Como escolher cafeteira: principais tipos e dicas para escolher a sua

Por - Atualizado em:

Forte marca da cultura brasileira, o café é uma das bebidas mais consumidas em nosso país. Segundo a Associação Brasileira da Indústria, cada habitante chega a beber cerca de 81 litros por ano. Também, não há como discordar, tomar um cafezinho com amigos queridos ou fazer aquele café especial com a família, são momentos que não têm preço!

O café também é símbolo de trabalho e disciplina dentro da nossa cultura. De estudantes de cursinhos a plantonistas, o café é a bebida mais pedida. Uma das grandes vantagens desse néctar de tons tão escuros, é a presença da cafeína – que ajuda na atenção e serve como termogênico. Além disso, seja o lugar onde você estiver, o café não tem muitos mistérios para ser feito.

Porém, a facilidade em fazer aquele café gostoso vai depender muito dos utensílios usados no momento de extrair o melhor líquido dos grãos. Por isso, saber como escolher uma cafeteira pode facilitar a preparação de um café de qualidade. 

Aliás, acredite, nem todas as máquinas são iguais: existem alguns modelos simples que apenas substituem o modo tradicional de passar café, enquanto outros mais sofisticados produzem o famoso método italiano, o espresso. Quer saber como escolher cafeteira dentro do seu perfil? Confira abaixo!

4 cuidados no momento da compra da cafeteira

Existem diversos tipos de cafeteiras disponíveis no mercado, sendo que cada uma delas oferece uma proposta diferenciada. Por isso, é importante antes de como escolher cafeteira, pesquisar bastante, verificar a reputação de cada um dos modelos, já que tanto preço como qualidade variam drasticamente.

  1. Priorize as suas necessidades: fique atento à quantidade de café desejado e a sua disponibilidade de tempo, para que a partir daí, você consiga ter uma guia para escolher a cafeteira que melhor se encaixa com o seu estilo de vida; 
  2. Lembre-se das suas preferências: por exemplo, o espresso é um café com sabor mais intenso, já o filtrado é mais suave. Sendo assim, a cafeteira escolhida deve ser adequada ao tipo de café de que você gosta; 
  3. Não compre uma cafeteira apenas pelo design: caso você escolha cafeteira alinhada à decoração da sua casa, tenha certeza, antes, que as suas funções correspondam à sua rotina;
  4. Saiba escolher o café certo: não adianta investir em uma excelente cafeteira e usar um café de baixa qualidade. Por isso, pesquise qual o tipo de grão ou pó que mais se alinhe com a sua máquina. 

Café coado e espresso

Outro fator que pode fazer diferença no momento de como escolher cafeteira é saber aquela que mais se adequa ao seu consumo. Para isso, é primordial entender as diferenças entre o café coado e o espresso. 

A grande diferença entre os dois tipos de café é saber como e por quanto tempo a água passará pelo café. No caso do coado, o café é produzido com o pó em repouso sobre o filtro, sendo que a água passa por ele apenas enquanto desliza pela cafeteira.

No caso do café espresso, a água passa cerca de 19 vezes com mais pressão, potencializando tanto o sabor como o aroma da bebida. Além disso, o espresso é cerca de 10 vezes mais concentrado que o café coado, deixando o sabor mais forte.

Como escolher cafeteira: conheça os diversos tipos de cafeteira

Há inúmeros tipos de cafeteira, cada uma delas com suas peculiaridades e vantagens. Lembre-se que ao investir em uma boa máquina afetará a qualidade do café preparado. Para saber como escolher cafeteira sem erros, elaboramos uma lista com os vários tipos de máquinas do mercado. 

Cafeteira elétrica de coador

É o modelo mais prático no momento de preparar o seu café.  Alguns modelos têm timer, auxiliando no momento que você preferir que o café seja preparado. Outra vantagem é que cafeteira de coador concentra menos cafeína – o seu estômago agradecerá.

Dica extra: antes de preparar o seu café, molhe o filtro de papel com água quente, para retirar o gosto de celulose. Já no caso de a máquina usar filtro de pano, mantenha-o seco para facilitar a passagem do líquido.

Cafeteira de espresso manual

Antes de usar a máquina de espresso, é necessário moer o grão do café e fazer a compactação da borra, para depois encaixar na cafeteira e ativar da água. Lembre-se que são vários fatores que contribuem para o sabor do café espresso. A quantidade, por exemplo, segue apenas um parâmetro, o de 30 ml. 

Quer saber mais sobre a cafeteira de espresso? Veja o vídeo a seguir para saber como escolher cafeteira

Cafeteira italiana

Nós podemos comparar a cafeteira italiana com uma panela de pressão. Antes de você preparar o café, é necessário checar se a moagem do grão é média, além de que o pó não pode estar compactado. 

Outro ponto é que a água usada deve estar em temperatura ambiente e em quantidade suficiente para cobrir o alumínio.

Prensa francesa

A prensa francesa usa grãos de moagem grossa e, da mesma maneira que a cafeteira italiana, ela costuma ter um maior teor de cafeína, podendo deixar o café mais amargo. Uma das grandes vantagens da prensa é que a técnica extrai melhor os óleos do café, deixando a bebida mais saborosa.

Cafeteira aeropress

O procedimento na cafeteira aeropress é que a pressão do ar empurra o café contra o filtro. Essa técnica foi criada em 2005 e o resultado é bem semelhante ao do café espresso, com exceção de não usar energia elétrica. 

Não é muito fácil mexer na cafeteira aeropress, mas se o processo for realizado de maneira correta, você consegue extrair o melhor do café. Essa cafeteira é de modelo único no mundo e já está em sua quinta versão, produzida com peças de plástico fosco, deixando o produto mais leve. 

Cafeteira de espresso semiautomática

A principal diferença entre cafeteira manual e uma semiautomática é que essa última já vem com uma programação para uma quantidade específica de cafés. Para fazer a medição e a compactação do pó, são feitas pelo próprio usuário.

Hoje em dia, já existem para vender discos de café de prontos, garantindo que as xícaras saiam com as mesmas características. Só que alguns especialistas alertam que isso acaba tirando a liberdade do consumidor de deixar o café de acordo com seus gostos.

Cafeteira de espresso superautomática

As cafeteiras têm um sistema totalmente unificado, onde o pó moído é direcionado à câmara de compactação. Já o disco fica posicionado para a água quente passar por ele, caindo assim em uma ou duas xícaras, a depender da opção desejada e a disponibilidade.

Na dúvida de como escolher cafeteira, a superautomática é uma excelente alternativa para os amantes de café, já que a moagem é feita na hora e de maneira automática. O aroma e o sabor ficam bem próximos do natural. A única desvantagem é que seu preço é extremamente elevado.

Cafeteira de cápsulas ou sachês

A maior vantagem de como escolher cafeteira e optar por uma cápsula é que elas não se limitam apenas ao café. Você pode preparar outros tipos de bebidas, só dependendo da marca que a cafeteira vender. 

O método de preparação do café é bem semelhante ao da superautomática, com a diferença do pó ser inserido a cada xícara. Uma vantagem desse modelo é que ela pode ser uma espécie de tradução ao mundo dos cafés, mas atenção: dificilmente ela preservará todas as notas da bebida, já que o pó usado nas cápsulas não é fresco.

A melhor escolha para você

Depois de todas essas dicas de como escolher cafeteira, aposto que você já vai buscar a melhor máquina e que se adapte ao seu dia a dia! Comente com a gente, qual dessas cafeteiras você se identificou mais!