Tamanho de garagem: como calcular, medidas e dicas essenciais

Por -

Existe um tamanho de garagem ideal? Sem dúvida! E esse tamanho varia de acordo com os veículos que você possui.

Para não ter erro, listamos no post de hoje todas as dicas e informações para que você possa calcular direitinho o tamanho da sua garagem e não passar aperto, literalmente!

Como calcular tamanho de garagem: dicas iniciais

  • Tire as medidas do seu carro. As montadoras geralmente indicam apenas as medidas entre eixos e a altura. Mas para construir sua garagem você precisa saber o tamanho do seu carro incluindo os retrovisores abertos.
  • Também é importante medir a altura do seu carro com o porta malas aberto, dessa forma você não corre o risco de ver a porta do porta malas ralando no teto toda vez que você precisar abri-lo dentro da garagem.
  • Aproveite e tire as medidas do seu carro com as portas abertas. Afinal, depois de estacionar o carro na garagem você vai precisar sair de lá, não é mesmo?
  • Com todas essas medidas em mãos, comece o planejamento da garagem. Lembre-se de também deixar um corredor de passagem. Não precisa ser muito largo, o suficiente para que uma pessoa passe sem apertos.
  • Se você deseja usar a garagem para guardar ferramentas ou mesmo para fazer uma pequena oficina, lembre-se de considerar esse espaço no planejamento.
  • Existem carros de diferentes modelos e marcas e cada um deles possui um tamanho diferente. Por isso é sempre importante considerar a possibilidade de trocar de carro futuramente. Pode ser que hoje você tenha um modelo esportivo, porque é solteiro ou porque se casou recentemente. Mas é se no futuro você tiver filhos? Com certeza precisará de um carro maior, como uma SUV, por exemplo, e nesse caso o tamanho da garagem precisará ser bem maior.
  • Caso você possua bicicleta, moto e outros meios de locomoção e deseja guarda-los na garagem junto com o carro, será necessário tirar as medidas deles também. No caso de bicicletas, patinetes, skate e patins é possível pendurá-los na parede, economizando espaço. Mas mesmo nesses casos é importante considerar o tamanho para não entulhar a garagem.
  • O tipo de portão utilizado para a garagem também interfere no espaço interno. Os portões do tipo basculante, por exemplo, se projetam para dentro e para fora na hora em que são abertos e acabam consumindo área útil. Os portões automáticos também precisam de um espaço maior para a instalação dos motores e dos braços de abertura. Lembre-se desses detalhes.
  • Verifique também como será feita a manobra para entrar e sair da garagem. Pode ser que você precise realizar uma curva muito fechada e, nesse caso, talvez seja interessante contar com uma garagem um pouco maior para evitar acidentes.

Medidas mínimas e máximas dos carros

Um carro de passeio, popular, de quatro portas possui medidas que podem variar um pouco dependendo do fabricante. Mas podemos considerar para esse tipo de veiculo uma garagem de tamanho padrão de 3,5 metros de largura, para 5 metros de comprimento e dois metros de altura, já considerando a abertura e fechamento das portas.

Já para carros maiores, como SUV e pick-ups, o ideal é 4 metros de largura, 5,5 metros de comprimento e 2,5 metros de altura.

Lembre-se de incluir nessas medidas sua moto, bicicleta ou outro veiculo que deseja guardar junto com o carro principal.

Garagem simples

Uma garagem simples é aquela projetada para apenas um carro de tamanho normal, como o que citamos no exemplo acima.

Nesse tipo de garagem considera-se apenas o veiculo principal e o tamanho é obtido pela medida do carro com as portas abertas, além do corredor de passagem.

Mesmo em uma garagem simples é fundamental analisar o tipo de portão que será utilizado, uma vez que ele pode interferir na área útil da garagem.

Garagem dupla

A garagem dupla, como o nome sugere, é aquela projetada para dois carros. Não tem dois carros? Mas pode ser que um dia tenha.

A garagem dupla também é interessante para aqueles dias em que você recebe visita, dessa forma seu convidado não precisa deixar o carro na rua.

E mesmo que você não pretenda ter outro carro nunca na vida e não receba visitas, uma coisa é certa: sempre vai ter algo a mais para guardar na garagem. Pode ser uma moto, uma bicicleta ou até uma mini oficina. Nesses casos, a garagem dupla é a solução perfeita.

