Como fazer muda de orquídea: por semente, na areia e outras dicas essenciais

Por -

Você sabe como fazer muda de orquídea? Não sabe? Tudo bem! O post de hoje vai ensinar tudo direitinho pra você. Mas, por enquanto, nos já podemos adiantar uma coisa: não é tão simples como parece, nem tão complicado que não possa ser feito.

Por isso, sem perder mais tempo, confira a seguir como fazer muda das principais espécies de orquídeas:

O que você precisa saber antes de fazer a primeira muda de orquídea

É importante que você tenha em mente que o modo de obtenção de mudas de orquídeas em ambiente doméstico é completamente diferente daqueles realizados para fins comerciais.

Isso quer dizer que nem sempre vai ser possível produzir mudas de orquídea em casa, justamente pela falta de controle de temperatura, luz, água e nutrientes.

Comercialmente são utilizadas sementes para obtenção de mudas de orquídeas. Mas todo esse processo é controlado em laboratório.

Em casa, o melhor método de obtenção de mudas é pela divisão de rizomas de espécies adultas, sempre após a primeira floração.

Também é importante saber que as orquídeas se diferenciam pelo tipo de crescimento, que pode ser na vertical (monopodial) e na horizontal (simpodial). O modo de crescimento das orquídeas interfere na obtenção de mudas, sendo que as simpodiais são as mais recomendadas para multiplicação em casa.

As orquídeas de crescimento vertical se caracterizam pelo caule alongado e por terem apenas uma planta por vaso, como é o caso das orquídeas Vanda e Falenópsis. As orquídeas verticais geralmente apresentam raízes aéreas.  Já as orquídeas horizontais possuem rizomas e se multiplicam por brotos.

Métodos de obtenção de mudas de orquídeas

Basicamente existem três formas de você conseguir fazer mudas de orquídeas em casa, a escolha entre um e outro vai depender, sobretudo, da espécie de orquídea. Acompanhe:

Como fazer muda de orquídeas por semente

O método de obtenção de mudas de orquídeas por semente é o mais complexo e demorado, uma vez que a semente dificilmente consegue a quantidade necessária de nutrientes para desabrochar.

Nesse método é imprescindível a presença de um tipo de fungo conhecido como micorriza, uma vez que serão eles os responsáveis por fornecer os nutrientes que a semente de orquídea precisa.

Anote aí o que você vai precisar para fazer mudas de orquídeas por semente:

  • 2 a 3 raizes de orquídeas;
  • Água de coco;
  • Sementes;
  • Micorriza.

Comece macerando as raízes na água de coco. Em seguida, peneire esse líquido e junte a ele as sementes de orquídea. Despeje essa mistura lentamente em um tronco de árvore (preferencialmente inclinado) com os fungos.

Outra opção é jogar as sementes com o liquido aos pés de uma orquídea adulta da mesma espécie, onde provavelmente já existam os micorrizas necessários para o processo de germinação.

Como fazer muda de orquídeas pelo caule

Você pode apostar no método de obtenção de mudas de orquídeas a partir do caule. Aqui, o processo é bem mais simples que o anterior, mas para isso é preciso que o caule já esteja com uma raiz brotando.

Corte esse caule com a raiz e coloque-o em um vaso preparado com substrato próprio para orquídea. Forre o fundo com carvão, pedrinhas ou casca de pinus para promover o escoamento da água.

Se o caule não se sustentar em pé coloque uma varetinha encaixada bem rente ao fundo do vaso e amarre a nova planta. Depois, basta regar bastante e ter os mesmos cuidados que você já tem com a orquídea adulta.

Como fazer muda de orquídeas na areia

Aqui, o processo é bem similar ao anterior, a diferença está no uso da areia no lugar do substrato.

Enterre o caule na areia com uma profundidade entre 5 e 8 cm. Quando os novos brotos começarem a sair é só transplantar a muda para o lugar definitivo.

Como fazer muda de orquídeas pelo rizoma

Outro modo muito comum de fazer mudas de orquídeas é pela divisão de rizomas. Esse, inclusive, é o método mais seguro e confiável.

