Como passar gesso na parede: dicas de como fazer

Saiba as vantagens e desvantagens do gesso e massa corrida e como passar na parede

Por -

Se você está construindo ou reformando e está se preparando para entrar na fase do acabamento, com certeza já se deparou com a seguinte dúvida: como passar gesso ou massa corrida nas paredes?

Atualmente as alternativas e métodos usados na construção civil são os mais diversos e é realmente complicado decidir qual é o melhor processo para a sua obra. Tanto o gesso quanto a massa corrida são usados para preencher imperfeições e nivelar superfícies de alvenaria que ficam em ambientes sem umidade como a sala, quartos e cômodos que não sejam banheiro e cozinha.

A aplicação da massa corrida e do gesso é muito similar, ambas podem ser feitas com desempenadeira ou espátula de aço, duas ou três demãos para que o acabamento fique perfeito.

Como passar gesso na parede

Pontos positivos e vantagens do gesso

  • Não precisa de aplicação de selador antes da aplicação;
  • Seca bem mais rápido que a massa corrida;
  • Pode ser aplicado diretamente sobre o concreto;
  • A aplicação é rápida o que gera economia de tempo;
  • Custo menor.

Pontos negativos e desvantagens do gesso

  • Por ser um material poroso, o custo de pintura aumenta, pois consome mais tinta;
  • O produto deve ser misturado com água antes da aplicação para formar uma pasta;
  • Não pode ser usado em paredes externas que estejam expostas a chuva;
  • Não pode ser lavado;
  • É menos resistente.

Pontos positivos e vantagens da massa corrida

  • Por ser um material formulado para pintura, consome menos tinta;
  • Vem pronta para aplicar, não precisa de preparação;
  • Oferece melhor isolamento acústico.

Pontos negativos e desvantagens da massa corrida

  • Precisa da aplicação de selador antes da massa;
  • Precisa que as superfícies sejam chapiscadas com reboco antes da aplicação.

É difícil dizer qual deles é o melhor. No nosso país, a cultura de construção ainda pende muito para o reboco com aplicação de massa corrida, esse é o acabamento mais comum. Em outros países, o gesso ou o dry-wall acaba sendo mais encontrado.

Como passar gesso na parede: materiais necessários

Como passar gesso na parede: materiais necessários

Para passar gesso na parede você precisará dos seguintes materiais:

  • Masseira;
  • Desempenadeira de PVC e de aço;
  • Colher de pedreiro ou espátula;
  • Régua de alumínio de 2m;
  • Cantoneiras de alumínio;
  • Sacos de gesso em quantidade suficiente para a aplicação da área.

Como passar gesso na parede passo-a-passo

1. Preparação da superfície

Para que a aplicação do gesso seja feita de forma eficiente e rápida, é preciso que a superfície esteja nivelada, sem rebarbas. O ideal é que a parte elétrica já tenha sido finalizada, a parte hidráulica também, batentes presos na alvenaria e infraestrutura de ar condicionado já instalada.

É importante que se aguarde pelo menos 30 dias depois do levantamento das paredes e tetos para aplicar o revestimento com gesso, pois nesse período a argamassa já endureceu e não vai sofrer deformações, o concreto já assentou e o reboco também.

Remova sujeiras, pregos e qualquer objeto que possa prejudicar a aplicação do revestimento. Confira se as paredes estão planas.

2. Mistura do gesso

Os pacotes de gesso são vendidos, em geral, em sacos de 40kg, em pó. O pó de gesso precisa ser misturado em água, numa proporção de 36 a 40 litros de água para cada saco e deve seguir uma ordem específica:

  • Encha a masseira com água e polvilhe o pó de forma que preencha a masseira por igual.
  • Deixe a massa em repouso por um período de 8 a 10 minutos para que o pó dissolva.
  • Em seguida, parte da pasta deve ser misturada, deixando o restante ainda em repouso na masseira.
  • Deixe a mistura repousar por mais um período de 3 a 5 minutos para a indução da pasta.
  • Observe a consistência da pasta, depois desse segundo período de espera, ela já pode ser aplicada nas paredes.
  • Ao final da aplicação dessa primeira parte da mistura, o restante que continuou em repouso já estará pronto para utilização sem a necessidade de mistura.

