Impermeabilizante para parede: como fazer e dicas essenciais para proteger a parede

Por - Atualizado em:

Dá uma dorzinha no coração só de ver aquelas manchas verdes de mofo subindo pelas paredes, não é? Isso tudo é culpa da umidade que, por alguma razão, está se infiltrando no lugar errado.

Por sorte, existem formas de solucionar a umidade na parede. Como? Com o uso de produtos impermeabilizantes para as paredes.

Mas antes de fazer isso é bom entender melhor o tipo de umidade que está na sua parede e de onde ela vem. A gente te ajuda aqui nesse post, vem conferir:

Impermeabilizante para parede e a causa da umidade

Impermeabilização de parede

Antes de fazer a impermeabilização da parede é fundamental entender de onde a umidade está vindo, somente assim é possível corrigir o problema de modo mais eficaz e duradouro. Confira a seguir as principais razões de umidade na parede:

Água que vem do teto

Um dos maiores motivos de infiltração de água nas paredes é o teto, ou melhor, a laje ou o telhado. Quando essa parte estrutural da casa não é bem realizada existe uma grande possibilidade da água da chuva acabar passando por trincas e fissuras fazendo com que a parede se torne o receptor de toda a umidade.

Para reconhecer esse tipo de umidade é só verificar se as manchas se iniciam na parte superior da parede.

A solução nesse caso é subir no telhado e avaliar o estado da laje e das telhas. Caso note trincas ou até mesmo telhas quebradas é fundamental providenciar o reparo antes de fazer a impermeabilização na parede.

A melhor opção nesses casos é aplicar um produto vedante capaz de segurar a umidade.

Água que sobe do chão

Esse é outro problema muito comum, mas ao contrário do anterior, não é tão simples de ser resolvido. Isso porque a água está se infiltrando pela fundação da casa e acessar essa estrutura para fazer os reparos não é tarefa fácil, muitas vezes pode ser até mesmo impossível.

Esse tipo de umidade pode ser reconhecido pelo sentido das manchas, uma vez que elas tendem a vir de baixo, rente ao chão.

Por isso, a recomendação é sempre fazer a impermeabilização das vigas baldrames durante a fase de construção da casa.

Água da chuva sobre as paredes

A umidade também pode aparecer pelo efeito da chuva caindo diretamente sobre a parede. Essa situação é comum em locais abertos, especialmente muros. Mas também pode acontecer em casas sem proteção de beiral, por exemplo.

Aqui, a impermeabilização das paredes é obrigatória para evitar a proliferação da umidade. 

Vazamento nas tubulações

Outro grande fator de umidade nas paredes é o vazamento de tubulações. Isso é muito comum de acontecer em paredes que fazem divisa com ambientes como cozinha, banheiros e área de serviço.

Nesse caso a umidade costuma aparecer na parte central da parede, ramificando-se para as laterais.

Produtos impermeabilizantes para parede

Hoje em dia o que não falta são opções de produtos impermeabilizantes para parede. Mas como escolher o mais adequado para cada situação?

O primeiro passo é identificar a origem da umidade de acordo com as dicas acima. Depois desse reconhecimento você já pode ir em busca dos produtos mais indicados.

De modo geral, a recomendação é sempre vedar trincas e fissuras (incluindo as do teto por onde a água possa estar passando). Você pode fazer isso com produtos do tipo veda trinca, sela trinca, entre outros de nomes similares. Esses produtos possuem característica emborrachada e elástica capazes de se ajustar ao interior das trincas impedindo que a água encontre caminho.

Outra opção, dependendo do caso, é utilizar tinta elástica ou tinta impermeabilizante em toda extensão da parede. Mas antes é necessário verificar se nenhuma trinca ficou para trás.

Ainda é possível contar com produtos do tipo manta e tinta asfáltica. No entanto, eles são indicados para realizar a vedação no momento da obra, sendo usados principalmente na fundação e na laje da casa.

