Para que serve naftalina? o que é, quais os riscos e como usar com segurança

Por - Atualizado em:

Ninguém gosta de abrir a gaveta do armário e ser surpreendido com a presença de traças ou de uma barata asquerosa. É de dar calafrios!

E é por essas e por outras que se popularizou o uso da naftalina. Mas apesar de tão comum, muita gente nem sabe para que serve a naftalina e se ela é tão boa assim quanto dizem por aí.

Quer descobrir a verdade nua e crua sobre a naftalina? Então vem acompanhar esse post com a gente.

O que é naftalina?

Você sabe o que são essas bolinhas brancas com cheiro um tanto duvidoso?

As naftalinas são uma substância química que possuem uma propriedade física muito interessante: elas conseguem sair diretamente do estado sólido para o gasoso, transformando-se em um tipo de gás com cheiro forte o suficiente para espantar baratas, traças, formigas e até mesmo os ratos.

Isso tudo a um preço bem acessível, já que um pacotinho de naftalina é vendido pela bagatela de R$ 1,90.

Até aqui a ideia de usar naftalina parece muito promissora, não é mesmo? Mas vamos adiante.

Naftalina faz mal?

O que parecia muito bom até as últimas linhas muda completamente de figura a partir de agora. Isso porque a naftalina faz mal sim à saúde.

Mas qual o perigo real dessas bolinhas brancas?

O gás liberado pelas naftalinas é prejudicial a saúde humana quando inalado, causando diversos sintomas e reações.

Isso sem contar que a naftalina é um perigo para as crianças, uma vez que sua forma arredondada assemelha-se muito a balas e gomas de mascar, podendo levar os pequenos a ingerir a substância acidentalmente.

Quais os riscos da naftalina?

Caso a naftalina seja inalada com frequência e em quantidade maior do que a adequada alguns sintomas podem aparecer.

É comum que uma pessoa intoxicada por naftalina apresente dores de cabeça, enjoos, tontura e confusão mental, irritação na pele e nos olhos, além de afetar o sistema respiratório.

Quando inalada em grande quantidade, a naftalina ainda pode atacar os glóbulos vermelhos levando a uma deficiência no sangue e causando quadros graves de anemia.

Já ao se for ingerida, a naftalina pode provocar vômitos, diarreia, lesões internas nos rins e nos fígados, além de convulsões.

As mulheres grávidas e lactantes devem evitar a todo custo o contato com naftalinas, uma vez que a substância pode intoxicar o bebê, seja pela penetração na placenta, seja pelo leite.

O uso da naftalina tem sido tão controverso que até mesmo a OMS (Organização Mundial de Saúde) já alertou sobre os riscos da substância e recomenda que as pessoas não a utilizem em casa.

Inclusive, alguns estudos da organização, sugerem que o contato prolongado e contínuo com a naftalina pode provocar câncer.

Ou seja, todo cuidado é pouco.

Como usar naftalina com segurança?

É possível usar naftalina com segurança dentro de casa tomando alguns cuidados simples. Confira:

  • Use apenas uma bolinha de naftalina por vez e não deixe a embalagem do produto aberta. Isso evita a dispersão do gás pelo ambiente.
  • Envolva a bolinha da naftalina com um saquinho plástico e a mantenha no local mais isolado e distante possível do cômodo, evitando qualquer tipo de contato com pessoas e animais.
  • Jamais use mais do que uma bolinha de naftalina por ambiente. Se os cômodos forem pequenos, uma única pedra de naftalina basta para afastar os insetos.
  • Evite o uso de naftalina dentro de gavetas e armários, principalmente de crianças. O cheiro da substância impregna nas roupas e pode ser difícil de remover. Prefira colocar as bolinhas em cima ou atrás do armário, mas sempre muito bem escondidas de crianças.
  • O mesmo vale para armários de cozinha. O gás liberado pela naftalina pode se acumular nas louças e nos alimentos, por isso mantenha a substância afastada desses locais.
  • Não compre embalagens muito grandes de naftalina, como aquelas de 1 kg. Prefira os pacotinhos pequenos, uma vez que são mais fáceis e seguros de armazenar.
  • Sempre use luvas ao manipular as naftalinas.

