Como trocar lâmpada: dicas passo a passo, de rosca e tubular

Por -

Tem certas coisas dentro de casa que todo mundo deveria saber como fazer e uma delas é trocar lâmpada. Algo tão simples para uns, mas que pode ser um verdadeiro desafio para outros.

Mas a realidade é que trocar uma lâmpada é algo fácil, rápido e que não vai exigir nenhum conhecimento técnico em eletricidade. Contudo, é importante se atentar para alguns detalhes que irão garantir uma troca eficiente e segura. Confira quais são eles:

Cuidados ao trocar uma lâmpada

Cuidados ao trocar uma lâmpada

Antes de colocar a mão na massa, ou melhor, na lâmpada, tome algumas medidas de segurança e certifique-se que todas as ferramentas necessárias estão a mão, isso facilita o trabalho, além de evitar acidentes. 

1. Desligue a energia

Em primeiríssimo lugar desligue a energia elétrica da casa no quadro de energia central. Algumas residências possuem disjuntores específicos para as lâmpadas e geralmente estão marcados.

Mas caso não tenha um disjuntor exclusivo ou fique na dúvida, desligue o disjuntor geral. Nesse caso, todos os pontos de luz e eletricidade ficaram desligados, ok?

Lembre-se também de deixar o interruptor da lâmpada que será trocada na posição desligada.

Feito isso você estará livre de choques elétricos.

2. Escada ou cadeira na altura certa

Providencie também uma escada ou cadeira que seja firme, de modo que você possa subir e fazer a troca da lâmpada. A escada ou a cadeira também devem estar numa altura que seja suficiente para que você alcance com folga a lâmpada.

Mas se o pé-direito for alto, nem pense em usar uma cadeira. Muito provavelmente você vai acabar se desequilibrando e caindo no chão.

E se nem a escada alcançar a lâmpada considere a possibilidade de utilizar um saca-lâmpada. Essa ferramenta simples é muito útil para as casas que possuem um pé direito muito alto ou, simplesmente, para auxiliar pessoas que não tem condições físicas e de saúde para subir em escadas.

O saca-lâmpadas funciona como uma espécie de extensor, sendo que na ponta ele traz um tipo de garra onde a lâmpada é presa e pode ser removida e colocada com precisão e segurança.

3. Espere a lâmpada esfriar

Caso a lâmpada queime durante o uso, espere-a esfriar para fazer a troca. As lâmpadas tendem a aquecer muito durante a utilização e você pode se queimar se entrar em contato com ela imediatamente.

Como trocar lâmpada de rosca no teto

Como trocar lâmpada de rosca no teto

A lâmpada de rosca ou de soquete é uma das mais fáceis de trocar. Também conhecidas como lâmpadas comuns, esse tipo de lâmpada pode ser tanto incandescente, fluorescente ou de LED.

Para trocar uma lâmpada de rosca comece tomando as medidas de segurança mencionadas anteriormente.

Em seguida, desenrosque a lâmpada do soquete girando-a no sentido anti-horário. Caso perceba uma certa resistência para retirar a lâmpada, segure a base do soquete para ter mais apoio, mas nunca toque nos contatos ou na parte de metal da lâmpada.

Segure a lâmpada com firmeza, mas sem apertar, uma vez que o vidro pode quebrar na sua mão e provocar cortes.

Posicione a lâmpada queimada em um local seguro e pegue a lâmpada nova. Coloque-a no soquete e gire-a, dessa vez, em sentido horário até que ela esteja bem firme no bocal.

Feito isso você já pode religar a energia e testar o funcionamento da lâmpada pelo interruptor.

Como trocar lâmpada tubular

As lâmpadas tubulares são aquelas compridinhas, geralmente de luz fluorescente. Para trocar esse tipo de lâmpada também é bem simples.

Adote as medidas de segurança em primeiro lugar, em seguida segure o meio da lâmpada com uma das mãos e com a mão que estiver livre puxe a tampa lateral.

