Como limpar moedas: veja o passo a passo, dicas e cuidados

Por -

Limpar ou não limpar moedas antigas? Essa, sem dúvida alguma, é uma das maiores polêmicas no mundo dos colecionadores de moedas ou, melhor dizendo, dos numismáticos.

De modo geral, especialistas no assunto não recomendam a limpeza de moedas antigas. Isso porque qualquer tipo de limpeza pode comprometer o metal utilizado na fabricação, sem contar que você corre um sério risco de depreciar as moedas da sua coleção.

Sim, isso mesmo! Em terra de moedas antigas, a sujeira é rainha. Isso quer dizer que certas marcas, manchas e sujeiras que estão nas moedas possuem um grande valor histórico para quem coleciona e, por isso mesmo, devem ser mantidas lá.

Caso contrário, ela pode perder valor de mercado.

Mas, em alguns casos específicos, as moedas antigas podem receber um tratamento especial para ajudar na conservação e é sobre isso que vamos falar hoje.

Se acomode aí porque temos muitas coisas para conversar.

Como limpar moedas antigas: o que não fazer

Como limpar moedas antigas: o que não fazer

Antes de falar o que você deve fazer para limpar suas moedas é importantíssimo citar primeiro o que não fazer, já que nesse caso os riscos são muito maiores. Acompanhe:

  • Manchas de patiná em tons de marrom, verde ou azul não devem ser eliminadas das moedas. Isso porque elas confirmam a antiguidade da moeda e aumentam o seu valor no mercado de colecionáveis.
  • Não utilize produtos abrasivos, tampouco produtos para lustrar e dar brilho.
  • Em hipótese alguma utilize produtos e materiais que possam arranhar as moedas, como esponjas de aço e buchas, por exemplo. Nem mesmo algodão é aconselhável para limpeza de moedas, uma vez que as fibras do material podem causar arranhões na moeda.
  • Ao manusear as moedas use sempre luvas de algodão para evitar que o suor da mão e outros resíduos causem oxidação na moeda. E no momento de fazer a limpeza certifique-se de que está com as mãos bem limpas.
  • Procure sempre conhecer o material com que a sua moeda foi fabricada, uma vez que cada metal exige uma forma de limpeza e conservação diferente.
  • Faça a limpeza das moedas de menor valor primeiro, assim você não corre o risco de danificar logo aquela que é a mais emblemática da sua coleção.
  • Se você tem moedas de ferro não tente, de jeito nenhum, limpá-las. A chance de danificá-las para sempre é muito maior do que se deixá-las como estão, mesmo se elas apresentarem manchas de oxidação e ferrugem. E, jamais, em tempo algum, coloque moedas de ferro em contato com a água.

Dicas gerais para limpeza de moedas antigas

Dicas gerais para limpeza de moedas antigas

Mesmo não sendo aconselhável limpar moedas, pode ser que você precise realizar esse processo caso uma moeda da sua coleção se encontre em uma das situações a seguir:

  • Ela é de prata e está oxidando;
  • Ela possui sujeira acumulada durante o processo de circulação e manuseio;
  • A sujeira não está impregnada na moeda e pode ser removida superficialmente;
  • Ela foi encontrada enterrada e está exageradamente suja de terra e outros resíduos.

Nos casos citados acima é possível realizar a limpeza, mas sempre levando em conta que é fundamental ter o máximo de cuidado para não danificar a peça.

Procure, de modo geral, usar sempre produtos neutros e jamais exponha as moedas a altas temperaturas. Recomenda-se também o uso de água destilada para limpeza das moedas. 

Veja a seguir o passo a passo de como limpar cada tipo de moeda.

Como limpar moedas antigas de ouro

O ouro é o material mais nobre usado na fabricação de moedas e também o mais valorizado pelos colecionadores.

As moedas de ouro, quando necessário, devem ser limpas com água destilada morna e uma pequenina quantidade de sabão neutro. Para remover as sujeiras, use a ponta dos dedos em movimentos leves, suaves e circulares.

Enxague bem usando a água destilada. Em seguida seque a moeda com todo cuidado para ela não riscar.

Use um papel toalha macio sobre uma toalha felpuda e pressione a moeda contra o papel de modo que a tolha absorva toda a umidade, inclusive das partes mais difíceis. Lembre-se de usar luvas durante esse processo.

