Tecido para cortina: conheça os principais tipos e inspirações de ambientes

Conheça os principais tipos de tecido para cortina e ambientes decorados com cada um deles

Por -

Ambiente pronto, decoração definida, chega a hora de escolher a cortina! Esta etapa de finalização do projeto é um dos momentos mais difíceis para quem deseja complementar o visual do espaço. Como o mercado oferece infinitas opções, seja por cor, estampa ou tecido, a tarefa se torna longa e cautelosa. Por isso, pesquise e conheça um pouco das vantagens de cada tecido para cortina antes de gastar seu precioso dinheiro.

Para deixar você tranquilo, saiba que não existe uma regra que defina a escolha do tecido. Gosto pessoal e a praticidade são fatores que delimitam este leque de opções! Mas é bom relembrar, alguns tecidos apresentam características marcantes para cada ambiente e isto deve ser levado em conta no momento da escolha.

Para quem pretende fazer uma composição de dois tecidos, utilize a técnica do tom sobre tom ou trabalhe o equilíbrio das cores. Misturar diferentes acabamentos na mesma cortina é sinônimo de beleza e personalidade e pode ser aplicado a qualquer ambiente.

Tipos de tecidos para cortina e inspirações de ambientes decorados

Abaixo especificamos algumas características de cada tecido. Conheça os mais utilizados e opte pelo o que atende suas prioridades e necessidades:

1. Cortina de voil

Esse é o queridinho da decoração! Sua neutralidade e leveza agrada à todos por se tratar de um tecido transparente e de fácil combinação. A principal característica é o seu tecido fino que pode ser liso ou amassado, o que vai de acordo com o gosto de cada um.

Normalmente é combinado com persianas que permitem um maior bloqueio de iluminação, deixando o ambiente mais privativo e funcional.

Imagem 1 – Tecido para cortina: a mistura moderna que dá certo!

A mistura moderna que dá certo
Saiba que para combinar o ar delicado e deixar o ambiente com certa privacidade a dica é incorporar o voil com uma outra cortina. No projeto acima, a solução moderna para este problema foi utilizar a persiana tradicional preta com o voil branco, o que resultou em um visual equilibrado.

Imagem 2 – Reforce o pé-direto alto.

Reforce o pé direito alto com cortina

Imagem 3 – Valorize a paisagem da janela.

Valorize a paisagem

Imagem 4 – O voil permite trabalhar com o degradê de cores.

O tecido voil permite trabalhar com o degradê das cores

Imagem 5 – Tecido para cortina: atendendo a todas as necessidades do dia.

Atendendo todas as necessidades do dia.

Imagem 6 – Leveza e aconchego para um quarto de casal.

Leveza e aconchego com o tecido de voil para cortina
No quarto, a delicadeza deve estar presente em todos os detalhes! Assim você pode aproveitar a iluminação do dia sem tirar o ar clean da proposta.

Imagem 7 – Para a sacada integrada, abuse deste tipo de cortina.

O tecido voil é ideal para ambientes integrados

2. Cortina de veludo

Este tecido para cortina representa nobreza e luxo, deixando o espaço sofisticado sem precisar de outros acessórios na ambientação. Além disso, ele permite uma ótima regulagem de temperatura e iluminação, deixando o espaço totalmente fechado, sem nenhuma fresta para passagem de luz.

Por se tratar de um tecido pesado, ela cria um proteção de calor que deixa o ambiente quentinho e aconchegante. Ideal para o quarto e salas e TV por exemplo.

Imagem 8 – Elegância na medida certa!

O tecido de veludo traz elegância na medida certa para este ambiente

Imagem 9 – Muito charme para um quarto feminino.

Muito mais charme para um quarto feminino com o tecido de veludo

Imagem 10 – Combina com quase todos os estilos de decoração.

O tecido de veludo combina com os mais diversos estilos de decoração

Imagem 11 – Muito bem-vindo para um closet ou armário.

O tecido de veludo se encaixa perfeitamente em um closet ou armário

Imagem 12 – Para um ar pesado e marcante.

O tecido de veludo na cortina tem um ar mais pesado e marcante

Imagem 13 – Os amantes da cor preta vão amar este tipo de tecido.

Perfeito para os amantes da cor preta na cortina
A cortina preta promove mais elegância no espaço, além de trazer mais privacidade. Elas barram a entrada de luz natural, ideal para uma sala de estar com TV.

3. Cortina de seda

Outro tecido para cortina  que transmite elegância é a seda que geralmente é acompanhado por mais uma camada de tecido nas janelas. A seda possui ótima condutividade térmica e é ideal para ambientes internos, como divisórias de espaços, deixando ainda o visual leve e convidativo!

Imagem 14 – Misture dois tecidos para um maior efeito.

