Flor de maio: como cuidar, como plantar, dicas e cuidados gerais

Por -

Você é daquele tipo de pessoa que acha que planta com flor só se for artificial? Dentro de casa, então, nem pensar? Então está mais do que na hora de conhecer uma espécie queridíssima dos lares brasileiros e muito fácil de ser cultivada: a flor de maio.

Muito provavelmente você a conhece bem. A planta é nativa da nossa mata atlântica, mais especificamente da região do sudeste brasileiro.

A principal característica da flor de maio é a sua floração no mês de…maio, claro! (agora você entendeu o porquê do nome, né?). Considerada um tipo de cactácea de ramos suculentos e pendentes, a flor de maio pode apresentar colorações que vão do branco ao vermelho, passando ainda por lindas tonalidades de amarelo, laranja e rosa.

As folhas da flor de maio possuem aparência rústica, dentada e muito similar a dos seus primos, cactos, porém, sem apresentar espinhos. Já as flores são extremamente delicadas, daí também vem o outro nome pelo qual a planta é conhecida: flor de seda.

Outra curiosidade interessante sobre a planta é a sua capacidade em atrair insetos polinizadores e beija-flores. Quer coisa melhor do que uma casa florida, colorida e repleta de bichinhos maravilhosos?

Como cuidar da flor de maio: dicas e cuidados gerais 

Plantio e mudas

A flor de maio pode ser facilmente encontrada a venda em floriculturas e lojas de paisagismo, mas se você deseja cultivar a planta desde o inicio, pode optar por fazer mudas da flor de maio por estaquia, ou seja, pela propagação de pequenos talos de uma planta adulta e saudável.

Para isso, corte talos com cerca de oito a dez centímetros. Depois, prepare o vaso com uma mistura de terra vegetal e substrato, depois é só plantar os talinhos e aguardar o enraizamento que deve levar alguns dias.

Nesse período é importante manter o solo levemente úmido e as pequenas mudas protegidas do sol, mas em local com boa luminosidade.

Tipo de vaso e solo

Depois que as mudas da flor de maio já estiverem “pegas” você deve transplantá-las para o local definitivo, geralmente vasos e floreiras, mas tudo bem também se preferir um canteiro.

O importante é garantir um bom sistema de drenagem e um solo rico em matéria orgânica. Portanto, comece colocando carvão ou argila expandida no fundo do vaso, na sequência cubra essa camada com um pedaço de TNT ou manta de jardinagem.

A próxima etapa é preparar o solo, mas nada muito complicado. Misture uma parte de terra vegetal e uma parte de substrato, adicione ainda uma porção de fibra de coco (ela ajuda a manter o solo arejado).

Preencha o vaso com essa mistura e em seguida acomode a muda da flor de maio. Pressione ao redor com a ponta dos dedos, de modo que a planta fique bem firme e apoiada no solo.

A flor de maio possui um sistema radicular pequeno, ou seja, ela não cria muitas raízes e justamente por isso não necessita de vasos grandes. Um vaso com dez centímetros de diâmetro já consegue acomodar bem a espécie.

Outra dica importante: a flor de maio é uma espécie perene, ou seja, possui um ciclo de vida longo. Em razão disso é aconselhável mudar a planta de vaso a cada dois ou três anos, de modo que o vaso acompanhe o seu crescimento.

Luminosidade e temperatura ideal

A flor de maio é uma ótima opção para o cultivo dentro de casa e sabe por quê? Porque ela ama ambientes de meia sombra. Maravilha!

Você pode dedicar aquele espaço perto da janela ou na entrada da casa para exibir sua flor de maio. Mas tenha atenção: meia sombra não quer dizer ambientes escuros ou fechados. Em jardinagem, o termo é empregado para se referir aos ambientes com boa luminosidade natural, mas que não ficam expostos ao sol.