As lâmpadas tubulares são encaixadas com dois plugs de cada lado. Para soltá-las desses plugs basta puxá-las até desencaixar do soquete. Com a lâmpada em mãos, coloque-a em um lugar seguro e faça a substituição pela lâmpada tubular nova.

Para isso, basta encaixá-la novamente nos plugs. Verifique se a lâmpada ficou bem presa, depois é só ligar a energia e acioná-la pelo interruptor.

Como trocar lâmpada de luminária ou lustre

As lâmpadas de teto que ficam dentro de luminárias e lustres são as mais chatinhas de trocar, isso porque você vai precisar acessar esse acessório primeiro, retirá-lo, trocar a lâmpada e colocá-lo no lugar novamente.

De resto, o processo de troca da lâmpada é o mesmo. Mas anote essa dica: na hora de fazer a troca de uma lâmpada que fica dentro de um lustre ou luminária já tenha em mãos uma chave de fenda, ela vai te auxiliar na retirada dos parafusos.

Sem essa ferramenta simples, além de dificultar o trabalho, você ainda corre o risco de forçar demais o soquete e quebrar a peça, sem contar que ainda pode se desequilibrar e sofrer uma queda.

Sinais de que está na hora de trocar a lâmpada

Você não precisa esperar a lâmpada queimar para fazer a troca. Isso evita você ser pego de surpresa e acabar ficando sem um ponto de luz importante dentro de casa.

Portanto, verifique com uma certa frequência a aparência da lâmpada. Caso note que as pontas ou a extremidade estão ficando pretas ou acinzentadas é sinal de que a lâmpada não aguentará por muito tempo.

Quando a lâmpada começa a piscar ou tremular é outro sinal que ela já está chegando ao final de sua vida útil.

Na hora de comprar a lâmpada nova para substituir a antiga, verifique a voltagem e a potência para garantir o mesmo nível de iluminação no local.

Observe também se a nova lâmpada é de luz quente (amarela) ou fria (branca). Isso faz toda a diferença no ambiente.

Outro motivo que pode levar você a querer trocar as lâmpadas é a economia. Tem muita gente por aí optando por lâmpadas de LED no lugar das lâmpadas incandescentes ou fluorescentes.

Apesar de custarem um pouco mais caro, as lâmpadas de LED possuem a vantagem de ter uma vida útil muito maior, além, é claro, de promover uma economia significativa na conta de luz.

E agora, o que fazer com a lâmpada queimada?

Pronto! As lâmpadas já foram trocadas e está tudo certo, mas aí vem a dúvida: “o que fazer com as lâmpadas velhas e queimadas?”. Na grande maioria das vezes, elas acabam indo parar no lixo comum. Se essa for a melhor opção para você, não se esqueça de envolvê-la com plástico ou papelão para evitar que os coletores de lixo se machuquem.

Vale, inclusive, anotar etiquetar a sacola informando sobre a existência de material cortante.

Entretanto, o modo mais correto e adequado de descartar as lâmpadas queimadas e inutilizadas é através de postos de coleta de materiais recicláveis.

Você sabia que o vidro da lâmpada é reciclável e pode ser mandado para cooperativas que trabalham com esse tipo de material?.

Outra opção é procurar um posto autorizado de descarte de lâmpadas, especialmente no caso de lâmpadas fluorescentes, uma vez que esse tipo de lâmpada possui altas concentrações de mercúrio, uma substância tóxica tanto para os seres humanos, quanto para a vegetação, os animais e os lençóis d’agua. Ou seja, todo cuidado é pouco.

Procure na própria embalagem da lâmpada informações sobre o descarte, já que os fabricantes possuem a responsabilidade pela destinação final do produto. Se a informação não estiver clara ou presente, entre em contato com o SAC (Serviço de Atendimento ao Cliente) da empresa.

Anotou todas as dicas? Agora não tem mais desculpa para deixar de trocar a lâmpada da sua casa. E, lembre-se, faça sempre o descarte correto das suas lâmpadas.