3. Aplicação na superfície

Desempenadeira para aplicar gesso

Usando o gesso liso desempenado

Comece a aplicação sempre de cima para baixo e proteja o chão de restos e respingos de massa cobrindo tudo com lona. Use cantoneiras para fazer o acabamento de quinas e cantos, elas protegem as quinas.

Molhe as paredes antes de aplicar a massa e, no teto faça a aplicação com um desempenadeira de PVC em movimentos de vai e vem. Em seguida comece a aplicação nas paredes, sempre de cima para baixo. Tome cuidado com a espessura, ela deve ficar entre 1 e 3mm.

A segunda demão deve ser aplicada logo na sequência, em sentido cruzado à primeira camada e com a régua de alumínio você deve ir retirando os excessos e conferindo a espessura conforme as referências determinadas.

Use a desempenadeira de aço para nivelar bem a superfície, elimine ondulações e falhas. Por fim, aplique a última camada para corrigir possíveis falhas e chegar na espessura final desejada. O desempeno final deve ser feito com muito cuidado e capricho até que a superfície fique bem lisa e regular.

Usando o gesso liso sarrafeado

Nessa técnica o aplicador (ou gesseiro) faz linhas mestras e define a altura das camadas usando taliscas. Taliscas são pequenas peças de cerâmica em formato retangular que são fixados nas paredes para delimitar a espessura da massa.

Os espaços delimitados pelas mestras e taliscas são preenchidas com a pasta de gesso e o excesso vai sendo retirado com a régua de alumínio, como se você estivesse passando um sarrafo para nivelar a massa. Para finalizar, faça um desempeno com muito cuidado, semelhante ao descrito no processo de aplicação de gesso liso desempenado.

Gesso acartonado ou dry-wall?

Gesso acartonado

Outro acabamento de gesso muito utilizado em acabamentos internos e reformas é o gesso acartonado também conhecido como dry-wall. Esse acabamento vem em chapas de gesso sobre papel cartão. É prático, ainda mais fácil de instalar, o acabamento estético é ótimo e tem uma grande diversidade estética.

Ele é muito versátil, pode ser cortado em curvas, pode receber pregos e parafusos e serve para montar painéis, divisórias, paredes e teto rebaixado. Permite instalar televisores, prateleiras e outros objetos em sua superfície e até outros materiais como cerâmica, pastilhas de vidro, papel de parede, tecidos, tinta PVA e texturas.

Redução de custos na obra

Aplicação de gesso

O revestimento interno mais utilizado em obras continua sendo o tradicional chapisco e reboco, porém trata-se de uma técnica que, além de ser muito demorada, eleva o custo final da obra e dá muito desperdícios de material.

Fazendo um cálculo rápido, o custo do chapisco + reboco + massa corrida para que as paredes estejam prontas para uso ou para receber a pintura final, fica em média R$40 reais o metro quadrado. Esse valor já contempla material e mão de obra.

Como o gesso pode ser aplicado diretamente sobre a alvenaria, ele dispensa o chapisco e também a massa corrida. Se a aplicação for feita com mão de obra de qualidade você economiza demais na finalização do serviço, pois nem precisa pintar.

Mesmo variando de valor de local para local, o custo de aplicação de gesso já com a mão de obra custa por volta de R$15 reais por metro quadrado, ou seja, uma economia de mais de 50%. Realmente vale a pena pensar na aplicação de gesso numa reforma ou construção.

E como agora você já sabe todas as dicas para aplicar o gesso sem a necessidade de contratar um gesseiro especializado, basta adquirir os materiais e arregaçar as mangas. Boa sorte!