E por falar em sol, vale lembrar que a flor de maio é sensível ao nosso astro rei. As folhas podem murchar e apresentar queimaduras quando a exposição é demais. O ideal é que a planta receba apenas o sol suave da manhã ou do fim da tarde, nada daquele sol escaldante do meio dia, ok?

Vamos falar agora sobre a temperatura. A flor de maio vive muito bem em ambientes com temperaturas entre 12ºC e 20ºC. Climas muito frios ou muito quentes danificam a planta e impedem seu crescimento e desenvolvimento saudável.

Rega

A flor de maio é uma planta de clima tropical úmido, isso quer dizer que ela aprecia solos levemente umedecidos, mas nunca encharcados. O recomendado é regar a planta duas vezes por semana. Em épocas de dias muito quentes, aumente a quantidade de regas e nos dias mais frios e chuvosos, diminua.

Na dúvida, sempre toque o solo antes. Se a ponta do dedo sair limpa e seca, sinal de que está na hora de regar, mas se ficar com o dedo sujo de terra, espere mais um dia.

O excesso de água pode provocar o apodrecimento da planta e facilitar a proliferação de pragas e fungos.

Adubação

O melhor momento para adubar a flor de maio é no período pré floração, ou seja, antes do inicio do outono. Para isso, use adubos naturais e orgânicos, como farinha de osso, húmus de minhoca e torta de mamona. Outra opção é usar adubo NPK 8-8-8.

Após a floração ofereça mais um reforço na adubação.

Poda e outros cuidados

A flor de maio não exige podas. A retirada das folhas secas e mortas pode ser feita de modo manual mesmo, destacando-as do galho.

Veja agora alguns outros cuidados no cultivo da flor de maio:

  • Evite tocar as flores da planta, elas são muito sensíveis e podem murchar e cair a um simples toque.
  • Caso a temperatura resolva subir um pouco (geralmente acima dos 20ºC) justamente na época da floração da flor de maio é possível que você note as flores murchando e caindo. Nesse caso, mude a planta para um local mais fresco e ventilado da casa, protegida da luz solar direta.
  • Na fase de floração, a flor de maio é capaz de tolerar um período maior sem regas.
  • Após a floração é natural que a flor de maio comece a apresentar folhas pálidas, murchas e até mesmo caindo com frequência. Isso acontece devido ao grande esforço da planta para florescer. Nesse momento, é como se ela estivesse cansada, precisando se recuperar. Por isso, ofereça a ela os nutrientes necessários e aguarde a recuperação.
  • Contudo, as folhas também podem cair por outros dois motivos: regas em excesso e pragas. O solo muito úmido causa o apodrecimento das raízes e pode até matar a planta. Caso perceba que seja esse o problema, troque o substrato e faça regas mais espaçadas e em menor quantidade. Já as pragas mais comuns na flor de maio são os fungos e o mofo, ambos também podem ter origem no excesso de água. A solução, nesse caso, é trocar o substrato, remover as partes apodrecidas e mover a planta para um local mais iluminado.

Flor de maio na decoração

A flor de maio oferece inúmeras possibilidades decorativas e pode ser lindamente inserida em qualquer ambiente, desde que receba luz em abundância.

A planta pode embelezar aparadores, buffets, mesas de jantar e balcões de cozinha, além de também se destacar em salas de estar, escritórios, corredores e halls de entrada.

Outro modo de usar a flor de maio na decoração é de modo pendente, suspensa por algum hanger (pode ser aqueles incríveis feitos de macramê) ou até mesmo sobre prateleiras altas.

Em áreas externas, a flor de maio empresta sua beleza para floreiras que podem ser colocadas sob uma janela ou no alto de uma varanda. Outro bom lugar para colocar a flor de maio é em um painel vertical, deixando com que as folhas e flores façam todo o trabalho paisagístico.

E, agora, já sabe qual cantinho da sua casa vai ganhar uma flor de maio? Basta seguir as dicas de como cuidar da flor de maio e apreciar o que está por vir.