Helicônia: conheça as principais características, como cuidar e dicas de decoração

Por - Atualizado em:

Não é um pássaro, nem um flor. O que seria a Helicônia então? Essa é uma das plantas mais exóticas e criativas que a natureza já criou.

Os ramos coloridos e pendentes que se projetam para fora do caule da helicônia são, na verdade, brácteas ou, melhor dizendo, um tipo de capa que protege e reveste a flor verdadeira que fica escondida lá dentro.

De origem tropical, a Helicônia é uma planta nativa da Amazônia brasileira e peruana, mas também é facilmente encontrada em outras regiões da América do Sul e Central, onde o clima quente e úmido predomina ao longo do ano.

E se você está aí querendo saber mais sobre essa verdinha incrível, fica aqui com a gente que vamos te contar tudo.

Helicônia: principais características

Helicônia é o nome dado ao gênero de plantas da família Heliconiaceae. Atualmente existe cerca de 100 espécies diferentes de helicônias catalogadas mundo afora. Desse total, cerca de 40 espécies são de origem brasileira.

Apesar da imensa variedade, as helicônias possuem características em comum, como a presença de brácteas e folhas alongadas e de verde intenso.

Também é comum das helicônias o porte esguio, elegante e vigoroso. Essa planta, em algumas espécies, pode chegar a quase 12 metros de altura.

Tipos de Helicônia

Helicônia Papagaio

A helicônia papagaio, também conhecida como helicônia psittacorum, é uma velha conhecida dos jardins em estilo tropical. Essa espécie possui brácteas com crescimento ereto, ao contrário de muitas outras espécies de helicônia onde as brácteas crescem de modo pendente.

O formato da helicônia papagaio faz jus ao nome, uma vez que suas brácteas realmente se assemelham a bicos de pássaro.

Mas não é só no formato que essa helicônia se destaca, a coloração das brácteas é outro show a parte. A planta pode apresentar hastes coloridas que vão do vermelho alaranjado ao rosa com pequenas variações de roxo e lilás.

Helicônia Rostrata

A helicônia rostrata também é muito popular no mundo do paisagismo. Essa espécie possui brácteas pendentes, o que acabou lhe conferindo um outro nome popular: bananeira de jardim.

E não é difícil entender essa associação, já que os cachos pendentes da helicônia lembram muito bananas em uma penca.

Helicônia Bihai

A helicônia bihai, popularmente chamada também de pássaro de fogo, é uma das helicônias mais cultivadas no Brasil.

Os ramos dessa espécie possuem crescimento ereto e alongado, elegantemente dispostas em cachos com até 12 brácteas por ramo.

Uso da helicônia no paisagismo e na decoração

A helicônia é uma das maiores atrações em um jardim de estilo tropical, muito utilizada rente a muros e cercas, formando maciços ou canteiros altos.

Contudo, tem sido cada vez mais comum o uso de helicônias plantadas em vasos para decoração de casas e ambientes comerciais.

Não tem espaço para um vaso de helicônia? Tudo bem! Você pode optar por usa apenas as inflorescências, ou seja, as brácteas coloridas que caracterizam essa planta.

Elas são muito duráveis e ficam lindas em arranjos e buquês. Inclusive, o uso de helicônias como “flor de corte” tem aumentado muito em festas e eventos, especialmente quando a intenção é oferecer um ambiente tropical, festivo e colorido.

E se você pensa que as helicônias são sucesso apenas no Brasil e nos países tropicais, errou feio. A planta tem sido cada vez mais requisitada internacionalmente, com destaque para as regiões mais frias do globo. Afinal, um pouquinho de calor tropical sempre vai bem não é mesmo?

Como cuidar da Helicônia

Luz e temperatura

A helicônia pode ser cultivada a meia sombra e a sol pleno, mas em ambos os casos a temperatura local deve estar sempre marcado mais do que 25ºC.

Portanto, nada de colocar a helicônia em um canto escuro e frio da casa. Ela não suportaria.

Mesmo sendo muito rústica e resistente, a helicônia sofre com a ação do vento e da chuva. As folhas frágeis rasgam e queimam com facilidade, por isso também é interessante manter a planta protegida.

