Tipos de tinta: veja quais são as principais para usar em casa

Por - Atualizado em:

A experiência de ter ficado tanto tempo em casa nesse último ano, fez com que muita gente começasse a olhar com outros olhos a decoração de seu lar: afinal, a nossa harmonia tem muita relação com o ambiente em que passamos mais momentos.

Outro detalhe importante foi ter mais tempo para nos dedicar a coisas que até então não tínhamos tempo, como redecorar nossa casa. Por essas razões e considerando a questão econômica do famoso “do it yourself”, ou seja, em português “faça você mesmo”, a demanda por conhecimento em tintas e pintura aumentou muito.

Se você está louco para repaginar aquele cômodo do seu apartamento sem vida ou reformar aquela cadeira velha de madeira que era da sua avó, aqui está o artigo certo sobre os tipos de tintas e todas suas funcionalidades!

Tipos de tintas para pintar a parede

Tipos de tintas para pintar a parede

São diversos tipos de tintas para pintar paredes, mas as mais comuns são:

  • Tinta lavável: ela pode ser lavada, como próprio nome diz. Solúvel em água, a tinta lavável é de fácil aplicação, quase sem cheiro e repele água – por esse motivo é difícil manchá-la. O acabamento da tinta lavável é levemente fosco;
  • Tinta acrílica:  é solúvel em água e impermeável. Tem sua secagem rápida, você não precisa de muito tempo disponível para esperar secar. Tem diferentes tipos de acabamento que vão do fosco ao acetinado. Não é necessária dar várias demãos e auxilia no disfarce de pequenas imperfeições nas paredes;
  • Tinta inodora: por não ter cheiro, é uma ótima opção evitar possíveis reações alérgicas. Você pode encontrá-la em acabamento fosco e acetinado. Ela é a base de água e é de secagem rápida.
  • Tinta látex PVA: assim como a inodora, não tem cheiro forte e é solúvel em água. Porém ela tem alta sensibilidade à água, por isso, para limpar esse tipo de tinta é necessária muita cautela, já que qualquer força a mais, pode retirá-la. Seu acabamento é fosco.
  • Tinta epóxi: É considera uma das tintas com melhor custo-benefício da lista, já que é uma das mais resistentes. O acabamento da tinta epóxi difere conforme os tons. As cores claras costumam ser foscas, por isso, se quiser algo mais brilhante, opte pelos tons escuros.
  • Tinta antimofo: é especifica para uso em paredes e tetos e com a sua fórmula fungicida ou bactericida que ajuda a preservar superfícies expostas a umidade. O acabamento pode ser fosco, semibrilho ou acetinado.
  • Tinta óleo: ela é impermeável, de fácil limpeza e tem alta durabilidade. O acabamento da tinta óleo pode ser fosco ou brilhante.
  • Tinta a cal: é um processo artesanal que é formado pelo pigmento, fixador mais a mistura. Pelo seu uso ser aconselhável em superfícies com grande porosidade, ela produz um efeito envelhecido ou rústico. É tinta mais sustentável da lista e possui um custo bem mais baixo.

Tipos de tinta para pintura

Assim como para as tintas para paredes, encontramos inúmeros tipos de tintas para pintura, tais como essas abaixo:

  • Tinta esmalte: deve ser apenas usada em ferro e madeira, já que em alvenaria ou gesso, ela pode facilmente descascar ou favorecer a formação de bolhas. Ela pode ser à base de água ou à base de solvente. Seu acabamento é com alto brilho, porém há outras versões que resultam em fosca, acetinada ou metalizada.
  • Tinta verniz: costuma ser usada para proteção de superfícies como concreto, ardósia, pedra, tijolo e, especialmente, madeiras em ambientes internos e externos. Tem uma vasta variedade de cores e acabamentos, para além de proteger a superfície, decorá-la.
  • Tinta látex PVA: já explicada nos tipos de tinta para paredes;
  • Tinta acrílica: com explicação na parte sobre paredes;
  • Tinta epóxi: também citada na parte sobre tipos de tintas para paredes.

Classificação de tintas

Classificação de tintas

As tintas podem ser classificadas de acordo com seus solventes. E são divididas em dois tipos: 

  • Tintas à base de água: não tem em suas propriedades principais a combustão e são atóxicas. Mas, em compensação, demoram para secar e tem uma elevada tensão superficial, sendo contraindicadas para superfícies de baixa tensão. São ótimas opções para decoração profissional, bricolagem e a construção civil.
  • Tintas de base solvente: são combustíveis, explosivas e tóxicas. Tem uma grande variedade de solventes envolvidos (hidrocarbonetos, álcoois, cetonas, ésteres e éteres) e, por conta disso, são extremamente resistentes as variações climáticas. Podem usadas em pinturas caseiras até na construção civil.

