Morar sozinho: vantagens, desvantagens e dicas para você seguir

Por -

Morar sozinho é um sonho de liberdade e independência para muita gente.

Mas para esse sonho se tornar realidade é importante pisar os dois pés no chão e avaliar criticamente todos os aspectos que envolvem essa decisão tão importante.

A gente te ajuda daqui com muitas dicas e informações. Confira!

Vantagens de morar sozinho

Liberdade e independência

Uma das maiores vantagens de morar sozinho é a liberdade e a independência.

Liberdade para acordar e dormir na hora que bem entender, para sair e chegar quando quiser, recepcionar os amigos, entre outras coisas.

Tudo isso produz uma indescritível sensação de liberdade.

Privacidade

Quem é que nunca teve problemas de privacidade quando morava junto com os pais? Um fato natural da vida.

Mas quando se decide morar sozinho privacidade é algo que não falta. Então, mais um pontinho a favor na sua tomada de decisão.

Amadurecimento

Vale ainda mencionar que junto com a liberdade e a independência vem também algo muito importante: o amadurecimento.

Toda pessoa que vai morar sozinho ganha maturidade e um novo senso de responsabilidade, algo importante em diversos aspectos da vida.

Sua vida do seu jeito

Morar sozinho também é sinônimo de viver do seu jeito, como você sempre quis. Isso significa decorar a casa como deseja, fazer as tarefas domésticas do jeito que achar melhor, entre outras coisas.

Desvantagens de morar sozinho

 

Você se lembra dos prós e contras que citamos anteriormente? Pois bem, você já viu os prós, agora é hora de descobrir as desvantagens dessa decisão:

Assumir responsabilidades

Para muita gente a ideia de assumir responsabilidades é visto como algo negativo. Mas não é bem por aí.

Assumir responsabilidades significa assumir o controle da própria vida, tendo em mente que a partir desse momento você vai poder contar apenas consigo mesmo, seja para pagar uma conta, seja para fazer o jantar ou lavar a roupa.

Essas responsabilidades também tem a ver com estar sempre de olho se é hora de fazer compras no supermercado ou verificar se apagou as luzes antes de sair de casa. Lembre-se não tem ninguém mais para fazer essas coisas por você.

Mas entenda: isso faz parte do processo e, no final das contas, precisa ser encarado como algo bom.

Ficar sozinho

Chegar em casa e não ter ninguém para te receber ou para conversar pode ser algo bem frustrante, principalmente no inicio.

Mas, felizmente, hoje em dia é possível contar com a tecnologia para dar uma aliviada nessa sensação de solidão. Por isso, não dispense uma boa chamada de vídeo com os seus pais, irmãos e amigos.

Como morar sozinho: planejamento

Confira a seguir como você deve se planejar para realizar o sonho de morar sozinho.

Faça uma reserva financeira

O que mais impacta a vida da pessoa que deseja ir morar sozinha são as finanças. É super importante contar com um bom suporte financeiro para não passar apuros.

E não estamos falando aqui de recorrer aos pais, ok? Estamos falando de planejamento e visão a longo prazo.

Ou seja, antes mesmo de sair da casa dos pais você precisa fazer uma reserva financeira que garanta o seu sustento mesmo que aconteça algum imprevisto, como perder o emprego, por exemplo.

A dica é fazer uma reserva que seja equivalente a quatro meses de salário. Portanto, supondo que você tenha uma renda mensal de R$ 2 mil é importante que seja poupado, no mínimo, R$ 8 mil antes de iniciar o plano de morar sozinho.

Pesquise bem os imóveis

Também é fundamental que você faça uma boa pesquisa de imóveis antes de sair de casa.

Priorize aqueles mais próximos do seu trabalho ou faculdade, assim também é possível economizar com transporte.

E sempre seja realista com o quanto pode gastar de aluguel. Não adianta querer morar na cobertura de um prédio se você não tem dinheiro para isso.

Coloque (mais uma vez) os pés no chão e seja condizente com a sua realidade. As chances de sucesso serão maiores assim.

Coloque os gastos no papel

Você tem ideia de quanto seus pais pagam nas contas de energia e água? Sabe o preço do gás? E tem ideia de quanto está o quilo do feijão no supermercado?

Pois é! Se você deseja ir morar sozinho vai ter que começar a se habituar com essas informações e colocá-las no papel.

Aprenda a fazer tarefas domésticas

Você sabe lavar roupa? E cozinhar? Sabe ao menos como varrer uma casa? Então vai precisar aprender.

Ai está mais um pequeno e fundamental detalhe na vida de quem vai morar sozinho.

É claro que você pode pagar alguém para fazer isso por você, mas, convenhamos, que talvez seja muito mais interessante dar conta de todas as tarefas domesticas por conta própria.

