Casa segura: 13 ações e recursos que você pode utilizar para ter um lar seguro

Por - Atualizado em:

Se você, assim como boa parte da população que vive nas grandes cidades, se preocupa com a segurança da própria casa, então esse post é para você.

E só para avisar: muros altos e arame farpado não são sinônimos de casa protegida, pelo contrário.

Existem muitos detalhes que precisam ser levados em consideração para garantir uma casa mais segura.

Vem com a gente então descobrir como deixar a sua casa mais segura.

Como deixar a casa mais segura com pequenas ações

Muita gente acredita que para ter uma casa segura é necessário realizar grandes investimentos em câmeras, alarmes e monitoramento. Só que não!

É claro que tudo isso ajuda e é importante, mas você pode ir além e garantir a segurança da sua casa até mesmo com mudanças simples na sua rotina.

Confira todas as ações que você e sua família podem tomar para deixar a casa mais segura:

1. Vizinhança unida

Você já ouviu falar que a união faz a força, não é mesmo? E quando o assunto é segurança esse velho ditado ganha ainda mais sentido.

A união dos vizinhos fortalece a segurança e proteção do bairro como um todo. E de que forma é possível fazer isso acontecer?

Uma boa maneira é criando um grupo do bairro no Whatsapp, assim é possível trocar informações, fazer alertas e até mesmo emitir um pedido de ajuda.

Vale ainda avaliar junto com os vizinhos a possibilidade de contratar uma empresa de segurança para fazer rondas diárias no bairro, especialmente no período noturno.

2. Quebre a rotina

Outro grande passo que você e sua família podem dar rumo a uma casa mais segura é quebrar um pouco a rotina de atividades dos moradores.

Isso porque os bandidos costumam analisar a residência antes de fazer o assalto. Eles observam a que horas a casa fica vazia e por quanto tempo, qual horário os moradores costumam sair, se chegam de carro ou a pé, quantas pessoas moram na residência e por aí vai.

Mas você e sua família podem confundir e atrapalhar a ação de criminosos com simples mudanças na rotina da casa.

3. Atenção ao sair e chegar

Procure sempre observar a rua e a movimentação antes de chegar e sair de casa. Veja se existe a presença de pessoas ou carros estranhos no local.

Ao notar algo suspeito, chame a policia e avise aos seus vizinhos.

4. Casa não é banco

Não guarde na sua casa grandes quantias de dinheiro, joias ou outros objetos valiosos.

Isso pode atrair a atenção de criminosos, especialmente se você deixar escapar essa informação em algum momento.

Mantenha seus objetos de valores no banco.

5. Redes sociais

Evite postar nas redes sociais a sua rotina e a da sua família. Os bandidos podem facilmente ter acesso a essas informações e usá-las para facilitar a abordagem criminosa.

O mesmo vale para quando for viajar ou se ausentar por um longo período. Não divulgue isso publicamente.

6. Tenha um cachorro

Esse é um dos recursos de segurança mais antigos que existe. Além de amigos muito especiais, os cães podem ser um grande aliado na segurança da sua casa.

Especialistas em segurança afirmam que a presença de cachorros inibe a ação de criminosos.

7. Muros e portões

Existe uma crendice popular de que muros altos e portões fechados são sinônimos de segurança, mas não são.

Quanto mais fechada e oculta a casa for, mais vulnerável aos assaltantes ela fica.

Isso porque é praticamente impossível saber o que se passa dentro da residência após ultrapassar os portões, o que para os bandidos é algo muito bom.

Por isso a dica é investir em portões vazados onde a casa possa ser observada pelo lado de fora, assim como também é possível observar o lado externo de dentro da residência.

Evite apenas portões com barras horizontais que possam ser escaladas. O ideal é escolher modelos de portões com barras verticais.

Como deixar a casa mais segura investindo em tecnologia

8. Iluminação por sensores

A iluminação externa da casa é outro item indispensável para deixar a casa mais segura.

Mas existe uma maneira de tornar a iluminação ainda mais segura.

Sabe como? Usando sensores de presença.

Esses sensores captam a presença de movimento, seja de pessoas, carros ou animais, é nesse momento as luzes se acendem automaticamente. Ao notar a ausência de movimento elas voltam a desligar.

Isso também ajuda a inibir a ação dos criminosos, afinal sempre que a luz se acender você saberá que algo ou alguém se encontra do lado de fora e, assim poderá tomar as medidas necessárias.

9. Fechaduras inteligentes

Invista em fechaduras eletrônicas. Elas são mais seguras e funcionam a base de senhas.

A boa noticia é que esse tipo de fechadura já pode ser encontrada a venda por preços acessíveis.

E caso deseje investir um pouco mais, ainda tem a opção de usar fechaduras com biometria, reconhecimento de retina ou facial. 

10. Câmeras

As câmeras são praticamente uma unanimidade quando o assunto é segurança domiciliar.

O lado bom é que hoje em dia a instalação é muito mais facilitada e o preço desses equipamentos reduziu bastante.

Uma boa dica é optar por câmeras wi-fi que se conectam diretamente a rede de internet sem necessidade de uma central de monitoramento.

Outra vantagem desse tipo de câmera é a possibilidade de integrá-la ao aparelho celular, podendo acessar a rede de monitoramento quando e onde estiver.

11. Alarmes integrados

Os alarmes são outra boa opção de recurso tecnológico para segurança das casas.

Eles emitem alertas caso alguém tente invadir a residência. Os alarmes podem ser instalados em conjunto com as fechaduras, as câmeras de segurança ou aos sensores de presença de iluminação. 

12. Portão automático

Para quem tem carro, o portão automático é mais do que uma necessidade, tanto pelo conforto, quanto pela segurança.

Mas para garantir um uso ainda mais seguro prefira modelos que se abram em quatro segundos e se fecham nesse mesmo período de tempo.

Os portões com abertura vertical (de correr) também são os mais indicados, uma vez que são mais difíceis de sofrer com arrombamentos.

13. Monitoramento integrado 24 hs

E se for possível para você considere a possibilidade de integrar todos os sistemas de segurança e gerenciá-los remotamente sempre que precisar.

Além de ter mais conforto e segurança, essa integração permite que sua casa funcione de modo mais efetivo, já que todos os sistemas trabalham em conjunto.

Cuidados extras para garantir a segurança da sua casa

  • Caso perca as chaves do portão e da porta principal da sua casa, troque imediatamente as fechaduras.
  • Se as suas janelas apresentarem risco para segurança da casa, providencie grades ou vidros laminados que são mais resistentes e oferecem maior proteção.
  • As dobradiças das portas sempre devem estar para o lado de dentro da casa.
  • Ao fazer uma viagem, comunique os vizinhos mais próximos e peça para que eles observem a casa na sua ausência e caso notem alguma atividade suspeita, autorize-os a chamar a policia.
  • Sempre feche portas, janelas e portões ao sair de casa.
  • Cuidado ao atender pessoas no portão. Só saia se souber quem está chamando. Em caso de dúvidas, atenda pela janela ou, caso possua, pelo interfone.
  • Tenha atenção também com entregadores e prestadores de serviço. Se não solicitou atendimento, não receba.