Regas

A helicônia possui rizomas. E o que isso significa? Suas raízes armazenam água. Portanto, não exagere nas regas.

O ideal é regá-la apenas quando tocar o solo e perceber que ele está seco.

Adubação

A helicônia não é exigente quanto a adubação, mas mesmo assim é interessante oferecer a planta um adubo orgânico de boa qualidade a cada dois ou três meses.

Junto dele, você ainda pode reforçar a nutrição da planta com um adubo do tipo NPK 10-10-10.

Colheita e poda

Muitas espécies de helicônia florescem o ano todo, principalmente se ela estiver em um local de boa luminosidade.

A colheita das hastes pode ser feitas assim que atingirem a coloração característica. Após o corte recomenda-se cortar a haste, já que ela floresce apenas uma vez.

Não é necessário realizar podas de manutenção na helicônia, a não ser no caso de folhas mortas, secas ou doentes.

Pragas comuns

Infelizmente, a helicônia é uma planta muito suscetível a pragas, em especial quando ela não é adubada corretamente e acaba sofrendo com a falta de nutrientes.

O mais comum nesse tipo de planta é o ataque de fungos nas folhas, mas elas também podem se tornar alvo fácil de pulgões, cochonilhas, formigas, ácaros e lagartas.

A melhor solução é providenciar a remoção dessas pragas que em alguns casos pode ser manual ou química, no caso de pulgões, ácaros e cochonilhas.

No entanto, vale lembrar que uma planta saudável, bem nutrida e recebendo a luminosidade ideal estará naturalmente protegida contra o ataque de pragas.

Confira agora 50 ideias de como usar a helicônia na decoração e no paisagismo

Imagem 1 – Jardim de helicônias: um maciço tropical.

Jardim de helicônias: um maciço tropical

Imagem 2 – Arranjo de helicônias na bancada do banheiro. Um toque de cor na decoração.

Arranjo de helicônias na bancada do banheiro. Um toque de cor na decoração

Imagem 3 – Um arranjo que é pura brasilidade: helicônias e folhas de palmeira.

Um arranjo que é pura brasilidade: helicônias e folhas de palmeira

Imagem 4 – Helicônia: uma das espécies mais exóticas para decoração de festas.

Helicônia: uma das espécies mais exóticas para decoração de festas

Imagem 5 – Helicônia no vaso? Claro que sim!

Helicônia no vaso? Claro que sim!

Imagem 6 – Casa de campo combina com jardim de tropical de helicônias.

Imagem 7 – Helicônias e bromélia revelando sua rusticidade na decoração.

Imagem 8 – Decoração de festa com arranjo de helicônias no vasinho de bambu

Imagem 9 – Helicônias para entrada da casa.

Helicônias para entrada da casa

Imagem 10 – Dentro de casa, a helicônia precisa ser colocada perto da janela.

Dentro de casa, a helicônia precisa ser colocada perto da janela

Imagem 11 – Mesmo sem flores, a helicônia se destaca pelo tom verde vivo das folhas.

Mesmo sem flores, a helicônia se destaca pelo tom verde vivo das folhas

Imagem 12 – Plantadas diretamente no solo, as helicônias podem chegar aos 12 metros de altura.

Plantadas diretamente no solo, as helicônias podem chegar aos 12 metros de altura

Imagem 13 – Aqui, as helicônias compõe um arranjo de mesa super elegante.

Aqui, as helicônias compõe um arranjo de mesa super elegante

Imagem 14 – Cerca viva de helicônias!

Cerca viva de helicônias!

Imagem 15 – As cores claras da decoração ajudam a valorizar as cores das helicônias.

As cores claras da decoração ajudam a valorizar as cores das helicônias

Imagem 16 – Helicônias e costela de adão: uma dupla alegre e despojada.

Imagem 17 – Beirando a escada…

Imagem 18 – Que tal um caminho de helicônias?

Que tal um caminho de helicônias?

Imagem 19 – Uma festa tropical pede por helicônias e bromélias.

Uma festa tropical pede por helicônias e bromélias

Imagem 20 – As helicônias também sabem ser elegantes e esguias.

As helicônias também sabem ser elegantes e esguias

Imagem 21 – Paisagismo em torno da piscina repleto de helicônias.