Quanto custar morar sozinho

A pergunta que não quer calar: afinal, quanto custa morar sozinho? A resposta é: depende!

Depende do seu estilo de vida e daquilo que você considera essencial. Pode ser que ter TV a cabo seja algo indispensável na sua vida, assim como ter um carro próprio.

Isso, é claro, sem falar no quanto você ganha por mês, já que os seus custos vão girar em torno do seu salário, não é mesmo?

Por isso, não existe uma resposta padrão para essa pergunta. Mas podemos te ajudar a descobrir isso a partir de alguns gastos básicos:

Moradia

O item mais importante para você colocar na sua planilha de custos é a moradia, ou melhor, o aluguel.

O ideal, segundo especialistas, é que você destine no máximo 20% da sua renda para o pagamento de moradia. Isso quer dizer que para uma renda de R$ 2 mil o custo com aluguel não pode ser maior do que R$ 400 (a gente disse para você por os pés no chão).

Transporte

Os gastos com transporte são outro aspecto fundamental na vida de quem vai morar sozinho.

Se você trabalha formalmente para uma empresa deve receber ajuda de custo para se deslocar de casa até o trabalho e isso é bom.

Mas caso trabalhe de modo autônomo é importante ter esses valores bem definidos na sua planilha.

Além do custo com transporte de casa para o trabalho você deve contabilizar também os gastos de casa até a faculdade (caso estude) e para outros locais que vai com frequência.

Despesas fixas

Considere como despesas fixas as contas que vão chegar na sua casa todo mês, faça chuva ou faça sol.

Isso inclui contas de energia elétrica, água, gás, convênio médico, seguro do carro, telefonia, internet, TV a cabo, entre outras.

E sempre tente enxugar essas despesas para aquilo que é essencial.

Alimentação

Você precisa comer, certo? Certo! Então destine parte da sua renda para essa finalidade.

No mundo ideal você faria sua própria comida, se alimentaria de forma saudável e não seria dependente de fast food.

Acontece que no mundo real existe uma grande chance de você acabar vivendo de pizza, lanche e macarrão instantâneo. É fato!

Mas tente manter um equilíbrio, seja pela sua saúde física, seja pela sua saúde financeira, uma vez que viver de comida pronta pode pesar muito no orçamento.

Lazer

Sim, é importante destinar uma parcela da sua renda para diversão e lazer, mas lembre-se de fazer isso com responsabilidade.

E quando a situação apertar busque por formas de lazer onde não seja necessário abrir a carteira. Existem diversas opções de shows, teatro e cinema gratuitos, basta pesquisar. 

Gastos extras

Coloque ainda na planilha de gastos cerca de 10% da renda para cobrir eventualidades, como um chuveiro que precisa de manutenção ou a compra de medicamentos porque você ficou gripado.

O mais importante de tudo é estar sempre de olho na sua planilha financeira e no seu extrato bancário. Evite a todo custo ficar no vermelho.

O que comprar para morar sozinho

Morar sozinho também é sinônimo de montar uma casa do zero. Mas calma! A gente sabe que é muita coisa, por isso é fundamental você trabalhar sua mente para as prioridades.

A casa não precisa ser mobiliada e decorada do dia para noite. Faça as coisas com calma e do modo que o seu orçamento permitir.

Confira a seguir um check list básico e essencial do que não pode faltar na casa de quem vai morar sozinho:

Móveis

  • Cama
  • Armário (guarda-roupa)
  • Armário para cozinha
  • Mesa e cadeiras

Eletrodomésticos

  • Geladeira
  • Fogão
  • Forno
  • Máquina de lavar (vai poupar seu tempo)
  • Microondas (facilita a vida de quem mora sozinho)

Utensílios

Cozinha

  • Panos de prato e de pia
  • Panelas (uma frigideira, uma caçarola média e uma caçarola pequena para começar está bom)
  • Pratos
  • Copos
  • Xicaras
  • Talheres (facas, colheres, garfos)
  • Potes de armazenamento
  • Escorredor de macarrão
  • Formas de alumínio ou cerâmica
  • Toalha de mesa

Banheiro

  • Cesto de lixo
  • Porta shampoo e sabonete
  • Toalhas de rosto
  • Toalhas de corpo
  • Tapete

Área de serviço

  • Vassoura e rodo
  • Pá e sacos de lixo
  • Cesto para roupa suja
  • Varal e prendedores
  • Balde
  • Panos e escovas de limpeza

Aos poucos você pode ir aumentando os itens da sua casa, comprando TV, liquidificador e um armário bonitão para a cozinha.

Mas mantenha o foco no mais importante e que te trouxe até aqui: a sua liberdade e independência.

O resto é só questão de tempo e dedicação da sua parte!