O mix de dois tipos de tecido é ideal para uma cortina de veludo

Imagem 15 – Ideal para dividir ambientes.

A cortina de veludo é ideal para dividir ambientes

Imagem 16 – Modelos com listras são ideais para incrementar o ambiente.

Cortina de veludo com listras

Imagem 17 – Um espaço que prioriza delicadeza.

Cortina que prioriza pela delicadeza no ambiente
Para os clássicos, a sugestão é utilizar a seda com pregas como o projeto acima.

Imagem 18 – Pode ser utilizada no estilo industrial.

Cortina de veludo para um ambiente com decoração industrial

Imagem 19 – Cortina ao redor da cama para separar o dormitório em um apartamento do tipo studio.

Cortina de veludo para separar o quarto em um studio

Imagem 20 – Neutro igual ao estilo da sala.

Cortina neutra para uma sala que segue o mesmo estilo

4. Cortina de cetim

A cortina de cetim é uma peça leve e delicada, por isso deve ser utilizada com um forro interno para um melhor acabamento. Esta composição deve ser harmônica, tanto com o ambiente como as cores de cada tecido. Se for utilizar o cetim em uma área social, não utilize blackout por baixo, já que a intenção não é barrar a entrada de iluminação natural. Para dormitórios, o blackout é quase indispensável.

Imagem 21 – Tecido para cortina de cetim: sinônimo de sofisticação!

Sinônimo de sofisticação

Imagem 22 – Seu visual brilhante permite dar o toque elegante para o visual.

O toque brilhante da cortina de cetim
Neste caso, o forro transparente como a persiana é ideal para acompanhar a cortina de cetim.

Imagem 23 – A cortina preta de cetim não deixa o ambiente tão pesado.

O tecido de cetim preto não deixa o ambiente tão pesado

Imagem 24 – Uma ótima opção para consultórios médicos ou escritórios de advocacia.

O tecido de cetim é uma boa escolha para consultórios e escritórios de advocacia
No caso de ambientes profissionais, as cores claras são ótimas opções para levar seriedade e dar a ideia de amplitude para a sala pequena.

Imagem 25 – O tecido de cetim também traz a delicadeza que este espaço precisa.

Um toque de delicadeza com o tecido de cetim em um quarto com decoração neutra

Imagem 26 – A cortina de cetim combina perfeitamente em uma sala de jantar.

A cortina de cetim combina perfeitamente em uma sala de jantar
Para valorizar a paisagem externa, utilize o cetim na versão clara, deixando uma parte aparente.

5. Cortina de shantung

Semelhante ao voil, o shantung é um tecido menos transparente devido suas tramas mais fechadas. A vantagem é que ele leva a privacidade ideal, sem bloquear totalmente a passagem de luz. Ele é ótimo para usar em áreas sociais e dormitórios, pois são neutros, práticos e funcionais.

A cortina de shantung possui leveza com um ótimo caimento e fluidez, por isso, é um dos mais escolhidos dentre os tipos de modelos de cortinas.

Imagem 27 – O cinza vai bem em qualquer espaço.

Cortina shantung cinza

Imagem 28 – Iluminação agradável em uma área social.

Área social com iluminação agradável e cortina de shantung

Imagem 29 – Linho e shantung em uma mesma cortina.

Linho e shantung em uma mesma área
O linho na sala de estar é funcional e aconchegante. Procure acompanhar com o shantung, que reforça ainda mais o lado clean!

Imagem 30 – Dê um toque de cor na decoração.

Um toque de cor na decoração com o tecido de shantung

Imagem 31 – Para o quarto, escolha um tecido escuro.

Cortina com tecido escuro em quarto de casal

Imagem 32 – Para quem deseja abrir mão das persianas, opte pelo shantung.

Sala integrada com cortina de shantung

Imagem 33 – Detalhe da cortina shantung.

Detalhes visuais de uma cortina de shantung

6. Cortina de linho

É um tecido um pouco mais encorpado que o anterior e combina muito bem com ambientes de praia. O linho abrange tons de areia que são fáceis para combinar. Para criar um ambiente confortável e arejado, aposte neste tipo de acabamento!

Ele é indicado para acompanhar outros tipos de tecido, resultando em infinitas composições na decoração. A única desvantagem é que por ser delicado, ele desfia com facilidade.

Imagem 34 – Um quarto refrescante e aconchegante!

Um quarto refrescante e aconchegante com o tecido de linho na cortina
No projeto acima, a cortina rolô blackout ajuda a bloquear a luz durante o dia. Já o linho permite trazer um toque aconchegante e uma passagem pequena de iluminação e ventilação quando for necessário.

Imagem 35 – Para quem procura neutralidade.

Tecido de linho na cortina para um ambiente neutro

Imagem 36 – Procure optar por uma cor suave.

