Geladeira não gela: veja as principais causas e o que fazer a respeito

Por -

Para que serve uma geladeira senão for para gelar? Pois é! E quando a geladeira não gela obviamente ela perde sua função principal. Mas isso não significa que você deve se desfazer do eletrodoméstico, ao menos não por enquanto.

Existem diversos motivos que explicam porque uma geladeira não gela e muitos deles podem ser facilmente corrigidos por você mesmo sem a necessidade de um profissional de assistência técnica.

Por isso a gente te convida a acompanhar nesse post o que fazer quando a geladeira não gela e como você pode ficar livre desse problema. Vem ver!

Geladeira não gela: principais causas e o que fazer

1. Mau contato na tomada

Pode parecer besteira, mas acredite: um plugue mal encaixado na tomada pode ser o motivo por trás da sua geladeira não estar gelando corretamente.

A solução? Basta conectar o plugue do jeito certo. Aproveite e verifique se não existem muitos eletros conectados na mesma tomada.

É comum a utilização de benjamins e adaptadores capazes de ligar três até quatro aparelhos elétricos ao mesmo tempo e isso pode causar uma sobrecarga na rede elétrica ou fazer com que os eletros simplesmente deixem de funcionar como se espera.

2. Porta aberta

Outro motivo bobo que pode estar impedindo sua geladeira de funcionar é o mau fechamento da porta. O interior da geladeira não pode entrar em contato com o ar do ambiente, isso faz com que ela deixe de gelar.

A solução você já deve imaginar: basta fechar a porta corretamente. Às vezes uma garrafa mal colocada ou a gaveta de legumes que não está devidamente encaixada pode estar atrapalhando o fechamento da porta. Então, antes de chamar a assistência técnica vale a pena observar esse pequeno, mas relevante detalhe.

3. Temperatura inadequada

A temperatura inadequada é um dos grandes motivos que podem estar levando a sua geladeira a deixar de gelar.

A matemática por trás dessa história é simples: quanto mais alimentos conservados na geladeira mais fria ela deve estar, ou seja, o termostato da geladeira deve ser regulado para que o ar frio circule por igual por dentro da geladeira.

O que acontece na maioria das vezes é a falsa ideia de que quanto menos a geladeira resfriar mais ela vai economizar energia. Mas isso não é verdade, especialmente quando ela está cheia, uma vez que o motor terá que trabalhar mais para dar conta de refrigerar todo espaço interno.

A temperatura do ambiente externo também interfere nesse aspecto. Em dias muito quentes, a temperatura interna da geladeira deve ser reduzida, ao contrário do inverno, quando o termômetro do aparelho pode ser ajustado a temperaturas um pouco mais altas.

4. Borracha gasta

A borracha de vedação também pode estar entre os motivos da sua geladeira não estar gelando. Com o tempo de uso é natural que essa borracha se desgaste, resseque e até mesmo solte da porta.

Isso faz com que o ar saia com facilidade e, ao mesmo tempo, o ar externo entre na geladeira impedindo o resfriamento.

A solução para esse caso também é simples e exige apenas a troca da borracha de vedação. Antes de comprar a borracha verifique o modelo certo da sua geladeira.

Você pode fazer isso por conta própria, uma vez que o processo de substituição é simples, mas se preferir chame a assistência técnica.

5. Condensador sujo

Alguns modelos de geladeira, especialmente os mais antigos, trazem o condensador na parte traseira do aparelho, logo atrás da grade. O condensador, parecido com tubos, é responsável por distribuir o gás da geladeira fazendo com que ela resfrie.

Mas caso esses tubos fiquem obstruídos pelo acúmulo de pó ou por objetos, como panos, por exemplo, a distribuição do gás fica prejudicada e isso pode impedir que a geladeira gele.

Para resolver esse problema desobstrua o condensador e faça limpezas periódicas com um pano limpo e levemente umedecido com água para evitar que o acúmulo de poeira impeça o aparelho de gelar. 

6. Termostato

Você já checou se o termostato da geladeira está funcionando direito? O termostato faz a regulagem da temperatura e se ele estiver com defeito sua geladeira também pode parar de gelar, uma vez que a troca de temperaturas não vai acontecer da forma adequada.

Verifique primeiro se ele está regulado na temperatura adequada para a sua geladeira. Se estiver tudo ok e mesmo assim o aparelho não gelar pode ser que o termostato esteja queimado ou, por algum movimento brusco ou mudança de lugar, o fio tenha se rompido.

Nesses casos o mais recomendado é recorrer a assistência técnica para avaliar o problema.

7. Resistencia queimada

Toda geladeira possui uma placa fria que é acionada quando o condensador desliga. Essa placa impede a formação de crostas de gelo no interior do aparelho. No entanto, quando a resistência dentro dela queima esse processo é interrompido, fazendo com que a troca de ar entre o interior e o exterior não aconteça e, assim, a geladeira para de gelar.

A solução é trocar a resistência, mas para isso é importante contar com a assistência técnica.

Geladeira não gela parte debaixo: causas e soluções

1. Vazamento de gás

Outra coisa muito comum de acontecer é a geladeira parar de funcionar apenas na parte de baixo. Na maior parte das vezes esse problema é gerado pelo vazamento de gás do aparelho.

Isso porque o gás percorre a geladeira de cima para baixo e quando há vazamento esse fluxo é interrompido e a parte inferior do aparelho é que sofre com a perca do resfriamento.

Esse tipo de reparo só pode ser feito com assistência técnica.

2. Filtro sujo

Se o problema não está no vazamento de gás, então provavelmente a causa é o filtro sujo. Quando a limpeza não é realizada com a frequência necessária o filtro entope, o gás deixa de circular por todo o aparelho e, novamente, quem sofre é a parte inferior da geladeira.

Nesses casos também a solução é chamar a assistência técnica.

3. Cuide da sua geladeira e evite problemas no futuro

Todo mundo sabe que a prevenção é o melhor remédio, não é? Por isso, antes mesmo de pensar em ter problemas com a sua geladeira, veja o que você pode fazer para cuidar melhor dela e garantir vida longa ao aparelho. 

4. Ajuste a temperatura

É muito importante saber regular a temperatura da geladeira de acordo com a quantidade de alimentos que está dentro dela. Quanto mais cheia, mais fria deve ser a temperatura. O mesmo vale para o freezer.

A ideia é que o ar frio tenha condições de circular por todo o espaço interno do aparelho sem dificuldades. E não se preocupe, isso não vai aumentar a sua conta de luz, pelo contrário, ao regular a temperatura correta você evita “forçar” demais o aparelho e, aí sim, aumentar o consumo de energia.

5. Abra a porta somente quando necessário

Geladeira não é vitrine! Portanto, abra-a apenas quando necessário. Nada de ficar parando olhando para geladeira enquanto pensa na vida. Além de reduzir a capacidade de resfriamento do aparelho você ainda gasta mais energia. 

6. Faça as limpezas recomendadas pelo fabricante

Para cada geladeira existe um modo correto de fazer a limpeza e essas recomendações você pode encontrar no manual do fabricante.

Ali é possível saber a frequência mais adequada para limpeza, como fazer a limpeza da geladeira e os cuidados gerais que são necessários para manter o aparelho funcionando corretamente.

Lembrando que não é só por dentro que a geladeira precisa ser limpa. Os tubos de condensação e os filtros de ar também devem passar por limpezas periódicas.

Vale citar também que a obstrução das passagens de ar da geladeira são prejudiciais e podem comprometer a eficácia de refrigeração do aparelho. Portanto, aquela ideia de secar roupa na grade de trás da geladeira pode trazer prejuízos no futuro, melhor evitar.