Ferramentas para jardinagem: conheça quais são as principais para você ter em casa

Por - Atualizado em:

Vida de jardineiro não se resume a plantas! Para ser um jardineiro completo você precisa contar com a ajuda das ferramentas de jardinagem.

Mas por quê? Simples! Por que são elas que vão garantir o cuidado e o carinho que suas verdinhas precisam.

E nem adianta querer improvisar viu? O tiro pode sair pela culatra e quem vai pagar a conta são suas plantas.

Bora então dar mais esse passo rumo a jardinagem? Acompanhe o post com a gente.

Entenda suas plantas e as necessidades delas

O primeiro passo antes de começar a montar o seu kit de ferramentas é entender o tipo de plantas que você tem, as necessidades de cada uma delas e a área que precisa ser cuidada.

As plantas de pequeno porte, daquelas cultivadas em vasos dentro de casa ou em varandas, não exigem uma grande quantidade de ferramentas para o cuidado periódico. 

Ao contrário, por exemplo, de quem possui um jardim enorme e todo gramado, ou uma horta com pomar. 

São necessidades diferentes. No primeiro caso, é possível montar um kit simples que cabe até na gaveta da cozinha. 

Já no caso de áreas maiores você vai precisar de um kit mais completo e contar com ferramentas grandes.

Depois dessa analise inicial você já pode pular para o próximo tópico, pegar papel e caneta e começar a fazer sua listinha.

Lista de ferramentas para jardinagem

1. Mangueira

Mangueira

 

Vamos começar falando das ferramentas para jardins e hortas de grande porte. E o primeiro item dessa lista não poderia ser mais essencial do que uma mangueira. Isso porque é ela que vai garantir a água fresca que suas plantinhas tanto necessitam. 

Na hora de comprar a mangueira para o seu jardim é importante saber o tamanho da área para garantir que ela alcance todas as plantas.

Outra dica fundamental: utilize um gatilho de jatos. Esse item pode ser comprado avulso em lojas de material de construção e jardinagem. 

O gatilho de jatos é importante para que as plantas recebam a água de modo suave e equilibrado, uma vez que você pode dosar a intensidade do jato.

2. Aspersor

Aspersor

O aspersor é outro item importante para quem tem um jardim gramado ou uma horta muito grande com plantio de hortaliças que necessitam de rega frequente.  

Esse equipamento é acoplado junto a mangueira e colocado no chão para facilitar e equilibrar a rega. 

O jato é direcionado para cima, como se fosse um chuveirinho suave, regando toda a extensão do jardim ou horta de modo uniforme. 

3. Cortador de grama

Outra ferramenta de jardinagem indispensável em jardins é o cortador de grama. E aqui os motivos são bem óbvios: cortar e manter o crescimento da grama sob controle.

Hoje em dia existe uma variedade enorme de cortadores de grama, desde aqueles do tipo carrinho, indicado para áreas muito grandes, até aqueles de mão, próprios para jardins pequenos.

Basta pesquisar o modelo que melhor atende as suas necessidades.

4. Rastelo ou ancinho

O rastelo, popularmente conhecido também como ancinho, é aquele amigo para todas as horas.

Com ele você afofa a terra, remove ervas daninhas e prepara o solo para o plantio. 

No entanto, a ferramenta é indicada apenas para uso em jardins e hortas, já que pelo tamanho não é possível utilizá-lo em jardineiras e vasos. 

E os jardineiros de apartamento? Calma que também tem rastelo para essa turma. A gente conta qual é essa ferramenta logo mais, segura aí. 

5. Pá de cabo longo

A pá de cabo longo é tão importante quanto o rastelo. Juntas, elas formam uma dupla perfeita e essencial.

Esse tipo de pá, semelhante a uma colher gigante, serve para cavar, remover e transplantar plantas, além de ajudar na hora da adubação e do plantio. 

Mas, assim como o rastelo, ela também é indicada apenas para áreas maiores. Para vasos e jardineiras existe outra solução, a gente já te conta também.

6. Regador

O regador é uma das ferramentas de jardinagem mais importantes que existem, até mesmo para quem tem só uma plantinha em casa. 

Isso porque as plantas precisam de água e a melhor maneira de oferecer a rega é por meio de um regador.

Dá para improvisar com uma garrafa ou coisas do tipo? Até dá. O problema é que esse tipo de gambiarra pode acabar fazendo com que a planta receba água demais ou de menos. 

Os regadores profissionais, vendidos em lojas de construção, jardinagem ou até mesmo em supermercados, possuem jato direcionado, além do bico dosador. Isso facilita o trabalho das regas e garante que a planta irá receber água em toda a extensão do vaso ou do canteiro de modo uniforme e equilibrado. 