Como impermeabilizar parede interna e externa

Agora que você já sabe de onde o problema vem e já fez as correções necessárias, chegou a hora de impermeabilizar a parede para garantir que nenhum outro vestígio de umidade apareça.

O procedimento é o mesmo para paredes internas e externas. O primeiro passo é descascar a área da parede afetada removendo toda a pintura e massa solta, de modo que as fissuras e trincas fiquem visíveis.

Em seguida preencha as fissuras da parede com algum produto sela trinca. Lembrando que esses produtos contem em sua fórmula partículas emborrachadas que garantem a elasticidade necessária tanto para combater a infiltração, quanto para acompanhar as movimentações naturais na parede provenientes, principalmente, das oscilações de temperatura.

Após realizar esse procedimento você deve aplicar duas demãos de tinta impermeabilizante. Essas tintas são conhecidas também como tinta emborrachada, tinta flexível ou apenas tinta impermeabilizante.

A aplicação deve ser feita com rolo de pintura e é muito importante respeitar a diluição indicada pelo fabricante. Para a primeira demão a diluição costuma ser de 30%. Também é fundamental espalhar bem o produto pela parede.

Aguarde o tempo de secagem (em média 3 horas entre as demãos) e na sequência prepare a tinta para a segunda demão. Dessa vez a diluição é menor, cerca de 15% de água.

Aplique a tinta em toda a extensão da parede, aguarde novamente o período de secagem. Caso note necessidade de reforçar a impermeabilização aplique uma terceira demão de tinta impermeabilizante na parede.

Finalize depois com a cor da sua preferência ou com algum outro tipo de revestimento (pedra, cerâmica, madeira, textura, entre outros).

Como impermeabilizar parede durante a obra

Para evitar dores de cabeça no futuro a melhor coisa a se fazer é impermeabilizar as paredes durante a fase de construção da casa.

Essa impermeabilização começa pelas vigas baldrames da fundação. Aqui, a dica é usar um produto chamado de tinta asfáltica. Ele deve ser aplicado em toda a fundação para impedir que a água que está em contato com o solo penetre nas vigas e, consequentemente, chegue até as paredes.

Após a impermeabilização das baldrames é importante vedar as paredes contra a umidade no momento do assentamento dos blocos.

Comece utilizando aditivos impermeabilizantes misturados a argamassa e, posteriormente, no reboco também.

Por fim, mas ainda fundamental, vem a impermeabilização da laje.

Você pode fazer isso com manta asfáltica, por exemplo, especialmente no caso da laje não receber a cobertura de um telhado.

Revestimento e reboco não impermeabiliza paredes

Apesar dessa ser uma ideia muito popular e difundida, a utilização de revestimentos cerâmicos ou do reboco (puro e simplesmente) não evitam o aparecimento de umidade, muito menos acabam com o problema.

Na verdade, essas são apenas soluções paliativas que podem acabar trazendo consequências ainda mais sérias para sua casa, uma vez que elas acabam disfarçando e escondendo o problema.

Revestimentos cerâmicos devem ser usados apenas como acabamento da obra. Apesar de serem considerados materiais com efeito impermeabilizante é importante esclarecer que essa função acontece apenas de fora para dentro, ou seja, impedindo que a água que vem de fora penetre na parede.

Em todos os outros casos essa não é uma solução para umidade, especialmente no caso de umidades com origem na fundação, laje ou em vazamentos na tubulação.

O mesmo vale para o reboco. Essa técnica de revestimento deve ser usada para fins de acabamento ou para reforçar uma impermeabilização já existente, como explicado nos tópicos acima. Sozinho, ele não funciona.

Mais uma dica importante: antes de querer resolver o problema por conta própria, vale muito a pena contar com a ajuda de um profissional que te ajude a diagnosticar a causa da umidade.

Dessa forma é possível pensar e planejar medidas de contenção a longo prazo, caso contrário você corre um sério risco de gastar tempo e dinheiro a toa.