Tipos de tinta para metal

A tinta mais apropriada para pintura de metais é o esmalte sintético. Uma de suas características mais marcantes é a sua alta resistência, com indicação para uso em áreas externas com incidência de sol e chuva.

Você pode encontrar em três diferentes acabamentos:

  • Brilhante: indicado para pinturas em áreas internas e externas. Por conta do seu alto brilho, é extremamente fácil de limpar;
  • Acetinado: seu brilho suave promove um fino acabamento e tem indicação para uso em apenas áreas internas;
  • Fosco: seu uso deve ser apenas para áreas internas.

Tipos de tinta para madeira

A escolha mais acertada de uma tinta para ser usada em madeira é aquela que protege à superfície do material. Os tipos de tintas para madeira são:

  • Tinta acrílica;
  • Tinta látex;
  • Tinta spray;
  • Tinta epóxi;
  • Tinta esmalte sintético;
  • Tinta laca.

Mas as últimas duas citadas na lista acima, são as que têm o resultado com o efeito desejado na decoração. Além disso, a tinta laca precisa de experiência anterior no manuseio, por isso, apenas empresas ou pintores profissionais têm habilidade necessária para o seu uso.

Tipos de tinta para tela

Se você deseja fazer algo mais artístico, como pintar quadros, existem tintas especificas para esse tipo de superfície, tais como:

  • Tinta acrílica: ela tem a secagem rápida, o que dificulta em pintar várias camadas ou fazer traços mais definidos. Também não é de fácil mistura e aplicação em grandes superfícies. O tom da tinta tende a escurecer depois de secar. Porém saí facilmente com a água, não é tóxica e nem tem cheiro;
  • Tinta a óleo: ela demora para secar, sendo ótima opção para pinturas demoradas, porém dificulta a fazer traços definidos. As cores não mudam depois de secas. A mistura de cores é suave, mas ao passar dos anos, a pintura tende a ficar amarelada e oxidar a tela. Uma das grandes desvantagens é a sua toxidade e o cheiro forte;
  • Aquarela: não é tão comum seu uso, mas são fáceis de manusear, não tem cheiro e são atóxicas. Porém elas não são muito definidas e seus tons costumam ser bem claros.

Tipos de tintas e vernizes

O verniz é um tipo de produto líquido utilizado para dar acabamento e proteção à madeira. Embora o uso do verniz seja mais comum em madeiras, existem outros tipos que são usados para serem aplicados no concreto.

Os principais tipos de vernizes são:

  • Verniz marítimo: recomendado para dar realce em superfícies internas. Mas é também usado em superfícies externas, tais como terraços, por exemplo. Ajuda a proteger contra mudanças climáticas, prologando a beleza natural da madeira. Pode ser usado em madeira nova ou repintura;
  • Verniz tingidor: ele confere coloração a madeira, realçando veios naturais da peça e protegendo contra intempéries de áreas externas;
  • Verniz copal: é indicado para superfícies em áreas internas, novas ou de repintura, com acabamento brilhante;
  • Verniz premium: como o próprio nome já informa, ele tem uma qualidade superior. Quando aplicado forma uma película com alto grau de penetração na madeira, prevenindo que existam rachaduras ou trincas. Ele evita o surgimento de fungos, mofo ou algas e pode ser usado tanto em áreas internas como externas.

Tipos de acabamentos de tintas para parede

Já que cada ambiente tem especificidades diferentes, os acabamentos das tintas podem variar da mesma forma. E esse motivo não é somente por estética, já que ao escolher a textura ideal, você ganha mais durabilidade e menos dor de cabeça no resultado:

  • Acabamento semibrilho: é o que mais proporciona brilho e reflexo de luz as superfícies. Ideal para paredes sem imperfeições, é indicado para ambientes úmidos, já que evita a proliferação de mofo e é fácil de limpar;
  • Acabamento acetinado: ele fica entre o semibrilho e o fosco. Ele ajuda a refletir a luz, porém de maneira mais discreta. Sua textura lembra a do cetim. Também tem boa resistência a umidade. São boas opões para tons claros e sempre prefira escolhê-lo para paredes que não necessitem de limpeza já que seu retoque é de difícil realização.
  • Acabamento fosco: excelente escolha para uniformizar luzes difusas de um ambiente. Ele ajuda a esconder imperfeições de uma parede, com seu toque aveludado. Por ser difícil de limpar e com pouca resistência à água, é recomendado para salas e quartos.

Pintar é mais fácil do que você imagina

Agora conhecendo mais os tipos diferentes de tintas e todas as possibilidades de uso em pinturas, você pode dar início a um projeto de mudar aquele cantinho da casa que estava há tempos sendo esquecido.

O mais bacana é que não requer quebra-quebra e que você não precisa colocar ninguém de fora do seu lar para executar essa ideia. Depois de ler sobre todos os tipos de tintas e funcionalidades, o que você destaca com mais impactante nesse artigo? Deixe nos comentários abaixo!