaproveitamento de águas cinzas, coleta de água de chuva e painéis solares, por exemplo.

Vale citar ainda que morar em uma ecovila significa também reduzir e reciclar todo o lixo produzido, além de realizar a destinação correta do lixo orgânico, ou seja, ele vai direto para a composteira.

Alimentação orgânica e natural

Imagina poder colher o próprio alimento no quintal de casa? Isso é uma realidade nas ecovilas. A produção orgânica é estimulada nesses espaços como forma de promover a autossuficiência local. Por isso, cada morador é convidado a plantar, colher e compartilhar tudo aquilo que cultivar.

Preservação ambiental

A preservação ambiental, como não poderia deixar de ser, é parte fundamental da politica de uma ecovila.

Essas comunidades prezam pela preservação e recuperação das áreas ambientais no entorno de onde foram formadas.

Como fazer para morar em uma ecovila?

Agora vem a pergunta que não quer calar: como, afinal de contas, é possível morar em uma ecovila?

É caro? Tem que largar tudo?

Calma! Existem dezenas de centenas de ecovilas no mundo e cada uma delas possui uma politica diferente para receber novos membros.

O que você precisa é definir em qual ecovila deseja morar e adivinha só? Entrar em contato com o lugar, simples assim!

Mas não é só isso. Depois desse primeiro contato é fundamental conhecer a ecovila pessoalmente antes de tomar a decisão.

Muitas delas contam com sistema de hospedagem de visitantes, um serviço para aqueles que desejam conhecer mais a fundo o trabalho e o funcionamento de uma ecovila.

Após essa visita você também vai precisar ajustar o seu estilo de vida a nova realidade. Talvez seja necessário abandonar o emprego formal e se dedicar a um tipo diferente de atividade, especialmente se a ecovila fica geograficamente distante do seu trabalho atual.

Por fim, vem a questão dos valores. É necessário um investimento, assim como acontece na compra de um imóvel novo.

Só que nas ecovilas esse processo acontece de um modo um pouco diferente. Na grande maioria das vezes, as ecovilas disponibilizam lotes para novos associados. Após a compra deste lote é realizada a construção da casa, quase sempre em mutirão, seguindo os parâmetros da bioconstrução.

Ecovilas no mundo

Conheça a seguir algumas das ecovilas mais populares do mundo.

Findhorn, na Escócia

Findhorn, na Escócia

A ecovila de Findhorn está localizada no norte da Escócia e foi fundada em 1985, sendo, portanto, considerada uma das primeiras ecovilas do mundo.

Com cerca de mil moradores, a ecovila escocesa faz o reaproveitamento total de águas e conta com um sistema próprio de geração de energia eólica, gerada dentro da propriedade.

Por lá, os carros são comunitários. O uso dos veículos é feito por escala e os moradores nunca saem com lugar sobrando.

Konohama Family, no Japão

Konohama Family, no Japão

Fundada em 1993, a ecovila Konohama Family está localizada aos pés do Monte Fuji.

Com aproximadamente 100 moradores, a ecovila se dedica a agricultura familiar e orgânica.

Las Gaviotas, na Colômbia

Las Gaviotas, na Colômbia

A ecovila Las Gaviotas é uma das mais conhecidas da América do Sul. Durante a década de 80 ela se dedicava a atender a comunidade indígena local. Hoje é o lar de dezenas de moradores que desejam viver uma vida integrada ao meio ambiente.

Yarrow Ecovillage, no Canadá

Yarrow Ecovillage

O Canadá é um país modelo quando o assunto é sustentabilidade e, justamente por isso, não poderia deixar de ter uma das ecovilas mais conhecidas do globo.

A Yarrow Ecovillage foi fundada em 2001 dentro de uma antiga fazenda de criação de gado.

Ecovilas no Brasil

O Brasil também tem ecovilas, muitas por sinal. Dá só uma olhada nas que selecionamos a seguir, quem sabe você não se anima e vai até lá conhecer.

Asa Branca, em Brasília

Asa Branca, em Brasília

A ecovila Asa Branca é uma das principais do país e funciona como um modelo de projeto sustentável no Brasil. Cercada por cachoeiras, a Asa Branca oferece turismo ecopedagógico para quem deseja conhecer melhor como é viver em uma ecovila.

Caminho de Abrolhos, em Nova Viçosa, na Bahia

O Caminho de Abrolhos não é bem uma ecovila, mas um empreendimento habitacional idealizado e projetado para ser financeiramente viável a quem se interessar por um dos lotes.  Além das casas ecológicas e do bairro projetado, o condomínio conta também com clubes e áreas de lazer.

Flor de Ouro Vida Natural, em Alto Paraíso de Góias

A cidade de Alto Paraíso de Goias é bem conhecida pelos que se aventuram por um estilo de vida mais alternativo e desapegado, digamos assim. E é lá que se encontra também uma das ecovilas mais conhecidas do país, a Flor de Ouro Vida Natural. O local foi fundado no inicio da década de 80 e conta com lotes particulares e de uso coletivo destinado a práticas espirituais, culturais e sustentáveis.

Clareando, na Serra da Mantiqueira, São Paulo

Os paulistas estão muito bem representados quando o assunto é ecovila. Bem pertinho da cidade de São Paulo, entre os municípios de Piracaia e Joanópolis, está localizada a ecovila Clareando. Cercada pela Serra da Mantiqueira, o local oferece lotes para quem deseja investir em um novo estilo de vida.

Sitio das Águas, no Rio Grande do Sul

Localizada na cidade de Lindolfo Collor, a 70 quilômetros de Porto Alegre, a ecovila Sitio das Águas é tudo aquilo que se espera de uma comunidade ecológica. Por lá, eles produzem o próprio alimento, realizam eventos com a comunidade e se dedicam as técnicas de bioconstrução.

As ecovilas estão aí para mostrar que é possível sim viver em harmonia com o planeta e com o próximo, sem precisar abrir mão das comodidades e do conforto da vida moderna.

Pode ser que esse não seja o seu momento (ainda) de viver em uma ecovila, mas nem por isso você deve ignorar a importância das ações sustentáveis.

Faça tudo o que puder para ter uma vida mais ecológica mesmo morando em um ap de 45 m². Recicle o seu lixo, adote uma composteira, substitua produtos convencionais por versões amigas do meio ambiente. Aproveite também e crie um novo estilo de vida com mais consciência, menos consumo e mais tempo para aquilo que realmente importa.