Modelos de pisos para áreas externas

Veja nossa seleção de opções de pisos para utilização em áreas externas.

Por -

Escolher um piso para áreas externas é um detalhe muito importante na construção da residência. Existem muitos modelos no mercado e para escolher o ideal é preciso saber qual a proposta do ambiente, pois cada tipo tem sua função especifica.

Um dos critérios que é preciso observar é se ele vai suportar o peso, quais os moradores da residência, se possuem idosos ou crianças se ficarão sempre exposto ao sol, se haverá cobertura, se será impermeável e entre outras situações.

Para te ajudar separamos alguns modelos de revestimentos externos para cada necessidade.

Piso Cimentício

Esse tipo de piso é ideal para revestir áreas de piscina ou aqueles espaços em que as crianças podem correr e brincar a vontade, pois são considerados antiderrapantes e não absorvem calor. Eles são feito de concreto e oferecem um ótimo acabamento, pois não apresenta fissuras e é bastante confortável para caminhar.

Imagem 1 – Piso cimentício em área de piscina

Imagem 1

Imagem 2 – Piso cimentício com poltronas

Imagem 2

Imagem 3 – Piso cimentício com forragem de grama

Imagem 3

Imagem 4 – Piso cimentício com placas quadradas

Imagem 5 – Piso cimentício para circulação

Imagem 5

Imagem 6 – Piso cimentício interno e externo

Imagem 6

Piso em Ladrilho Hidráulico ou Cerâmica

Esses modelos de piso sempre levam charme ao ambiente, pois além de existir muitas opções de desenhos e cores podem servir como item decorativo no espaço. Tanto o ladrilho quanto a cerâmica podem ser revestido em churrasqueiras, áreas gourmet ou varandas devido sua resistência a agua e não absorver gorduras.

Imagem 7 – Piso em cerâmica para circulação

Imagem 7

Imagem 8 – Piso em ladrilho hidráulico para churrasqueira

Imagem 8

Imagem 9 – Piso em cerâmica bege

Imagem 9

Piso Fulget

Este piso também é conhecido como granilite rústica e sua composição contem uma mistura de aditivos e pedras. Ele também funciona como antiderrapante, mas como sua textura é muito áspera é ideal colocar em locais de circulação como entrada da residência ou espaços em que será utilizado um calçado.

Como se pode observar nas imagens ele possui uma variedade de cores e possui uma facilidade de limpeza sem manutenção especializada. Só na instalação é importante ter um profissional que já tenha experiência para que a colocação seja feita de forma adequada para evitar fissuras no piso.

Imagem 10 – Piso em fulget para churrasqueira

Imagem 10

Imagem 11 – Piso em fulget para corredor

Imagem 11

Piso em Pedra São Tomé

Essa pedra é mais conhecida por está localizado em áreas com piscina. Possui um aspecto rustico e é ideal para áreas molhadas, pois é naturalmente antiderrapante devido seu visual irregular. Mas com uma tonalidade muito escura ela pode esquentar o que causa um desconforto em algumas situações.

A limpeza com água e detergente neutro deve ser frequente e é necessária uma limpeza com ácido muriático com empresas especializadas.

Imagem 12 – Piso em Pedra São Tomé para corredor

Imagem 12

Imagem 13 – Piso em Pedra São Tomé para piscina

Imagem 13

Piso em Lajões

Esse piso é caracterizado por possuir peças em formatos irregulares e com tamanhos grandes. O bacana é que pode formar vários desenhos e alternados com grama, pois dá um visual diferente e rústico. Sua instalação requer uma boa mão de obra especializada devido aos encaixes das pedras que devem ser bem projetados.

Imagem 14 – Piso em Lajões para desenhar caminhos

Imagem 14

Imagem 15 – Piso em Lajões para quintal residencial

Imagem 15

Piso em Pedra Portuguesa

Geralmente esse piso é visto em calçadas de passeios nos espaços públicos, mas atualmente ele entrou para uma opção de revestimento residencial. Elas possuem uma pequena dimensão e são adaptáveis às ondulações do terreno. Porém, a colocação é trabalhosa e requer mão de obra especializada. O bacana é que elas se encaixam em vários espaços externos, tanto em forma de mosaicos ou lisos, são charmosos e é uma forma de decorar a residência de forma brasileira.

