Maiores cidades do mundo: conheça as 15 maiores e veja desafios para o futuro

Por -

O planeta possui hoje pouco mais de 7 bilhões de habitantes. E onde fica toda essa gente? Grande parte delas está concentrada nas maiores cidades do mundo.

Existem metrópoles gigantescas capazes de comportar milhões e milhões de pessoas. E, curiosamente, muitas delas não estão entre os países mais populosos do mundo. 

Quer descobrir quais são? Então vem acompanhar esse post com a gente. Vamos te contar quais são as 15 maiores cidades do mundo. Quem sabe você vive em uma delas.

Maiores cidades do mundo

Se você está aí achando que países europeus lideram a lista das maiores cidades do mundo, pois então saiba que errou feio. 

O continente asiático é praticamente uma unanimidade no ranking. 

Confira a seguir o top com as 15 maiores cidades do mundo de acordo com o anuário 2020 da Demographia:

15º – Moscou, Rússia

Moscou

A Rússia, maior país em extensão do mundo, abriga também uma das cidades mais populosas do planeta. De acordo com os últimos dados apurados, a população da cidade de Moscou soma, em 2020, 17 milhões de habitantes distribuídos em pouco mais de 5 mil quilômetros quadrados. 

Apesar da grande população, a densidade habitacional, ou seja, o número de habitantes por quilometro quadrado não é tão alto, já que a cidade possui uma grande área territorial. Atualmente são cerca de 2,9 mil habitantes por km².

14º – Calcutá, Índia

Calcutá

A Índia, segundo maior país do mundo em número total de habitantes, também possui algumas das maiores cidades do globo. Calcutá é a primeira a entrar no ranking, com cerca de 17,5 milhões de habitantes espalhados em quase 1,4 mil km².

O território pequeno faz com que a densidade demográfica de Calcutá aumente. São quase 13 mil pessoas por km².

13º – Cairo – Egito

Cairo

A cidade do Cairo, no Egito, possui atualmente 19,3 milhões de habitantes em um território de 2,1 mil km², área pouco maior do que a de Calcutá, por exemplo. Atualmente são 9,6 mil pessoas dividindo o mesmo km².

12º – Beijing – China

Beijing

É claro que a China não ficaria de fora dessa lista. O quarto maior país do mundo em território é também o país mais populoso do mundo, com uma população total de quase 1,5 bilhão de pessoas.

E boa parte delas está na cidade de Beijing, a 12º cidade mais populosa do planeta.  Em 2020, Beijing soma 19,5 milhões de habitantes vivendo sobre uma área pouco menor que Moscou, com 4,1 mil km². A densidade demográfica atual é de 4,6 mil pessoas por km².

11º – Nova Iorque – EUA

Nova Iorque

Os Estados Unidos estão representados nesse ranking pela cidade de Nova Iorque. A terra dos ianques possui atualmente 20,8 milhões de habitantes em um território de 12 mil km². A grande área ocupada pela cidade faz com que a densidade demográfica não seja tão alta. Em 2020, são 1,7 mil pessoas apenas por km².

10º – Guangzhou – China

Guangzhou

Abrindo o top 10 vem a China, mais uma vez. Só que agora sendo representada pela cidade de Guangzhou ou Cantão. 

Atualmente vivem na cidade 20,9 milhões de pessoas distribuídas em um território que beira a casa dos 4 mil km², ou seja, são cerca de 4,8 mil pessoas vivendo por km².

9º – Cidade do México – México

Cidade do México

A Cidade do México é uma velha conhecida quando o assunto são cidades populosas. De acordo com o relatório da Demographia, a cidade possui atualmente pouco mais de 20,9 milhões. 

Toda essa gente se distribui em um território de apenas 2,3 mil km². Isso faz com que a Cidade do México possua uma alta taxa de densidade demográfica, chegando perto dos 9 mil habitantes por km². Curiosamente, o México nem integra a lista dos maiores países do mundo em território e mesmo assim está entre os mais populosos.

8º – Seul – Coréia do Sul

Seoul

E o oitavo lugar na lista é ocupado pela moderna e futurista Seul, a capital da Coréia do Sul. Por lá vivem cerca de 21,7 milhões de pessoas em uma área de 2,7 mil km², um pouco maior do que a da Cidade do México. A densidade demográfica de Seul beira a casa dos 7,8 mil habitantes por km².

7º – São Paulo – Brasil

São Paulo

Olha o Brasil aí, minha gente! O sétimo lugar da lista das cidades mais populosas do mundo é verde e amarelo. 

A cidade de São Paulo possui uma das maiores populações do planeta. São 22 milhões de pessoas vivendo na terra da garoa e distribuídas sobre um território de 3,1 mil km².  A densidade demográfica por aqui é de 7 mil pessoas por km².

6º – Shangai – China

Shanghai

Achou que a China havia abandonado a lista? Nada disso! A cidade de Shangai vem para ocupar o 6º lugar na lista das maiores cidades do mundo. São 22,1 milhões de habitantes em uma área de 4 mil km². A densidade demográfica por lá também é alta: 5 mil pessoas por km².