Paisagismo em torno da piscina repleto de helicônias

Imagem 22 – Pássaros em forma de flor!

Pássaros em forma de flor!

Imagem 23 – Fáceis de cuidar, as helicônias valorizam qualquer fachada.

Fáceis de cuidar, as helicônias valorizam qualquer fachada

Imagem 24 – Helicônias bihai ou, se preferir, apenas pássaros de fogo.

Helicônias bihai ou, se preferir, apenas pássaros de fogo

Imagem 25 – As folhas verdes da helicônias trazem frescor aos ambientes.

As folhas verdes da helicônias trazem frescor aos ambientes

Imagem 26 – Helicônias para decoração do banheiro.

Helicônias para decoração do banheiro

Imagem 27 – Mais de cem espécies de helicônias diferentes e você não vai plantar umazinha sequer?

Mais de cem espécies de helicônias diferentes e você não vai plantar umazinha sequer?

Imagem 28 – O tom alaranjado das helicônias se harmoniza com as cadeiras e ajuda a quebrar a brancura do ambiente.

O tom alaranjado das helicônias se harmoniza com as cadeiras e ajuda a quebrar a brancura do ambiente

Imagem 29 – Um refúgio verde no quintal cercado de helicônias e outras espécies tropicais.

Um refúgio verde no quintal cercado de helicônias e outras espécies tropicais

Imagem 30 – As folhas delicadas da helicônias podem facilmente se rasgar com o vento, mas mesmo assim continuam lindas.

As folhas delicadas da helicônias podem facilmente se rasgar com o vento, mas mesmo assim continuam lindas

Imagem 31 – Para contemplar a beleza das helicônias…

Para contemplar a beleza das helicônias...

Imagem 32 – Um arranjo simples porque a natureza já fez todo o trabalho.

Um arranjo simples porque a natureza já fez todo o trabalho

Imagem 33 – Não sabe como levar cor para a decoração? Use helicônias!

Não sabe como levar cor para a decoração? Use helicônias!

Imagem 34 – Helicônias e palmeiras! Uma combinação que não tem erro.

Helicônias e palmeiras! Uma combinação que não tem erro

Imagem 35 – Para alegrar a bancada da cozinha.

Para alegrar a bancada da cozinha

Imagem 36 – E se não dá pra ter a planta verdadeira, você pode ter um quadro.

E se não dá pra ter a planta verdadeira, você pode ter um quadro

Imagem 37 – Uma forma muito comum de usar as helicônias é beirando cercas e muros.

Uma forma muito comum de usar as helicônias é beirando cercas e muros

Imagem 38 – Uma casa clássica, mas de jardim tropical.

Uma casa clássica, mas de jardim tropical

Imagem 39 – Sozinha ou com outras espécies, a helicônia nunca passa despercebida.

Sozinha ou com outras espécies, a helicônia nunca passa despercebida

Imagem 40 – Ambientes minimalistas também podem se render a beleza das helicônias.

Ambientes minimalistas também podem se render a beleza das helicônias

Imagem 41 – Já o quarto boho não encontra resistência nenhuma em usar a helicônia na decoração.

Já o quarto boho não encontra resistência nenhuma em usar a helicônia na decoração

Imagem 42 – Paisagismo é isso: harmonizar diferentes espécies para criar um espaço charmoso e aconchegante.

Paisagismo é isso: harmonizar diferentes espécies para criar um espaço charmoso e aconchegante

Imagem 43 – Banheiro ao ar livre decorado com diferentes espécies tropicais.

Banheiro ao ar livre decorado com diferentes espécies tropicais

Imagem 44 – Naturais ou expressas em forma de arte: as helicônias são sempre belas!

Naturais ou expressas em forma de arte: as helicônias são sempre belas!

Imagem 45 – Um banho na companhia das helicônias.

Um banho na companhia das helicônias

Imagem 46 – Helicônias no jardim da piscina.

Helicônias no jardim da piscina

Imagem 47 – Helicônias, bromélias e muitas frutas: tá aí a receita de uma decoração tropical.

Helicônias, bromélias e muitas frutas: tá aí a receita de uma decoração tropical