Imagem 16 – Piso em Pedra Portuguesa para varanda

Imagem 16

Imagem 17 – Piso em Pedra Portuguesa em tom escuro

Imagem 17

Imagem 18 – Piso em Pedra Portuguesa em formato de mosaico

Imagem 18

Imagem 19 – Piso em Pedra Portuguesa branco

Imagem 19

Imagem 20 – Piso em Pedra Portuguesa para áreas de piscina

Imagem 20

Piso em Deck de Madeira

É o piso mais conhecido em projetos residenciais, são rústicos e deixam a área de lazer com clima de praia. Esse tipo de piso não exige contra piso, mas deve-se optar pela madeira tratada para que não haja problemas no futuro. A manutenção deve ser feita com o uso de stain, um fluido que penetra na madeira e protege contra a chuva e o sol.

Os ambientes em que ele pode ser inserido são variados, pode ser em áreas de piscina, jacuzzi, locais com mesa ou descanso.

Imagem 21 – Piso em Deck de Madeira para área de piscina

Imagem 21

Imagem 22 – Piso em Deck de Madeira para jacuzzi

Imagem 22

Imagem 23 – Piso em Deck de Madeira para tomar sol

Imagem 23

Imagem 24 – Pisa em Deck de Madeira para churrasqueira

Imagem 24

Piso Intertravado

O Piso Intertravado é ecologicamente correto, resistente e durável e possui diferentes formas, cores e acabamentos. São conhecidos por ser um piso “quebra-cabeça”, pois as peças vêm separadamente e são encaixadas formando um plano liso ou com desenhos. São ótimos para espaços que ficam sempre expostos ao sol e chuva, como calçadas residenciais.

Imagem 25 – Piso Intertravado em playground

Imagem 25

Imagem 26 – Piso Intertravado em calçada residencial

Imagem 26

Piso em Cerâmica

As cerâmicas são materiais resistentes e duráveis e possuem diversos acabamentos e tonalidades. O contrapiso deve ser impermeabilizado e se o acabamento for poroso, é necessário aplicar produtos hidrorrepelentes e oleofugantes. Assim como as pedras, cerâmicas porosas sofrem a ação do tempo e podem manchar. A limpeza é feita com água e detergente neutro.

Imagem 27 – Piso em Cerâmica para espaço gourmet

Imagem 27

Imagem 28 – Piso em Cerâmica com desenhos

Imagem 28

Piso em Diabásio

São pisos altamente resistentes à abrasão e desgaste, por isso é recomendável a áreas em que há muita circulação.

Imagem 29 – Piso em Diabásio para entrada residencial

Imagem 29

Imagem 30 – Piso em Diabásio para churrasqueira

Imagem 30

Piso em Porcelanato

Por possuírem baixo índice de absorção de água, os porcelanatos são mais resistentes que as cerâmicas e as pedras naturais, não sendo necessária a impermeabilização.

Os porcelanatos indicados para áreas externas são os de superfície natural (sem polimento) e há no mercado uma diversidade enorme de cores e modelos.

Imagem 31 – Piso em porcelanato para área de piscina

Imagem 31

Piso em Tijolinho

No caso do pavimento de tijolo assentado a seco, os tijolos são encaixados sem massa sobre um colchão de areia bem nivelado e compactado. Depois basta compactar os tijolos e preencher as juntas com areia. O pavimento ficará permeável e com um acabamento aconchegante e rústico.

Imagem 32 – Piso em tijolinho com espaço de descanso

Imagem 32

Imagem 33 – Piso em tijolinho com cobertura em pergolado

Imagem 33

Imagem 34 – Piso em tijolinho rústico

Imagem 34

Piso de Pedrinha

O piso em pedrinha é a opção para forrar um espaço de estacionamento ou compor com placas de concreto. São utizadas mais para decoração do espaço, então um ambiente muito exposto ao sol e chuva pode danificar o material devido à resistência dele.

Imagem 35 – Piso de pedrinha com placa de concreto

Imagem 35

Imagem 36 – Piso de pedrinha para estacionamento

Imagem 36

Imagem 37 – Piso de Pedrinha com sofá

Imagem 37

Piso Drenante

Com aspecto de concreto poroso, inova o conceito de revestimento para caminhos, acessos e calçadas. Com textura diferenciada, que garante a permeabilidade do solo tão necessária nos dias atuais.
Ele pode ser produzido em várias cores e é indicado para áreas de jardins, calçadas, acesso a garagens e considerado 100% ecológico.

Imagem 38 – Piso drenante no quintal residencial

Imagem 38

Piso com mistura de materiais

Essa mistura de piso é uma forma barata para revestir os pisos externos e deixar a sua casa com uma decoração bonita. Com as sobras de massa e de concreto da obra pode utilizar para fazer as placas de concreto. Dessa forma é só intercalar as placas de cimento com alguma forração e o resultado é um piso externo com bom gosto.

Imagem 39- Piso em grama com placas de cimento

Imagem 39