Forno elétrico ou a gás: qual o melhor? Veja todas as dicas que separamos

Por - Atualizado em:

O isolamento social fez com que você passasse mais tempo na cozinha descobrindo seu talento culinário? Pois não foi só com você que isto aconteceu! Muitas pessoas descobriram em si verdadeiros chefs de cozinha nestes últimos tempos! O que nos faz pensar: forno elétrico ou a gás. Qual o melhor? Que tal conferir conosco qual é a melhor escolha?

Sim, pois seja cozinhando, assando ou fritando, sempre buscamos os melhores utensílios e eletrodomésticos para que nossas receitas fiquem incríveis! Então continue no nosso artigo e venha conferir qual eletrodoméstico escolher!

Primeiramente: por que assar?

Uma das melhoras formas de garantir a suculência e não perder os nutrientes dos alimentos é assando-os. Quando assamos, os alimentos ficam com menos gordura, mais maciez e sabor mais acentuado. Sem contar o cheirinho que os assados espalham pela casa, né? Para assar os alimentos, precisamos de um forno, mas aí vem a dúvida: forno elétrico ou a gás. Qual o melhor? Vamos conferir juntos qual é a melhor escolha!

Forno elétrico: vantagens e desvantagens

Forno elétrico: vantagens e desvantagens

Estrela dos apartamentos, o forno elétrico chegou para ganhar os corações dos cozinheiros. Com uma estética bonita e design moderno, o forno elétrico é muito funcional e prático.

Porém, todos os aparelhos têm pontos fortes e fracos. Vamos então conhecer alguns do forno elétrico. 

Vantagens do forno elétrico

Alguns pontos de destaque do forno elétrico são:

  • Controle de temperatura: neste tipo de forno, há um botão dedicado a controlar a temperatura do seu forno, que geralmente vai de 75ºC a 260ºC, a fim de controlar o calor dentro do forno.
  • Ventoinha: em alguns modelos, há uma ventoinha que auxilia na distribuição do calor. Desta forma o assado fica mais uniforme.
  • Programação: estes modelos têm ajustes que permitem o desligamento automático após o tempo de forno, trazendo mais segurança ao usuário.
  • Calor após desligamento: após a conclusão do tempo de preparo, o calor fica retido por mais tempo. Este recurso pode ser utilizado para reter a temperatura do alimento antes de ser servido.
  • Consumo de gás: por utilizar energia elétrica, este tipo de forno não gasta gás, seja de botijão, seja encanado. Isso significa mais economia do gás que é utilizado apenas no fogão. Com o preço do gás nas alturas, vale a pena considerar esse ponto na hora de decidir sobre forno elétrico ou a gás.
  • Instalação: por não precisar de mangueira de gás, este forno é instalado de forma mais prática. Para isto, basta uma tomada disponível na voltagem do seu aparelho.
  • Limpeza: o forno elétrico também é mais prático para limpar, pois não há resíduos gerados pela combustão incompleta. Isto economiza bastante tempo.
  • Funções adicionais: estes tipos do forno têm função grill, para grelhar e função gratinar, para gratinar pratos com queijo, por exemplo.

Desvantagens do forno elétrico

Desvantagens do forno elétrico

Podemos enumerar alguns pontos fracos deste modelo de forno, que podem ser decisivos na hora de decidir sobre forno elétrico ou gás. São eles:

  • Valor do produto: com tantas vantagens e por ser mais moderno, o forno elétrico costuma ser mais caro do que o forno a gás.
  • Consumo de energia: hoje em dia já há no mercado modelos que economizam cerca de 30% na energia elétrica. Mesmo assim a conta vai aumentar conforme o tempo de utilização do forno.
  • Temperatura: o fato de o forno demorar mais para perder o calor retido traz junto consigo outro aspecto: ele também demora mais para esquentar. Isso faz com se gaste energia apenas para que ele esquente.
  • Queda de energia: esta desvantagem é óbvia, não é mesmo? Assim como qualquer aparelho elétrico, em caso de queda de energia você não conseguirá utilizar seu forno. Já pensou se isso acontece bem no meio de um preparo?

Curtiu conhecer o forno elétrico? Então confira neste vídeo algumas dicas para escolher o seu:

Forno elétrico ou a gás: vantagens e desvantagens da opção a gás

Mesmo com a chegada do forno elétrico, o forno a gás não perdeu o posto de queridinho das cozinhas tradicionais. Então vem conferir alguns pontos fortes e fracos deste eletrodoméstico tão clássico.

