Trepadeira: espécies, cuidados e dicas para decorar com a planta

Por -

Muros, paredes e pergolados: onde quer que tenha um espacinho, as plantas trepadeiras vão subindo, contornando, criando desenhos e enchendo os ambientes com o verde vivo de suas folhas e, em algumas espécies, com o perfume e o colorido das flores.

As plantas do tipo trepadeira são ideais para quem deseja criar um espaço verde com grande impacto visual tanto em áreas internas, quanto nas áreas externas da casa. Se você é fã desse tipo de planta e quer preencher algum ambiente da sua casa com elas, continue aqui nesse post, vamos te contar quais as espécies de trepadeiras mais utilizadas, o modo de cultivá-las e, é claro, sugestões lindas e criativas para você se inspirar, confira:

Como escolher a trepadeira ideal?

A primeira coisa que você precisa fazer é definir o espaço e o limite que a trepadeira deve alcançar. Isso é importante porque esse tipo de planta, quando não aparada, pode rapidamente se alastrar pelo ambiente e tornar o que era para ser um elemento paisagístico em um símbolo de desleixo e desordem.

Dentro de casa, os lugares mais usados para trepadeiras são paredes de escada e de corredores bem iluminados. Já nas áreas externas, as trepadeiras ficam lindas decorando pergolados, muros, arcos, painéis e colunas.

As espécies menores de trepadeira podem ser cultivadas em vasos e, por isso, tem seu crescimento limitado, sendo ideais para ambientes internos. Outras espécies, no entanto, crescem rapidamente e podem chegar a atingir mais de 10 metros de altura, ideais, portanto, para cultivo em áreas externas.

Em casa, as trepadeiras podem vir de modo aéreo e suspenso ou diretamente do chão, com o tradicional efeito de subir pelas paredes. Ambas propostas são muito bonitas e interessantes e a escolha entre uma ou outra vai depender exclusivamente do estilo que deseja criar com a planta.

Em alguns casos, especialmente em áreas externas, as trepadeiras costumam assumir algumas
funções, como bloquear ou limitar a luminosidade, conter ventos e oferecer um abrigo fresco, por exemplo. Pense nessa funcionalidade também antes de definir qual a planta trepadeira que você irá usar no seu projeto.

O importante é que as plantas trepadeiras tenham sempre um apoio a qual se agarrar. Esse apoio ou suporte pode ser uma treliça, uma coluna ou mesmo a própria parede, lembrando que quanto mais rústico o local mais facilmente ela se “agarra”. Veja agora quais as espécies de trepadeiras mais indicadas para paisagismo:

Tipos de trepadeiras

1. Alamanda

A trepadeira Alamanda, encontrada nas cores amarela ou rosa, é muito utilizada para a cobertura de pergolados, para a forração de muros e para construção de arcos em jardins. Essa espécie possui flores muito chamativas, muito apreciadas pelas abelhas. As Alamandas devem ser cultivadas sob sol pleno e no período do verão precisam ser regadas diariamente. Porém, cuidado com crianças e animais próximos a planta, uma vez que ela é tóxica.

2. Jade

A trepadeira Jade possui uma beleza extraordinária. Os longos cachos dessa espécie de trepadeira, encontrados no exótico tom de azul ou ainda em vermelho, podem alcançar até 1,20 metro de comprimento e, por isso, o uso da trepadeira Jade é indicado para cobertura de pérgolas altas. Para cultivá-la prefira o plantio diretamente no solo, já que para atingir todo seu potencial a espécie precisa de espaço. A Jade também necessita de sol e regas frequentes.

3. Dipladênia

A Dipladênia é uma espécie de trepadeira de visual rústico que pode ser cultivada tanto em solo, quanto em vasos. De flores geralmente rosas com centro amarelo, a Dipladênia possui um aroma adocicado, muito parecido com tuti-frutti. Por ser uma espécie de pouco crescimento – máximo de três metros – a Dipladênia pode ser cultivada sobre estruturas menores e mais leves. Essa planta não tolera frio e geada.