Essa configuração de garagem é a mais recomendada, especialmente para quem tem um pouco mais de espaço no terreno, afinal, vale muito mais a pena planejar algo no inicio da construção do que fazer uma reforma no futuro.

A garagem dupla pode ter dois formatos: lado a lado e em fila.  O lado a lado como o nome indica, diz respeito ao modo como os carros ficarão estacionados, ou seja, um ao lado do outro. Esse tipo de configuração é mais prático porque não exige muitas manobras, mas, por outro lado, exige mais espaço no terreno.

O tamanho mínimo recomendado para uma garagem dupla lado a lado é de 7 metros de largura por 6 metros de comprimento, totalizando 42 metros quadrados. Caso deseje um espaço para motos e uma mini oficina, considere uma garagem dupla com 50 metros quadrados.

A outra configuração possível de garagem dupla é aquela conhecida como “em fila”. Nesse tipo de garagem, os carros são estacionados um atrás do outro, formando uma fila, literalmente.

A vantagem desse tipo de garagem é que ela ocupa menos espaço e pode ser construída acompanhando a extensão lateral da casa. A desvantagem, porém, é que a garagem em fila sempre vai exigir manobras para retirar e estacionar os carros, já que um inevitavelmente sempre estará obstruindo a passagem do outro.

Para uma garagem dupla em fila é recomendado um projeto que contemple cerca de 4 metros de largura por 12 metros de comprimento.

As medidas sugeridas, tanto da garagem lado a lado, quanto a garagem em fila, já estão considerando os veículos com as portas abertas.

Garagem tripla

Com uma garagem tripla você ganha espaço para estacionar até três veículos ou dois veículos combinados com motos e bicicletas.

A garagem tripla é recomendada para casas grandes e pode ser configurada no formato lado a lado ou em fila.

Mas é importante levar em consideração que o modelo em fila pode ser trabalhoso para aquelas famílias que utilizam todos os veículos diariamente, já que a necessidade de manobras será ainda maior do que no modelo de garagem dupla.

A melhor opção, nesse caso, é a garagem tripla lado a lado. A medida mínima recomenda para uma garagem tripla é de 12 metros de largura por 6 metros de comprimento, já considerando o corredor de passagem e a abertura das portas.

Caso deseje utilizar a garagem para outras finalidades, aumente o tamanho de forma proporcional.

A altura mínima recomendada para garagens, seja ela simples, dupla ou tripla é de 2 metros. A altura pode aumentar, caso tenha um veiculo maior como uma pick-up ou um jipe.

Tamanho de vaga de garagem em condomínio

Para quem mora em condomínio fechado, a garagem é de responsabilidade da construtora. É ela quem determina o tamanho e as configurações da vaga, devendo sempre obedecer as regras, normas e leis do município.

As vagas de garagem em condomínio possuem medidas padrões que geralmente correspondem a 2,30 metros de largura por 5,50 metros de comprimento. Para vagas perpendiculares, aquelas em que o carro é estacionado em um ângulo de 90º, as vagas devem ter 2,30 metros de largura por 5 metros de comprimento.

De acordo com o Código Civil Brasileiro, as vagas de garagem são de uso do condômino e cada residência possui uma vaga por direito que pode ser fixa ou rotativa. Essas vagas podem ser alugadas ou vendidas de acordo com a politica de cada condomínio.

Para quem possui mais de um carro, a solução pode ser buscar uma vaga de aluguel ou até mesmo comprar uma vaga.

Mas jamais cogite a possibilidade de usar uma vaga que não é sua sem autorização. O condomínio pode penalizá-lo de acordo com as regras do prédio e da legislação civil.

As vagas de garagem de condomínio também não podem ser utilizadas para armazenamento de objetos. O uso dessas vagas é exclusivo para veículos.

Também não é permitido estacionar mais de um veiculo na mesma vaga, como um carro e uma moto, por exemplo.

A grande parte dos condomínios atuais possui estacionamento próprio para motos e bicicletas, verifique antes com a administração.

Independente de ser uma garagem simples, dupla ou de condomínio, o importante mesmo é que você sempre possa guardar seu carro em segurança e tendo o máximo de funcionalidade e conforto.