Jardim Japonês: 60+ Fotos para criar um espaço incrível!

Veja dicas essenciais de plantas e elementos para compor um belo jardim japonês. São 60+ fotos para se inspirar.

Por -

O jardim japonês tem como característica a beleza e a harmonia da natureza. Se você aprecia a tranquilidade e sonha em ter um espaço para contemplação, meditação e o relaxamento, confira as nossas dicas e referências para se inspirar na hora de montar um jardim japonês.

Como montar um jardim japonês?

Um jardim japonês requer cuidados especiais. Dependendo da escolha da planta, é recomendável atentar-se a poda e a adubação do solo. Cada planta tem suas características próprias e seus ciclos de crescimento. Caso você não tenha o tempo necessário para cuidar do jardim, o ideal é escolher espécies que requerem uma manutenção reduzida. Confira as mais populares abaixo:

Plantas e elementos do jardim japonês

Os elementos de um jardim japonês tem sempre um significado e uma função maior a cumprir. Não é diferente com as plantas e arbustos, alguns tem até significado sagrado. Veja abaixo as principais plantas de um jardim japonês:

1. Pinheiro japonês

O pinheiro negro japonês é uma espécie sagrada e clássica de árvore para se cultivar em um jardim. Eles são resistentes a condições mais extremas, mesmo em solos com poucos nutrientes. Por se tratar de uma espécie de bonsai, ela requer cuidados como a rega, poda e a adubação.

2. Bonsai

O bonsai é uma réplica de um árvore da natureza em miniatura geralmente disposta em uma bandeja ou vaso. Por similar o crescimento, o padrão e as características em proporções muito menores, ele é considerado uma obra de arte.

Existem diversas espécies de Bonsai para se utilizar em um jardim e cada um deles requer cuidados específicos. Escolha o que melhor se adapta a sua solução.

3. Bambu

Seja na forma de fonte, como cercado de proteção ou fazendo parte do visual, o bambu continua muito presente na maioria dos jardins japoneses, pois é uma espécie presente na região. Além disso ele é leve e de fácil manuseio.

4. Bordô japonês

Bordô japonês (acer palmatum)

O bordô japonês é uma planta nativa da região da China, Coréia do Sul e Japão. Por ser uma planta de regiões temperadas, ela cresce melhor na região Sul do Brasil. O bordô pode ter mais de uma cor e o mais utilizado é o que tem folhas vermelhas.

5. Kusamono

Kusamono

Kusamono quer dizer literalmente “aquela grama”, são pequenas plantinhas que são utilizadas para acompanhar um bonsai. Encontramos o Kusamono em muitos jardins japoneses.

6. Água

Ter um espaço dedicado para a água é uma ótima maneira para valorizar o jardim japonês. Presente geralmente em lagos com carpas, riachos e cascatas nos templos japoneses. A água também confere um som terapêutico e relaxante ao jardim.

7. Pontes

As pontes são ótimas para ligar duas extremidades de um jardim com riacho ou lago, além de aproximar os visitantes da água. Esta presente em muitos jardins deste tipo, mas pode ser utilizada mesmo sem água.

Pedras para jardim japonês

As pedras são elementos essenciais em um jardim japonês e podem conter vários significados. Elas são associadas com o conhecimento e o sentido de longevidade ou eternidade. A escolha das pedras leva em consideração o seu tamanho, textura da superfície e outras características. Uma das tarefas mais difíceis na montagem do jardim é fazer a escolha certa das pedras para criar um ambiente harmônico. As pedras grandes não são fixadas diretamente sob a terra. Elas são enterradas de modo que somente uma parte delas apareça na superfície.

Os caminhos de pedra ajudam a conduzir os visitantes a paisagens determinadas e são essenciais na experiência do jardim. Por isto os detalhes são tão importantes. A luminosidade natural do ambiente também deve ser estudada, isto porque as pedras podem refletir a luz e alterar o aspecto visual do jardim durante o dia.

Lanternas

Quase todos os jardins japoneses tem uma ou mais lanternas. Elas são geralmente esculpidas em pedra ou feitas de madeira e podem compor na iluminação do jardim, principalmente durante a noite.

Jardim japonês pequeno

No Japão, é muito comum ter espaços limitados e suas construções são adaptadas a esta condição. Por isto, muitos jardins são feitos para se adequar a um espaço pequeno. Apesar disso, pode-se criar soluções interessantes e utilizar alguma técnica de miniaturização.

O desenho e a escolha dos materiais são essenciais para montar um jardim harmônico. Veja no exemplo abaixo:

Imagem 1 – Você pode montar um pequeno jardim japonês com algumas plantas e pedras.

Imagem 2 – Uma residência no estilo de arquitetura clássico do Japão com jardim pequeno.

Neste projeto foram utilizadas d pedras para formar um caminho junto com dois pequenos montes com bonsais.

Modelos de fotos de jardins japoneses

Ao interar-se de todos os detalhes, materiais e plantas utilizados em um jardim japonês, é interessante também inspirar-se em referências de outros projetos com propostas similares. Para te ajudar, separamos as mais belas referências de jardins japoneses com dicas:

Imagem 3 – Jardim japonês no ambiente interno e externo.

No caso deste projeto, o jardim permeia o ambiente interno e externo da residência com lindas plantas e muitas pedras. Como o projeto é mais minimalista, o jardim não possui tantos detalhes.

