Organização de closet: confira 10 dicas para deixar tudo organizado

Por -

Se você é do tipo que sempre acha que não tem o que vestir, acredite: a solução não é fazer compras. Sabe o que é? Organizar o closet.

Pois é! Às vezes a bagunça é tão grande que se torna praticamente impossível encontrar qualquer coisa e é obvio que nesses casos você vai ter sérias dificuldades em montar looks.

Portanto, bora arregaçar as mangas e partir para um dia de faxina geral no armário. A gente te ajuda com as dicas a seguir. Anime-se!

Dicas para organização do closet

1. Decida o que fica e o que vai

Decida o que fica e o que vai

O primeiro passo antes de qualquer organização é decidir o que permanece e o que será descartado (seja para doação, seja para o lixo).

Por isso, comece tirando tudo de dentro do armário e colocando sobre a cama. Em seguida, faça um exercício de reflexão, sincero e honesto, com suas roupas, uma por uma.

Avalie o quanto cada peça de roupa foi utilizada no último ano ou seis meses. Se notar peças em que sequer chegou perto, então, pode ter certeza de que há uma imensa possibilidade de ficar sem usá-la novamente pelos próximos meses. Nesse caso, essa peça se torna uma grande candidata à doação.

Analise também se a roupa serve em você. Se sim, ok. Mas em caso negativo, veja as chances de adaptá-la ao seu corpo. Caso não tenha a possibilidade de fazer ajustes, então o melhor mesmo é colocá-la para doação.

Por fim, vem as peças com furos, manchas ou extremamente gastas que não tem condições de serem doadas. Essas roupas devem ir para o fundo do saco preto de lixo.

Mas, calma! Não jogue na lixeira ainda.

Por amor ao meio ambiente, encaminhe essas peças para programas de logística reversa. Muitas lojas, inclusive bem populares, possuem programas desse tipo e você nem sequer precisa ter comprado a roupa nessa loja. Basta você levar as peças até lá e fazer o descarte correto.

As roupas enviadas para projetos desse tipo podem ter até dois destinos diferentes. O primeiro deles é a reciclagem, quando o tipo de tecido permite que as fibras voltem ao processo industrial, transformando-se em novas peças ou em outros produtos.

A segunda possibilidade é o reaproveitamento, quando a proposta é dar um novo uso para a roupa, por exemplo, transformar uma calça em capa de almofada.

2. Tipo e cor

Tipo e cor

Depois do destralhe inicial faça a separação das suas roupas por tipo e cor. Separe, por exemplo, camisetas de manga curta numa pilha e camisetas de manga cumprida em outra.

As roupas de academia também devem ter um local só para elas. Assim como casacos, bermudas, calças e camisas.

Em seguida, faça uma segunda separação, dessa vez por cor. Pegue a pilha de camisetas e as organize por ordem de cor, da mais clara para mais escura ou vice-versa.

Você também pode separar as peças lisas das peças com estampa. Assim fica ainda mais fácil localizar o que precisa.

3. O que dobrar e o que pendurar

Tudo separado, agora é a hora de colocar as peças de volta no armário. Para isso, você deve examinar as peças que podem ser dobradas, daquelas que devem ser penduradas.

De modo geral, as roupas que não amassam podem ser dobradas sem peso na consciência.

Roupas para dobrar

  • Camisetas e outras peças de malha (perdem a forma se forem penduradas)
  • Roupas de lã (não podem ser penduradas porque esticam)
  • Peças de algodão
  • Roupas de ginástica
  • Jeans
  • Pijamas e roupas íntimas
  • Roupas de festas

Já as peças que costumam amassar com facilidade devem ficar penduradas em cabides.

Roupas para pendurar

  • Blazers e casacos
  • Saias e vestidos
  • Peças em linho
  • Calças de alfaiataria
  • Camisas sociais
  • Roupas de tecidos delicados, como seda, crepe e cetim

4. Organizadores

Organizadores

Muitas vezes só as gavetas e as prateleiras não dão conta de organizar tudo o que você tem. E é nessa hora que você deve lançar mão dos organizadores.

Hoje em dia é possível encontrar uma grande variedade de organizadores, dos mais variados tipos e tamanhos.

As caixas e cestos, por exemplo, podem ser ótimas para armazenar sapatos e roupas pouco utilizadas. Servem ainda para organizar lenços e chapéus.

As roupas intimas, as de academia, além de acessórios como cintos, por exemplo, ficam perfeitamente organizados em colmeias.

Inclusive, esse tipo de organizador você mesmo pode fazer, sabia? Basta usar canos de PVC ou rolinhos de papel.

5. Sapatos e acessórios

Sapatos e acessórios

Organize um espaço do seu armário única e exclusivamente para guardar os sapatos, especialmente aqueles que você quase não usa. Conte com caixas para isso.

Botas de cano alto devem ser guardadas com protetor na parte interna, isso evita que elas se deformem. Aproveite e mantenha junto com os sapatos saquinhos de sílica, assim eles não mofam.

Os acessórios, como bijuterias, precisam de um cantinho só para eles. Disponha uma caixa do tipo colmeia ou considere a possibilidade de pendurá-los em uma placa perfurada, por exemplo. Além de ficarem sempre visíveis, seus acessórios não vão mais se embolar um no outro.

6. Roupas de festa

Muito provavelmente você não vai a festas toda semana. Mas uma vez ou outra acabando indo e por isso deve ter roupas e sapatos guardados para esses momentos.

No entanto, eles não precisam ocupar um grande espaço dentro do armário, nem tão pouco ficar à vista. Organize os vestidos embalando-os em sacos TNT (para que o tecido respire) e em seguida coloque-os em caixas. Com os sapatos os cuidados devem ser os mesmos.

Por fim, coloque essas caixas nas prateleiras mais altas ou no fundo do armário.

7. Roupas da estação

Roupas da estação

Procure organizar o seu armário na troca de estações, se não das quatro, ao menos das duas mais marcantes: outono e primavera.

Faça uma seleção das roupas próprias dessa época do ano e as deixe mais acessível para serem usadas. Assim você ganha tempo e não corre o risco de deixar de usar alguma peça simplesmente porque ela estava escondida no armário.

8. Peças de valor afetivo

Peças de valor afetivo

Um dos momentos mais difíceis da organização do closet é a hora em que você precisa lidar com as peças de valor afetivo, principalmente aquelas que ganhadas de alguém especial.

A dica, nesse caso, é avaliar com honestidade se realmente vale a pena manter essa peça no closet. Se achar que sim, cuide dela com carinho. Caso contrário, tire uma foto para se lembrar e mande para doação.

9. Fuja de promoções

Sabe aquela ideia de comprar só porque está barato? Isso é péssimo para o seu bolso, seu armário e um grande problema para o meio ambiente, já que todo consumo exagerado causa impactos ambientais.

Portanto, compre somente aquilo que você realmente precisa. E sempre priorize qualidade ao invés de quantidade, ok?

10. Mantenha tudo em ordem

Mantenha tudo em ordem

Depois de um dia de faxina e organização tudo o que você precisa a partir de agora é manter a ordem. Por isso, sempre dobre as roupas antes de guardar ao invés de apenas enfiar de qualquer jeito dentro da gaveta.

Também é importante deixar a porta do guarda roupa aberta por algumas horas, ao menos uma vez por semana, assim suas roupas ventilam.

E mesmo que tudo esteja em ordem, faça uma faxina todo ano para garantir que tudo o que está no seu armário é realmente importante para você.