Para esse processo é importante que a orquídea adulta já tenha tido a primeira florada e possua ao menos 6 caules ou bulbos.

O momento certo de fazer o corte dos caules é quando os novos brotos estão começando a aparecer.

Comece retirando a planta do vaso e limpando as raízes. Aproveite para cortar aquelas que estão velhas e secas. Retire também todo o substrato antigo. Lave a planta em água corrente.

Com a ajuda de uma faca esterilizada faça a separação dos rizomas, cortando o rizoma em mudas com pelo menos três bulbos cada. Plante cada nova muda em um vaso devidamente preparado.

Como fazer muda de orquídeas Dendrobium e Epidendrum

O método de obtenção de mudas das orquídeas Dendobrium e Epidendrum é o mesmo. Essas duas espécies de orquídea se multiplicam melhor pelo caule.

Por isso, selecione um caule da planta que tenha pelo menos três nós (onde se encontram as gemas que irão gerar novos brotos).

Depois de cortado, passe canela em pó na base do caule para selá-lo. Em seguida, deite-o em uma bandeja com substrato enriquecido com fibra de coco e areia. Mantenha-o sempre úmido e a cada dez dias, em média, pulverize uma mistura de hormônio e vitamina B, essas substâncias podem ser encontradas em lojas especializadas em jardinagem.

Quando o caule já apresentar as primeiras folhas e raizes transplante-o para o vaso definitivo.

Como fazer muda de orquídeas Phalaenopsis

As orquídeas da espécie Phalaenopsis se multiplicam pelas hastes da floração anterior, ou seja, nada de cortar as hastes depois das flores.

Cada nova floração acontece a partir da mesma haste e é nesta mesma haste que os novos brotos começam a nascer.

A dica para fazer mudas de Phalaenopsis é cortar a haste na altura de aproximadamente 22 cm. Cauterize o corte com uma colher quente ou com um pouco de canela em pó, evitando que fungos e bactérias contaminem a planta.

E nessa haste que serão gerados os novos brotos. Você poderá replantá-los quando já estiverem com folhas duplas e raízes despontando.

Como fazer muda de orquídeas Cattleyas

A orquídea Cattleyas gera muda a partir dos rizomas. Para isso, aguarde o final da floração e destaque grupos de três caules com folhas. Lembrando que as folhas antigas são importantes para garantir o desenvolvimento da nova planta.

Como fazer muda de orquídeas Vanda

A Vanda é um tipo de orquídea monopodial e para fazer muda dessa espécie é necessário esperar a planta produzir um novo broto e transplantá-lo quando atingir a altura de 20 a 25 cm e raízes de pelo menos 3 cm.

Como fazer muda de orquídeas Cymbidium

A orquídea Cymbidium pode ser multiplicada a partir do método de divisão de touceiras. Para isso, retire da planta mãe ao menos dois bulbos e plante-os em substrato adequado. Tome cuidado para não danificar as raízes da orquídea mãe no momento de retirada dos bulbos.

Como fazer muda de orquídeas Bambu

A orquídea Bambu lembra uma touceira e pode ser reproduzida por meio de novos brotos que saem do meio e da ponta dos ramos.

Mas apenas retire os brotos quando eles atingirem raízes de 5 cm. Plante esses pequenos brotos em substrato próprio, regando-os semanalmente com a fórmula NPK 10-52-10 na medida de uma colher de chá para um litro de água.

Após o enraizamento e a aparição de folhas novas já é possível fazer o transplante para o local definitivo.

Cuidados após o feitio das mudas

Depois de fazer as mudas das orquídeas que você tem em casa começam os cuidados que devem ser os mesmos que você já tem com a planta adulta.

Cada espécie possui peculiaridades próprias de cultivo e é importante que você conheça a fundo todos eles.

Regue, adube, faça podas regulares e ofereça a quantidade de luz, sombra e ventilação adequadas para a espécie de orquídea que está sendo cultivada.

Ao final, ela te agradecerá com lindas flores!