Vantagens do forno a gás:

Confira alguns benefícios de se adquirir um forno a gás.

  • Consumo de energia: este tipo de forno utiliza a energia elétrica apenas para acender a luz interna e, caso tenha, para o acendimento automático. Portanto, não tem nem comparação neste quesito com o elétrico: o forno a gás praticamente não utiliza energia elétrica. Pela mesma razão, este forno segue funcionando mesmo após uma queda de energia.
  • Valor do produto: por ser mais antigo e, por isso, ter mais modelos à venda, o forno a gás é mais barato se comparado à versão elétrica. 
  • Capacidade: geralmente este tipo de forno tem uma capacidade maior do que a versão elétrica. Isso possibilita o preparo de pratos maiores, como peças inteiras de carne ou inserir travessas grandes no forno. Alguns modelos chegam a mais de 100 litros de capacidade!
  • Tempo de preparo: o que em um modelo é vantagem por um lado, pelo outro se torna uma desvantagem. No forno a gás o único aspecto a se determinar o tempo máximo de preparo é a quantidade de gás disponível. Justamente por não ter desligamento automático, o forno a gás não desliga sozinho, então você pode assar um prato por longas horas se necessário.
  • Sabor dos alimentos: parece mentira, mas a fumaça gerada pelo forno acrescenta sabor ao alimento que está sendo preparado. Isso traz uma vantagem que o forno elétrico não tem. Isso é algo importante à considerar na hora de decidir pelo forno elétrico ou a gás.
  • Versões: o forno elétrico tem apenas a versão de embutir. Já o forno a gás pode vir acoplado ao fogão, o que se ajusta às necessidades do usuário. Este fato também pode derrubar o preço do produto, que pode ser adquirido junto a outro eletrodoméstico.

Desvantagens do forno a gás:

Este modelo também tem algumas desvantagens em relação ao seu irmão mais moderno. Entre elas podemos frisar:

  • Controle de temperatura: no forno a gás, o controle da temperatura é impreciso, variando bastante. Isso depende da quantidade de gás que está entrando e da vedação do forno, por isso a temperatura se altera conforme o uso.
  • Segurança: o forno a gás exige manutenção constante para minorar os riscos de vazamento de gás, sendo muito perigoso e até letal. Troca de mangueira, verificação da válvula de segurança e até troca do botijão entram nesta conta.
  • Valor para manter: outra desvantagem clara é o custo com o gás. Em algumas cidades o botijão de gás está com um preço muito alto. Em condomínios com gás encanado o problema também existe, pois geralmente o gás é rateado por todos os apartamentos. Ou seja: economiza-se na energia elétrica, mas se gasta com gás.
  • Regularidade da chama: o forno a gás assa os alimentos de forma mais irregular, dependendo da altura da grade: as de cima assam mais lentamente; as de baixo de maneira mais rápida. Em preparos como bolos isso é especialmente complicado, pois a massa pode assar em baixo e ficar crua por cima, devido a não uniformidade da chama.
  • Limpeza: lembra-se da combustão incompleta? Pois é, ela faz com que seu forno a gás seja mais trabalhoso de limpar e retirar toda a gordura residual.
  • Tamanho: como os fornos a gás são maiores, podem não ser os mais ideais para uma cozinha pequena, mesmo que você tenha a necessidade de assar alimentos mais vezes na semana.

E aí, o que achou de forno a gás? Tão interessante quanto o elétrico, não é? Que tal conhecer alguns dos modelos mais indicados de forno a gás conferindo este vídeo?

Forno elétrico ou a gás. Qual o melhor?

Aposto que você nem imaginava que poderia haver tantas características destes tipos de forno, certo? Assim como tantos eletrodomésticos os fornos também evoluem para versões mais práticas. Porém, no caso dos fornos, mesmo com a tecnologia disponível na versão elétrica, ainda há benefícios que só o forno a gás tem.

Por isso fica a questão: forno elétrico ou a gás. Qual o melhor? Ficou claro que, como ambos têm vantagens e desvantagens, o melhor tipo de forno é aquele que melhor atende as necessidades da sua família e da sua casa.

Então que tal compartilhar conosco se forno elétrico ou a gás. Qual o melhor? Conte para nós se você decidiu sua compra depois das nossas dicas e quais são suas sugestões para quem pensa em adquirir um forno!