4. Glicínia

A Glicínia é uma das espécies trepadeiras mais ornamentais e bonitas que existe. Essa trepadeira possui flores em formato de cachos em cores que vão do branco ao lilás. O principal uso da Glicínia é na cobertura de pergolados e na formação de arcos, mas a planta também pode ser cultivada em vasos. A glicínia se adapta muito bem a diferentes tipos de clima, indo bem, inclusive, em locais mais frios. Cuidado com crianças e animais domésticos, pois a Glicínia tem potencial tóxico.

5. Jibóia

A Jiboia é um tipo de trepadeira muito utilizada em ambientes internos. Geralmente plantada em vasos, a Jiboia pode ser cultivada de modo suspenso, de modo que suas folhas formem cascatas verdes ou, ainda, apoiadas em paredes e treliças para se “agarrar”. A jiboia aprecia a sombra.

6. Primavera

A Primavera é outra espécie de trepadeira apaixonante. Na época da floração, suas flores de cores vivas e brilhantes dão um verdadeiro espetáculo. Contudo, a Primavera cresce bastante e deve ser plantada em locais espaçosos. Use-a para formar arcos e cobrir pérgolas.

7. Tumbérgia

De flores azuis, a Tumbérgia é outra espécie trepadeira muito ornamental, excelente para cobrir pérgolas e caramanchões. Cultive-a a pleno sol e garanta uma boa adubação com farinha de osso para que a floração seja ainda mais exuberante.

8. Hera

A Hera é um tipo de planta trepadeira de folhagens sem flores ideal para revestir muros e paredes, podendo ser cultivada tanto dentro, quanto fora de casa. A grande vantagem da Hera é que ela exige pouca manutenção.

9. Unha de gato

A trepadeira Unha de Gato é uma das mais populares e conhecidas para forração de paredes e muros. Sua capacidade de cobrir totalmente os espaços torna essa planta simples um verdadeiro manto verde na paisagem. Uma vantagem dessa planta é que ela não necessita de condução, uma vez plantada, a unha de gato se ramifica naturalmente. Atenção apenas para as podas. A unha de gato deve ser mantida sobre controle para não perder o efeito paisagístico.

Cuidados com a trepadeira

Cada espécie de trepadeira pede cuidados específicos de rega, adubação e poda. Mas, de modo geral, as trepadeiras compartilham características em comum que devem ser levadas em consideração para que elas produzam o efeito desejado. O primeiro desses cuidados é a condução da planta, ou seja, o trabalho de indicar a trepadeira o caminho que ela deve seguir, enroscando seus galhos em estruturas pré-determinadas. Sem uma estrutura de apoio, a trepadeira cresce de forma desordenada e fica muito longe de oferecer aquele visual bonito que todo mundo espera.

A luminosidade adequada é outro fator muito importante no cultivo das trepadeiras, especialmente para as espécies com flores que necessitam de mais horas de sol do que aquelas que possuem apenas folhagens.

Outro detalhe que deve ser citado é que as trepadeiras floridas atraem insetos, principalmente abelhas, e por essa razão não são recomendadas caso algum dos moradores possua alergia a picadas de insetos. No caso da trepadeira ser usada como cobertura de pergolados é importante que essa estrutura seja um pouco mais alto do que o normal, justamente para que a trepadeira não atrapalhe a circulação e movimentação sob o local.

60 ideias de plantas trepadeiras na decoração e no paisagismo

Acompanhe agora uma seleção de imagens de projetos que elegeram as trepadeiras como o foco das atenções, inspire-se:

Imagem 1 – Cascata verde no corredor entre a parte interna e externa da casa; aqui a trepadeira foi cultivada de modo suspenso.

Cascata verde no corredor entre a parte interna e externa da casa; aqui a trepadeira foi cultivada de modo suspenso

Imagem 2 – Unha de gato plantada no vaso para um delicado efeito na decoração da cozinha.

Unha de gato plantada no vaso para um delicado efeito na decoração da cozinha

Imagem 3 – Arco de trepadeira hera adornado por flores; ideal para cerimônias de casamento.