Imagem 4 – Exemplo de jardim no Japão com pedras brancas.

Imagem 5 – Casa com jardim japonês na área externa.

Imagem 6 – Jardim japonês com pequena cascata de bambu e pedra

Imagem 7 – Exemplo de jardim japonês comumente encontrado em templos do Japão.

Imagem 8 – Jardim japonês com cascata de bambu.

Imagem 9 – Jardim japonês com caminho de pedras e lanterna.

Imagem 10 – Um jardim simples com árvore na entrada da residência.

Imagem 11 – Jardim entre o deck de passagem entre os ambientes.

As pedras são itens essenciais em um jardim japonês. Neste projeto elas podem servir como apoio para sentar.

Imagem 12 – Jardim lateral com caminhos de pedra e plantas.

Imagem 13 – Jardim com cascata e cuba de cobre.

Você também pode utilizar um toque de modernidade no seu jardim utilizando materiais mais modernos ao invés do bambu, que tem uma característica mais rústica.

Imagem 14 – Uma opção de jardim para o quintal da residência.

Esta proposta utilizou um bordô-japonês e pequenas estátuas características do Japão. As pedras estão sempre presentes.

Imagem 15 – Jardim japonês com pedras e pequena lanterna no centro.

Imagem 16 – Nesta proposta, o jardim da área externa foi feito com pedras e tem uma árvore parecida com Bonsai.

Imagem 17 – Jardim com base de pedras e fonte com bambu.

Imagem 18 – Este projeto usa um jardim japonês simples com pedras, lanterna e plantas.

Imagem 19 – Projeto de jardim japonês em área externa com caminho de pedras.

Imagem 20 – Jardim japonês embaixo da escada.

Imagem 21 – Lindo jardim japonês com ponte.

Imagem 22 – Jardim japonês com as cores do outono. Destaque para os vasos.

Imagem 23 – Jardim com pedras, lanterna e pequena ponte.

Imagem 24 – A aparência de um jardim japonês durante a estação do inverno.

Imagem 25 – Nesta proposta, o corredor externo da casa tem laterais com plantas.

Imagem 26 – Jardim japonês com fonte de água.

Imagem 27 – Jardim japonês com pedras.

Imagem 28 – Detalhe da cascata de bambu com pedra de um jardim japonês.

Imagem 29 – Nesta proposta, o lago é o elemento principal, com blocos de pedra e concreto.

Imagem 30 – Um exemplo de jardim japonês com cores vibrantes e sino oriental.

Imagem 31 – Caminho de pedras com fonte de água para lavar as mão e o rosto, presente na maioria dos templos do Japão.

Imagem 32 – Casa japonesa com jardim na entrada.

Imagem 33 – Residência japonesa com jardim nos fundos.

Imagem 34 – Jardim japonês em projeto minimalista.

Imagem 35 – No Japão, muitos templos tem o famoso “tori”, que é um arco disposto na entrada dos templos e santuários.

Imagem 36 – Jardim japonês amplo e com pedras em um ambiente interno.

Imagem 37 – Outro exemplo de jardim com o “tori” vermelho.

Imagem 38 – Projeto com jardim japonês na entrada com lago.

Imagem 39 – Jardim japonês com pedras e pequena estátua do Buda.

Imagem 40 – Jardim com pedras, lanterna e uma pequena ponte.

Imagem 41 – Jardim no fundo da residência com caminho de pedras.

Imagem 42 – Lindo espaço zen que divide os ambientes com pequena fonte de água.

Imagem 43 – Jardim típico de parque ou templo do Japão com lago e vitória régia.

Imagem 44 – Jardim japonês com água e estátua do Buda.

Imagem 45 – A lanterna é um importante elemento do jardim japonês e serve para iluminar o caminho das pedras durante a noite.

Imagem 46 – Jardim japones em residência tradicional.

Imagem 47 – Uma residência tradicional japonesa com jardim na separação dos ambientes.

Imagem 48 – Jardim japonês com blocos de concretos.

Imagem 49 – Caminho do jardim com pedras e vasos.

Imagem 50 – Jardim com cerejeira, banco, pedras e fonte.

Imagem 51 – Jardim com cascalhos, caminhos de pedras e área central.

Imagem 52 – Jardim em residência japonesa separa os ambientes.

Imagem 53 – Típico jardim encontrado em templos do Japão.

Imagem 54 – Residência com jardim japonês no vão central.

Imagem 55 – Belíssimo jardim japonês em casa moderna com ponte e lago.

Imagem 56 – Jardim japonês com grande lago, pedras e plantas nativas.

Imagem 57 – Jardim com pedras e fonte de água.

Imagem 58 – Jardim com diferentes tipos de pedras, lanternas e ponte.

Imagem 59 – Jardim japonês no fundos de uma casa da região.

Imagem 60 – Jardim japonês com caminho de pedras.

Imagem 61 – Jardim japonês com cascalho, pedras e gramado.

Imagem 62 – Jardim japonês com pequena cascata / fonte de água de bambu.

A água é um elemento quase sempre presente nos jardins japoneses, simbolizando o ciclo da vida. Ao utilizar uma cascata, você pode criar um efeito sonoro relaxante e inspirador para o ambiente.

Jardim Japonês em miniatura