As moedas de ouro devem ser bem conservadas para evitar atritos e arranhões.

Como limpar moedas antigas de prata

Em primeiro lugar, esqueça a ideia de usar produtos específicos para limpar prata, mesmo que sua moeda seja feita com esse material. Isso porque esses produtos costumam oferecer brilho às peças de prata, só que no caso das moedas esse brilho é considerado artificial e faz com que elas percam valor.

A melhor maneira de limpar moedas de prata é usando, novamente, água destilada e sabão neutro em pouca quantidade. Lave fazendo movimentos circulares e suaves com a ponta dos dedos.

Em seguida, enxague e seque bem. Para secar, friccione a moeda sobre um papel absorvente.

Algumas limpezas de moedas de prata incluem o uso de ácido cítrico, especialmente no caso da moeda estar com fortes sinais de oxidação.

Mas tenha muito cuidado com a procedência do ácido cítrico e com a quantidade. O recomendado é a utilização de ácido cítrico em pó usado por confeiteiros. Não use limão espremido na água porque você simplesmente não tem como calcular a quantidade de ácido presente na solução.

Como limpar moedas antigas de cobre, bronze e latão

As moedas de cobre, bronze e latão não devem ser limpas com água, uma vez que podem sofrer com oxidação e ferrugem.

A dica é fazer a limpeza a seco usando uma escova própria para limpar latão. Lembrando que nesse caso, a limpeza deve ser apenas para remover sujeiras superficiais.

Nem pense em remover a pátina da moeda, caso contrário, ela perde valor.

Para concluir a limpeza de moedas de cobre, bronze e latão utilize pó de grafite. Com a ajuda de uma escovinha de cerdas macias passe todo o pó pela superfície da moeda. Esse processo ajuda a tapar a porosidade dos metais e evitar oxidações no futuro.

Como limpar moedas antigas de outros metais

As moedas fabricadas em níquel, cuproníquel e alpaca devem ser limpas em água morna e com um pouquinho só de sabão neutro.Lave-as delicadamente e com movimentos circulares e, em seguida, enxague bem.

Seque a moeda com um papel absorvente.

Também é possível limpar moedas antigas de níquel e outros materiais com uma mistura de água e ácido cítrico. Nesse caso, basta mergulhá-la no recipiente com a solução e aguardar cerca de 20 minutos.

Cuidado apenas para não exagerar na quantidade de ácido cítrico e, ao invés de limpar, acabar deteriorando suas moedas. 

Cuidados na conservação e armazenamento das moedas

Cuidados na conservação e armazenamento das moedas

Mais do que saber como limpar as moedas é fundamental que você saiba o modo correto de armazená-las, uma vez que a conservação é muito mais importante do que o processo de limpeza.

Portanto, anote mais essas dicas para cuidar das suas moedas antigas com todo carinho:

  • Sempre, sempre, sempre use luvas para manusear as moedas e evite pegar nelas pelo disco, prefira, ao contrário, segurá-las pelas bordas.
  • Evite a todo custo que as moedas entrem em contato com instrumentos e objetos pontiagudos que possam causar arranhões na superfície.
  • Se precisar transportar as moedas de um lugar para outro, faça isso protegendo-as o máximo possível.
  • Evite guardar moedas de metais diferentes juntas. O contato entre os diferentes materiais podem acelerar o processo de oxidação, danificando o metal menos nobre e sujando o metal mais nobre.
  • As moedas devem ser mantidas longe da umidade e, se possível, também longe do contato com o ar e em um ambiente que não sofra com mudanças bruscas de temperatura. Para isso existem recipientes próprios, como gaveteiros, por exemplo. Outra forma muito comum de armazena as moedas é em envelopes de papel ou em pastas de folhas plásticas.
  • As moedas de cobre, prata, bronze e ferro são as mais delicadas e sensíveis ao ambiente. Por isso todo cuidado com elas é pouco. Já as moedas de ouro são as mais resistentes, mas não é por isso que devem ser armazenadas de qualquer jeito.

Resumindo: as moedas antigas devem ser limpas apenas em situações especificas. Na dúvida, leve a moeda para a avaliação de um profissional.