Arco de trepadeira hera adornado por flores; ideal para cerimônias de casamento

Imagem 4 – No quarto do casal, a trepadeira forma um lindo desenho na parede de tijolinhos brancos reforçando o visual rústico da decor.

No quarto do casal, a trepadeira forma um lindo desenho na parede de tijolinhos brancos reforçando o visual rústico da decor

Imagem 5 – O jardim da casa ganha profundidade e mais frescor com a parede revestida com trepadeira hera.

O jardim da casa ganha profundidade e mais frescor com a parede revestida com trepadeira hera

Imagem 6 – Dentro de casa, a jiboia é uma ótima opção de trepadeira; lembre-se de conduzir seu crescimento.

Dentro de casa, a jiboia é uma ótima opção de trepadeira; lembre-se de conduzir seu crescimento

Imagem 7 – Aqui, a trepadeira cultivada de modo suspenso desce pelos pavimentos da casa sobrado.

Aqui, a trepadeira cultivada de modo suspenso desce pelos pavimentos da casa sobrado

Imagem 8 – A estrutura de metal e madeira é o suporte perfeito para essas jiboias plantadas no vaso.

A estrutura de metal e madeira é o suporte perfeito para essas jiboias plantadas no vaso.

Imagem 9 – A cobertura verde sobre o pergolado traz sombra e frescor.

Imagem 10 – Nesse quarto cheio de referências rústicas e naturais, a trepadeira se apoia no tronco de árvore suspenso.

Nesse quarto cheio de referências rústicas e naturais, a trepadeira se apoia no tronco de árvore suspenso

Imagem 11 – Trepadeira para o pergolado; repare que aqui a planta foi conduzida apenas pelas colunas e vigas da estrutura.

Trepadeira para o pergolado; repare que aqui a planta foi conduzida apenas pelas colunas e vigas da estrutura

Imagem 12 – A tela de nylon foi usada em toda a extensão do pé direito alto dessa casa para servir de apoio ao crescimento da trepadeira.

A tela de nylon foi usada em toda a extensão do pé direito alto dessa casa para servir de apoio ao crescimento da trepadeira

Imagem 13 – A mesma trepadeira que envolve o muro se ramifica pelo pergolado.

A mesma trepadeira que envolve o muro se ramifica pelo pergolado

Imagem 14 – O lado mais interessante das trepadeiras é que você pode criar as formas e desenhos que desejar com elas.

O lado mais interessante das trepadeiras é que você pode criar as formas e desenhos que desejar com elas

Imagem 15 – A garagem dessa casa com pergolado ganhou uma linda cobertura de hera americana, o diferencial dessa espécie são as folhas que mudam de cor, indo do verde ao avermelhado.

A garagem dessa casa com pergolado ganhou uma linda cobertura de hera americana, o diferencial dessa espécie são as folhas que mudam de cor, indo do verde ao avermelhado

Imagem 16 – Os vasos de jiboia colocados no alto permitem que os ramos da planta cresçam sem impedimentos.

Os vasos de jiboia colocados no alto permitem que os ramos da planta cresçam sem impedimentos

Imagem 17 – Aqui, a trepadeira começa timidamente a tomar conta do arco de madeira e alvenaria.

Aqui, a trepadeira começa timidamente a tomar conta do arco de madeira e alvenaria

Imagem 18 – Linda e criativa proposta para o escritório; o trabalho de String Art se tornou o suporte ideal para a trepadeira.

Imagem 19 – Indo e voltando: nessa área externa, as trepadeiras são cultivadas de dois modos diferentes, um suspenso e outro fixado à parede.

Indo e voltando: nessa área externa, as trepadeiras são cultivadas de dois modos diferentes, um suspenso e outro fixado à parede

Imagem 20 – O muro desse quintal lentamente vai se revestido de verde.

O muro desse quintal lentamente vai se revestido de verde

Imagem 21 – Jardim suspenso com plantas trepadeiras; aos poucos elas vão formando uma cascata verde dentro de casa.

Jardim suspenso com plantas trepadeiras; aos poucos elas vão formando uma cascata verde dentro de casa

Imagem 22 – Nesse espaço amplo e bem iluminado, as treliças no teto conduzem as plantas trepadeiras.