Escolha uma cor suave na decoração

Imagem 37 – Para os amantes de rosa!

Sala com cortina rosa de linho

Imagem 38 – Na versão branca para quem ama esta cor!

Ambiente com cortina branca de linho

Imagem 39 – Incremente a sua cortina de linho.

Incremente a sua cortina de linho

Imagem 40 – O linho também aparece na cortina rolô.

O linho também aparece na cortina rolô

7. Cortina sarja

As tramas da sarja deixam o tecido maleável e resistente ao mesmo tempo. É um tecido um pouco mais pesado do que o linho, mas que tem uma aparência mais estruturada no local de instalação. Ideal para um ambiente mais descontraído devido ao seu   acabamento informal.

Os modelos em sarja de tons neutros continuam sendo os mais procurados devido sua versatilidade, que vai do branco ao preto, sem errar na decoração!

Imagem 41 – A sarja combina muito bem com o estilo hippie chic.

Cortina com tecido sarja
Neste estilo, opte por este tipo de tecido que combina com o ar despojado que ele oferece. Se quiser incrementar trabalhe estampas e adornos no tecido!

Imagem 42 – Abuse de estampas neste tipo de tecido.

O uso de estampas em um tecido de sarja

Imagem 43 – Enfeites agregam o visual da cortina.

Cortina de sarja com enfeites

Imagem 44 – Ideal para quem procura um ar mais rústico.

Cortina com um estilo mais rústico

Imagem 45 – Esta cortina combina muito bem com franjinhas.

Cortina de sarja com franjinhas

Imagem 46 – Sarja em todo o apartamento!

Imagem 47 – O tecido de sarja oferece uma maior cobertura.

Ambiente com cortina de sarja

8. Cortina richelieu

O richelieu leva uma renda que caracteriza um tecido transparente, fino e delicado. Caso precise bloquear totalmente a luz natural, utilize um tecido mais pesado na mesma cor que o richelieu.

Eles são bem-vindos na cozinha devido ao seu ar acolhedor! No Brasil podemos encontrar bastante este tipo de trabalho, principalmente em casas de campo e fazendas — afinal, a renda é uma peça vintage perfeita!

Imagem 48 – Voil e richelieu levam sofisticação para este ambiente.

Ambiente com cortina de voil e richelieu

Imagem 49 – Detalhes que destacam o tecido da cortina.

Detalhes que destacam o tecido da cortina de richelieu

9. Persiana romana

Este tipo de cortina casa muito bem com tecidos mais grossos, por isso é próprio para decorar um quarto ou uma sala de estar. Procure optar por uma estampa marcante, já que o funcionamento da cortina permite uma maior visualização dos desenhos. Quando fechada, ela fica visualmente reta, sem nenhuma prega ou marcas.

Imagem 50 – Renda e bordado em uma mesma cortina.

Persiana e bordado em uma mesma proposta

Imagem 51 – Cheio de alegria e descontração!


Esta sala de jantar tem como proposta um ambiente alegre, feminino e divertido. O tecido da cortina foi o item chave para trazer todas estas características para o espaço.

Imagem 52 – Brinque com diversas cores neste tipo de cortina.

Aproveite a variedade de cores que a cortina romana oferece

Imagem 53 – As tramas vão de acordo com as necessidades.

Persiana romana em sala de estar

Imagem 54 – O papel de parede em textura de linho combinou com o tecido da cortina.

Neste ambiente, o papel de parede combina com a persiana romana

Imagem 55 – Aplique estampas em sua cortina!

Estampas em persiana romana

Imagem 56 – O mesmo tecido em cortinas diferentes.

Ambiente com duas propostas de cortina e persiana

10. Cortina blackout / blecaute

Este tipo de tecido é indicado para bloquear a entrada de luz no cômodo, sem deixar nenhuma fresta atrapalhar seu sono, independentemente do ambiente.

Ela pode acompanhar um tecido mais encorpado por cima para decorar o local. Há quem prefira o uso do tecido sozinho, o que também é uma opção neutra na decoração

Imagem 57 – Cortina blackout preta.

Ambiente com cortina blecaute preta

Imagem 58 – Simplificando a decoração: 2 em 1!

Duas opções em 1 para a cortina
A composição das duas cortinas levou personalidade para o espaço! O rolô tira a predominância do branco e ainda reforça o ar rústico do quarto. O blackout está apenas para deixar o quarto funcional, para quando o morador desejar dormir até mais tarde.

Imagem 59 – Neste projeto, apenas o blackout é o suficiente para compor a decoração do apartamento.

Ambiente com cortina blackout

Imagem 60 – O tecido para blackout pode estar por trás de outra cortina.

A cortina blecaute pode ser combinada com outros tecidos