Truques de pintura: acompanhe 18 dicas essenciais que você precisa aprender

Por - Atualizado em:

Dia de pintura! E o que você faz? Passa tinta na parede, certo? Nem tanto. O processo de pintura exige alguns outros pequenos detalhes para que o resultado saia conforme o esperado e também para facilitar todo esse processo.

A gente te conta quais são esses truques de pintura logo a seguir, vem ver.

18 truques de pintura que você precisa aprender

Antes mesmo de iniciar a pintura você já deve se atentar para alguns pontos importantes: o primeiro deles é preparar a área que irá receber tinta, além de proteger móveis, pisos e outras superfícies que não serão pintadas. Veja a seguir os principais truques pré pintura:

1. Vaselina

Você sabia que a vaselina pode ser usada para proteger locais onde não se deseja pintar? Essa dica é muito útil para pequenas regiões, como maçanetas, trincos e travas de portas e janelas, por exemplo.

Basta aplicar vaselina nesses locais e a tinta simplesmente não penetra na superfície, facilitando muito o trabalho posterior de limpeza, já que basta passar um paninho e pronto.

2. Papel alumínio

Outro grande aliado da pintura é o papel alumínio. Ele serve para forrar e encapar superfícies tornando o trabalho de limpeza mais rápido, afinal, você só vai precisar remover o papel e tudo estará limpinho.

O papel alumínio pode ser colocado em maçanetas, travas e até mesmo na superfície de móveis pequenos.

3. Fita crepe

Todo mundo já conhece a utilidade da fita crepe na hora de fazer uma pintura. A fita isola a tinta da área que não se deseja pintar. Acontece que se ela não for bem colocada a tinta pode penetrar e acabar criando manchas na pintura.

Para não ter esse problema passe uma espátula sobre toda a extensão da fita, pressionando suavemente. Dessa forma, a fita crepe adere melhor na parede e a tinta não tem como passar.

4. Papelão

E para proteger o piso da pintura? A melhor opção é o papelão. Além de ser um material facilmente encontrado, ele garante mais estabilidade, já que não escorrega como o plástico. Outra vantagem do papelão é que ele é reciclável, então quando acabar a pintura é só mandá-lo para reciclagem.

5. Dia e hora marcados

Marque um dia especifico para fazer o trabalho de pintura. É mais prático, rápido e você não corre o risco de ter uma pintura manchada. O ideal é que você consiga realizar tudo no mesmo dia, respeitando a pausa entre as demãos, é claro.

6. Dia de sol

Outra coisa importante é verificar a previsão do tempo no dia da pintura. Prefira realizar esse tipo de trabalho em dias de sol e calor para facilitar a secagem. Assim você pode manter portas e janelas abertas para uma maior ventilação que, além de contribuir para uma secagem mais rápida, também impede que o cheiro de tinta fique impregnado no ambiente.

7. Sem cheiro

E por falar em cheiro de tinta, essa sétima dica também é importante. Ao preparar a tinta para pintura pingue algumas gotas de essência de baunilha na lata. Isso vai amenizar o cheiro sem alterar a composição química da tinta.

8. Lixe e limpe

As superfícies que irão receber a tinta precisam estar limpas, secas e lixadas (caso necessário), antes de iniciar a pintura. Esse truque simples pode fazer toda a diferença no acabamento final.

9. Tinta anterior

E se a parede ou móvel já estiver previamente pintado com outra tinta? Tem que tirar, descascar, o que fazer? O aconselhável nesse caso é descobrir qual o tipo de tinta que foi utilizado.

Isso porque você não pode passar uma tinta a base de água sobre uma tinta a base de óleo ou solvente, como é o caso do verniz e da tinta esmalte, por exemplo. A aderência não será tão boa e o resultado da pintura ficará comprometido.

A melhor maneira de descobrir qual a tinta usada anteriormente é passando um algodão embebido em álcool sobre a superfície. Se a tinta for removida, então ela é do tipo látex. Mas se ela permanecer firme e forte, então se trata de tinta a base de óleo.

Caso a tinta usada anteriormente seja diferente da que você irá aplicar, então o recomendado é lixar a superfície para remover a tinta.

10. Bandeja protegida

Quer que a sua bandeja fique sempre limpa e linda? Nesse caso, a dica é forrá-la com papel alumínio.

Além de conservar a bandeja por mais tempo, você ainda não terá o trabalho de limpá-la após a pintura.

É comum utilizar também sacos plásticos para fazer essa proteção. No entanto, o plástico é escorregadio e pode acabar saindo do lugar.

11. Separe todos os materiais

Pode parecer meio óbvio falar isso, mas a verdade é que muita gente acaba deixando de lado essa etapa.

O resultado desse esquecimento é ter que ficar correndo atrás de materiais, atrasando todo o trabalho da pintura.

Portanto, providencie com antecedência tudo aquilo que será necessário.

12. Limpe o rolo

Não é só depois que acaba a pintura que você precisa limpar o rolo. É importante fazer isso antes também. Sabe por quê? O rolo de pintura costuma ter pelinhos soltos que podem acabar grudando na superfície.

Para limpar o rolo antes da pintura basta passar fita adesiva em torno dele. Os pelinhos soltos vão aderir na fita e o rolo ficará limpinho.

Na hora de pintar

13. Use um elástico

O truque para não desperdiçar tinta, nem mesmo correr o risco da tinta respingar no piso é esticar um elástico sobre a lata, de modo que você possa remover o excesso de tinta do pincel. Simples, prático e econômico para o seu bolso.

14. Atenção para os cantinhos

As áreas maiores podem ser facilmente pintadas com rolo, mas na hora de fazer o preenchimento de bordas e cantinhos, o mais indicado é usar um pincel ou um rolinho pequeno.

15. Zigue zague

Qual o melhor sentido para fazer uma pintura? Acertou se disse zigue zague. Pois é, nem vertical, nem horizontal. O modo correto de descarregar o rolo de tinta de modo que a parede receba pintura por igual é no sentido zigue zague.

Depois de tudo pronto

Pintura pronta, agora é só curtir o resultado, não é mesmo? Ainda não! Antes de contemplar a sua obra é importante cuidar de alguns detalhes. Confira:

16. Estilete

Se você optou pelo uso da fita adesiva para proteger áreas que não deveriam ser pintadas, então é bom saber que não basta só remover a fita no final da pintura.

O ideal é aguardar a secagem completa da tinta. Depois, com a ajuda de um estilete, você deve traçar uma linha rente a fita crepe. Esse procedimento vai ajudar a fita a se descolar da tinta e sair com mais facilidade, sem correr o risco de arrancar um pedaço da pintura junto.

17. Limpeza dos pinceis e rolos

Rolos e pincéis de pintura devem ser guardados limpos e secos. Para isso, mergulhe-os em um copo com removedor e em seguida lave-os em água corrente. Deixe secar.

Caso a pintura demore mais de um dia para ser concluída, o truque para a tinta não secar no pincel é guardá-lo na geladeira embrulhado em um saco plástico.

18. Guarde tudo

Com toda certeza desse mundo essa não será a sua ultima pintura. Por isso, conserve seus pinceis e materiais de pintura em local seco e arejado. Inclusive, vale uma dica: use um tubo de batata chips para guardar o rolo de pintura. Ele fica protegido e se encaixa direitinho lá dentro.