Nesse espaço amplo e bem iluminado, as treliças no teto conduzem as plantas trepadeiras

Imagem 23 – A área externa fica mais aconchegante com a presença verde das trepadeiras.

A área externa fica mais aconchegante com a presença verde das trepadeiras

Imagem 24 – Trepadeiras para uma parede verde.

Trepadeiras para uma parede verde

Imagem 25 – As paredes de tijolinhos são o par perfeito para as trepadeiras; o visual rústico fica garantido com a dupla.

As paredes de tijolinhos são o par perfeito para as trepadeiras; o visual rústico fica garantido com a dupla

Imagem 26 – Essa charmosa casa de campo não seria a mesma sem a presença do verde das plantas, em especial da trepadeira que emoldura a porta de entrada.

Essa charmosa casa de campo não seria a mesma sem a presença do verde das plantas, em especial da trepadeira que emoldura a porta de entrada

Imagem 27 – Pergolado metálico com trepadeira; verifique se o seu pergolado resiste ao peso da trepadeira escolhida.

Pergolado metálico com trepadeira; verifique se o seu pergolado resiste ao peso da trepadeira escolhida

Imagem 28 – Trepadeira no banheiro, já pensou? Aqui, ela fica junto à parede do box.

Trepadeira no banheiro, já pensou? Aqui, ela fica junto à parede do box

Imagem 29 – Nessa área externa, os muros de madeira ganharam revestimento de treliça para conduzir o crescimento das trepadeiras.

Nessa área externa, os muros de madeira ganharam revestimento de treliça para conduzir o crescimento das trepadeiras

Imagem 30 – Aqui, as trepadeiras proporcionam uma sombra fresca e muito agradável.

Aqui, as trepadeiras proporcionam uma sombra fresca e muito agradável

Imagem 31 – Plantadas em um pequeno canteiro lateral, as trepadeiras vão encontrando seu lugar aos poucos nesse quintal com pergolado.

Plantadas em um pequeno canteiro lateral, as trepadeiras vão encontrando seu lugar aos poucos nesse quintal com pergolado

Imagem 32 – Repare aqui que os troncos lenhosos das trepadeiras foram enrolados ao redor das colunas do pergolado.

Repare aqui que os troncos lenhosos das trepadeiras foram enrolados ao redor das colunas do pergolado

Imagem 33 – Esse charmoso pergolado arredondado traz uma cobertura de trepadeiras do tipo glicínia, que, ao florescerem, promovem um verdadeiro espetáculo.

Esse charmoso pergolado arredondado traz uma cobertura de trepadeiras do tipo glicínia, que, ao florescerem, promovem um verdadeiro espetáculo

Imagem 34 – Já para esse quintal rústico e romântico, a trepadeira escolhida foi a Primavera.

Já para esse quintal rústico e romântico, a trepadeira escolhida foi a Primavera

Imagem 35 – Área externa coberta com trepadeiras suspensas na parede principal.

Área externa coberta com trepadeiras suspensas na parede principal

Imagem 36 – Aqui, a Hera se ajustou muito bem ao suporte de madeira colocado na parede.

Aqui, a Hera se ajustou muito bem ao suporte de madeira colocado na parede

Imagem 37 – Nesse quintal moderno, a planta trepadeira encontra, ao final do muro, uma treliça de madeira para se agarrar.

Nesse quintal moderno, a planta trepadeira encontra, ao final do muro, uma treliça de madeira para se agarrar

Imagem 38 – Esse sobrado apostou no uso da trepadeira invadindo a varanda do piso superior.

Esse sobrado apostou no uso da trepadeira invadindo a varanda do piso superior

Imagem 39 – A sala de estar clean e neutra contou com o verde vivo e intenso da trepadeira plantada no vaso.

A sala de estar clean e neutra contou com o verde vivo e intenso da trepadeira plantada no vaso

Imagem 40 – Se a intenção é fazer a cobertura do pergolado com trepadeiras, lembre-se de construí-lo mais alto para que os ramos pendentes da planta não prejudiquem a circulação.