Uma dica importante: caso você tenha plantas em locais altos prefira regadores com extensor, daqueles de bico comprido. Assim fica mais fácil alcançar o vaso.

7. Pá de mão

Pá de mão

A pá de mão é outra ferramenta que deve estar no seu kit. É ela que vai substituir a pá de cabo no cuidado de áreas pequenas. 

No entanto, ela também é muito útil em hortas e jardins grandes.  Isso porque a pá de mão serve para abrir covas, fazer o plantio e o transplante de mudas, auxiliar a adubação e abrir espaço no solo. 

Existem diversos modelos de pá de mão para vender por aí. Mas aqui vai nosso conselho: prefira aquelas fabricadas em material reforçado e de alta durabilidade, como o aço inox, e que tenham cabo em madeira. As pás de plástico não garantem firmeza suficiente para realizar os trabalhos de jardinagem.

8. Garfo de jardinagem

Garfo de jardinagem

Lembra do rastelo que falamos há um tempo atrás? Então, o garfo de jardinagem pode ser considerada a versão mini do rastelo.

Essa ferramenta, muito semelhante a um garfo, por isso o nome, serve para afofar a terra, arejar o solo e auxiliar no combate as ervas daninhas. Tudo isso para manter os seus vasos e jardineiras lindas e bem cuidadas. 

O garfo de jardinagem também é muito bem vindo no cuidado de hortas e jardins de grande porte.

Junto com a pá de mão, o garfo de jardinagem é indispensável para o cuidado das plantas. Então, já coloca ele aí na sua lista também.

10. Tesoura de jardinagem

Não existe jardineiro sem uma boa tesoura. Essa ferramenta é outra querida do mundo botânico. 

Dá para improvisar? Mais uma vez: sim, dá, mas não é aconselhável. O ideal é que você tenha uma tesoura exclusiva para jardinagem. Não use a do seu filho, nem aquela que fica na cozinha. 

E sabe porque? Na hora de fazer as podas com uma tesoura comum, usada para outras funções, o local do corte pode acabar sendo contaminado, fazendo com que a planta desenvolva fungos e outras doenças. 

Inclusive, é extremamente importante que todas as vezes que a tesoura de jardinagem for utilizada você a desinfete para evitar a contaminação em outras plantas. 

A tesoura de jardinagem deve ser de corte afiado, com ponta e de preferência possuir cabo anatômico e resistente para você não se machucar. 

Outro detalhe importante: a tesoura de jardinagem deve ser utilizada para o corte de folhas e flores pequenas e macias, como, por exemplo, o corte de um galho de manjericão ou de uma flor para vaso. O corte de troncos e galhos mais rígidos deve ser feito com a tesoura de poda.

11. Tesoura de poda

A função da tesoura de poda é semelhante a da tesoura de jardinagem, a diferença é que ela possui um formato diferenciado, semelhante a um alicate. 

Esse tipo de tesoura é indicado para o corte de galhos e folhas um pouco maiores e mais resistentes.

12. Barbante e condutores

Por fim, mas não menos importante, estão os barbantes e condutores. E para que você precisa disso afinal? 

Esses itens são importantes para guiar e conduzir suas plantas, especialmente as mudas ou aquelas do tipo trepadeira. 

O barbante também é indicado para fazer a amarração de galhos pesados, como de tomates, por exemplo.

Como condutor você pode usar palitos de churrasco ou filetes de bambu.

Cuidados e manutenção com as ferramentas

  • Ao final dos cuidados com as suas plantinhas sempre limpe as ferramentas. Algumas plantas liberam seivas que podem danificar os seus equipamentos. Para isso, faça a limpeza com água e sabão, em seguida seque bem e por último lubrifique com óleo. O mais indicado é óleo de linhaça que não é toxico para as plantas, nem mesmo para as ferramentas.
  • Guarde as ferramentas de jardinagem em local seco, ventilado, protegido do sol. Também é importante que as ferramentas sejam mantidas longe de crianças e animais domésticos. 
  • Periodicamente leve suas tesouras de jardinagem para afiar. O uso de tesouras “cegas” danificam as plantas.
  • Prefira sempre investir em ferramentas de qualidade, com material reforçado e durável. Além de ser mais econômico a longo prazo, já que você não vai precisar repor itens com frequência, essas ferramentas facilitam o trabalho e o cuidado com as plantas. 
  • Sempre desinfete as ferramentas que foram utilizadas em plantas doentes ou com pragas. Assim você evita a contaminação em outras plantas. 

Anotou tudo o que você precisa para montar o seu kit de ferramentas para jardinagem? Então agora é só ir as compras!