5º – Manila – Filipinas

Manila

A cidade de Manila, capital das Filipinas, abre o top five das maiores cidades do mundo com uma população de 23 milhões. Todas essas pessoas dividem uma área relativamente pequena, com pouco mais de 1,8 mil km². Esses números revelam uma alta densidade demográfica:  são 12 mil pessoas por km².

4º – Mumbai – Índia

Mumbai India

Mumbai é a quarta maior cidade do mundo e a mais “apertada”, digamos assim. São 23,3 milhões de habitantes para um território de apenas 944 km². Aí não tem jeito: a densidade demográfica explode e atualmente são 24,7 mil pessoas dividindo o mesmo km².

3º – Delhi – Índia

Delhi

Subindo ao pódium vem a cidade de Delhi, novamente na Índia. Com 29,6 milhões de habitantes, Delhi possui um território de apenas 2,2 mil km². A densidade demográfica por lá também é alta: 13,2 mil habitantes por km².

2º – Jacarta – Indonésia

Jakarta

A medalha de prata vai para a cidade de Jacarta, na Indonésia. A cidade atualmente abriga 34,5 milhões de habitantes em uma área de 3,5 mil km². São 9,7 mil pessoas por km² levando a vida diariamente.

1º – Tóquio – Japão

Tokyo

Acredite se quiser, mas está no Japão a maior cidade do mundo. A medalha de ouro vai para a movimentada, moderna e tecnológica capital japonesa de Tóquio. Por lá vivem, nada mais, nada menos, do que 37,9 milhões de pessoas.

Todas elas vivem em uma área de pouco mais de 8,2 mil km². E, apesar de ser tão populosa, a taxa de densidade demográfica de Tóquio pode ser comparada a de cidades como Paris, na França, que sequer integra esse ranking. 

Estima-se que cerca de 4,6 mil pessoas vivam por km² em Tóquio. 

Maiores cidades do mundo em 2100

Com o passar dos anos, a tendência é que essa lista mude de forma significativa. 

A expectativa, segundo estudos realizados pelos pesquisadores Daniel Hoornweg e Kevin Pope, das Universidade de Ontário e da Universidade Memorial da Newfoundland, ambas no Canadá, sugerem que os países africanos passem a ganhar destaque entre as maiores cidades do mundo. 

Só para você ter uma ideia, Tóquio, a maior cidade do mundo atualmente, passará para o 28º lugar no ranking. Em contrapartida, a cidade de Lagos, na Nigéria, ocupará o posto da cidade asiática, chegando a atingir uma super população com cerca de 88 milhões de pessoas.

Em seguida, quem deve ocupar a lista, desbancando a cidade de Jacarta, atual segunda colocada, é Kinshasa, no Congo, também no continente africano. Por lá devem viver até 2100 cerca de 83 milhões de pessoas.

O terceiro lugar da lista deve ficar com a cidade de Dar es Salaam, na Tanzânia, mais uma vez na África. A estimativa é que 73 milhões de pessoas ocupem a cidade até 2100.

As cidades de Delhi e Mumbai continuam entre as maiores do ranking, mas saem da 3º e 4º posição, respectivamente, para ocupar o 4º lugar, no caso de Mumbai e o 5º lugar para Delhi.

O 6º lugar também passa a ser representado por um país africano, mais especificamente pela cidade de Cartum, no Sudão.

Já a cidade de São Paulo deve despencar para a 44º posição, perdendo o 7º lugar para a cidade de Niamey, no Niger. Contudo, essa queda no ranking não significa que a população diminui, pelo contrário, ela tende a se manter na casa dos 19 milhões. O que impacta na lista é o super crescimento de outras cidades.

Até 2050 a China deve sair do ranking das dez maiores cidades do mundo, cedendo espaço para novas cidades que estão se formando, especialmente no continente africano. 

Essa diferença e mudança no panorama habitacional do planeta acontece todas às vezes em que se atinge um equilíbrio entre as taxas de nascimento, mortalidade e migração.

Desafios para as cidades no futuro

O numero de habitantes de uma cidade impacta diretamente na qualidade de vida do local. Quanto mais gente por km², maior a competição por moradia, saneamento básico, energia, meios de transporte, recursos naturais, trabalho e comida. 

Os poderes econômico e politico também tendem a acompanhar o crescimento populacional e se deslocar até eles. Por isso, não surpreende que a força econômica do século XXI tende a se deslocar do eixo entre América do Norte e Europa para a Ásia, mais especificamente a China.

Mas como fica o continente africano diante dessas projeções? Isso é o que mais preocupa os pesquisadores e cientistas, uma vez que o continente não possui infraestrutura para comportar populações tão gigantescas e, ao mesmo, tempo não demostra crescer economicamente de modo proporcional.

O desafio dos governos no futuro será equilibrar a balança entre o crescimento sustentável e a taxa de densidade demográfica. Uma tarefa nada fácil, especialmente para países que, além de terem sido explorados, ficaram por séculos esquecidos a própria sorte, como é o caso dos países africanos.