Se a intenção é fazer a cobertura do pergolado com trepadeiras, lembre-se de construí-lo mais alto para que os ramos pendentes da planta não prejudiquem a circulação

Imagem 41 – As trepadeiras criam um refúgio verde dentro dos ambientes urbanos.

As trepadeiras criam um refúgio verde dentro dos ambientes urbanos

Imagem 42 – O jardim vertical dessa sala de estar apostou em espécies trepadeiras.

O jardim vertical dessa sala de estar apostou em espécies trepadeiras

Imagem 43 – Nesse ambiente todo branco, as trepadeiras se destacam pela beleza e pelo contraste de cores que proporcionam.

Nesse ambiente todo branco, as trepadeiras se destacam pela beleza e pelo contraste de cores que proporcionam

Imagem 44 – Casa de madeira e vidro com trepadeira suspensa na entrada.

Casa de madeira e vidro com trepadeira suspensa na entrada

Imagem 45 – Veja o lindo efeito que a trepadeira sobre o muro proporciona.

Veja o lindo efeito que a trepadeira sobre o muro proporciona

Imagem 46 – Em cada lado desse pergolado foram plantadas trepadeiras para forrar a cobertura.

Em cada lado desse pergolado foram plantadas trepadeiras para forrar a cobertura

Imagem 47 – O pequeno jardim vertical com trepadeiras deixa o banho de banheira ainda mais relaxante.

O pequeno jardim vertical com trepadeiras deixa o banho de banheira ainda mais relaxante

Imagem 48 – Quase dá para sentir o frescor e a tranquilidade que esse pergolado com trepadeira proporciona.

Quase dá para sentir o frescor e a tranquilidade que esse pergolado com trepadeira proporciona

Imagem 49 – Área externa com jardim vertical de trepadeiras; uma opção simples e barata de ser feita

Imagem 50 – O mini lago dessa casa conta com a beleza das trepadeiras suspensas na parede.

O mini lago dessa casa conta com a beleza das trepadeiras suspensas na parede

Imagem 51 – Aquele pequeno detalhe que faz toda a diferença!

Aquele pequeno detalhe que faz toda a diferença!

Imagem 52 – Que proposta linda e aconchegante de quarto de casal! Aqui, o dossel da cama se tornou o apoio perfeito das trepadeiras.

Que proposta linda e aconchegante de quarto de casal! Aqui, o dossel da cama se tornou o apoio perfeito das trepadeiras

Imagem 53 – Uma jiboia e uma treliça: em pouco tempo, a parede branca vai mudar de cor.

Uma jiboia e uma treliça: em pouco tempo, a parede branca vai mudar de cor

Imagem 54 – Vigas e colunas de ferro conduzem o caminho dessas trepadeiras.

Vigas e colunas de ferro conduzem o caminho dessas trepadeiras

Imagem 55 – A trepadeira no vaso marca a altura entre o mezanino e o primeiro piso.

A trepadeira no vaso marca a altura entre o mezanino e o primeiro piso

Imagem 56 – Aqui, uma discreta trepadeira ornamenta o pergolado.

Aqui, uma discreta trepadeira ornamenta o pergolado

Imagem 57 – Nada de painel para TV nessa sala; aqui, a proposta é uma parede verde de jiboias.

Nada de painel para TV nessa sala; aqui, a proposta é uma parede verde de jiboias

Imagem 58 – Mostre o caminho que as trepadeiras devem seguir e o resto elas fazem sozinhas.

Mostre o caminho que as trepadeiras devem seguir e o resto elas fazem sozinhas

Imagem 59 – Painéis metálicos conduzem o crescimento das trepadeiras nessa área externa.

Painéis metálicos conduzem o crescimento das trepadeiras nessa área externa

Imagem 60 – Pergolado natural: uma maneira simples de criar uma cobertura com trepadeiras é conduzindo-as por uma corda até chegar na parede oposta.

Pergolado natural: uma maneira simples de criar uma cobertura com trepadeiras é conduzindo-as por uma corda até chegar na parede oposta