Contudo, mesmo com todos os cuidados, os riscos ainda continuam existindo.

Por isso, o melhor mesmo é buscar soluções alternativas e menos prejudiciais à saúde, como você poderá ver no próximo tópico.

Como substituir a naftalina

O risco de usar naftalina é, sem dúvida nenhuma, muito maior do que os benefícios que ela apresenta. E se você levar em consideração a quantidade de produtos e alternativas que existem hoje em dia para espantar insetos verá que a necessidade de usar naftalina é praticamente zero.

Existem substitutos naturais para a naftalina, assim como também existem os substitutos químicos. Confira algumas opções.

Limpeza e organização

É tão simples essa dica, mas não é por isso que ela deve ser desprezada. A limpeza é um fator crucial para quem deseja afastar insetos de casa.

Isso porque moscas, baratas, formigas, traças e demais insetos estão em busca de uma única coisa: comida (e água também).

Ou seja, se você eliminar a oferta de comida e água para esses insetos automaticamente os forçará a buscar outros lugares para viver.

Evite o acúmulo de louça suja na pia, fechar muito bem as embalagens de comida, use tampas nas lixeiras e não deixe panelas destampadas sobre o fogão.

Limpe as superfícies de armários, pias, bancadas e até mesmo o chão com uma misturinha de água, vinagre e álcool. O cheiro dessa solução também ajuda a manter os insetos longe.

Aproveite para manter sua casa sempre arejada e com bastante entrada de luz, já que esses insetos adoram se esconder em locais úmidos, quentes e escuros.

Quanto mais arejada, iluminada e seca for a sua casa melhor.

Repelentes em aerossol

Os repelentes em aerossol são uma alternativa química ao uso da naftalina. Apesar de também possuírem um certo grau de toxicidade aos humanos, os aerossóis ainda assim são mais seguros e menos tóxicos do que a naftalina.

Repelentes de tomada

Os repelentes de tomada possuem a mesma característica do aerossol, espantando principalmente mosquitos e moscas. Também possuem níveis de toxicidade, mas são menores do que a da naftalina.

Repelentes eletrônicos

Existem no mercado alguns tipos de repelentes eletrônicos que prometem espantar desde baratas, moscas e aranhas até ratos.

De acordo com os fabricantes, esses repelentes atuam a partir de uma faixa de som inaudível aos seres humanos, mas insuportável para os insetos, fazendo com que eles abandonem o local.

A vantagem desse tipo de repelente é que ele não é tóxico, não polui e pode ser usado tranquilamente em casas com bebês, mas com restrição em casas que possuem animais, uma vez que a audição de cães e gatos pode captar as ondas sonoras emitidas por esses aparelhos.

No entanto, não existem evidências científicas que comprovem a eficácia desse tipo de repelente.

Tira mofo

Sabe aquele produto conhecido como tira mofo? Você pode utilizá-lo no lugar da naftalina. A ideia aqui não é espantar os insetos pelo cheiro, mas evitar o acúmulo de mofo e bolor nos ambientes, de modo que esses animais não se sintam atraídos pela umidade.

Trouxinhas desodorizantes

Agora se você procura uma solução natural ao uso de repelentes, inseticidas e naftalinas, uma boa opção são as trouxinhas desodorizantes.

Você precisa apenas de um pedaço de tecido fino, como TNT ou vòil. Faça uma trouxinha com as mãos e dentro dela coloque cravos, canela em pau e algumas gotas de óleo essencial de lavada e melaleuca. Amarre e depois guarde-a dentro da gaveta ou do armário.

Assim sua casa fica protegida e segura!