Antúrios: como cuidar, características, dicas e curiosidades

Por -

Apesar de populares e muito comuns, os antúrios nem sempre recebem a atenção e o cuidado que merecem. E, por isso, acabam não se desenvolvendo adequadamente e você, no final das contas, acaba ficando sem a sua plantinha.

O que, convenhamos, é uma baita judiação, afinal, o antúrio não é uma planta exigente, possui fácil adaptação e é uma ótima pedida, inclusive, para os jardineiros iniciantes.

Portanto, sem mais desculpas (nem torturas com o seu antúrio) vamos aprender hoje mesmo como cultivar antúrios do jeito certo, do plantio a adubação, não vai perder né?

Características e tipos de antúrios

Cientificamente o antúrio é chamado de Anthurium e está catalogado dentro da família das Araceae.

Existem no mundo nada mais, nada menos do que 600 espécies diferentes de antúrios. Aqui no Brasil, a mais conhecida é a vermelha, mas existem ainda antúrios com “flores” brancas, rosas, salmão e marrom.

Só que essas “flores” na verdade não são flores, mas sim uma parte da planta conhecida como inflorescência. Essa região da planta possui a função de polinizar e atrair insetos.

Quer dizer então que o antúrio não possui flores? Sim, possui. As flores do antúrio são pequenos pontos localizados em torno da espiga (espádice).

Originário das Américas central e do sul, o antúrio é uma planta de clima tropical, ou seja, aprecia calor e umidade.

Como plantar antúrios

Você pode optar por cultivar os seus antúrios a partir de sementes, estaquias ou mudas prontas. Tudo vai depender do tempo que você poderá dar a planta.

Em último caso, a sugestão é ir até a floricultura e comprar a muda de antúrio já pegada e partir direto para o modo de cuidados.

Mas se você quer mesmo ver a plantinha crescendo e se desenvolvendo desde o inicio, não perca a oportunidade de plantá-la pessoalmente. Para isso, confira as dicas a seguir:

Por semente

O plantio de antúrios por sementes não é o dos mais simples e fáceis. As sementes da planta geralmente não são comercializadas e você terá que colhe-las manualmente.

As sementes de antúrio ficam localizadas na espiga da planta e para serem plantadas precisam estar frescas e úmidas.

Remova-as com cuidado da planta adulta e certifique-se de já ter por perto um vaso com substrato para plantá-las.

Também é importante recriar o clima tropical em que a planta está habituada. Para isso, cubra o vaso com um pano (de cor clara) ou plástico filme, mantendo um espaço entre a terra e a cobertura.

Molhe o substrato com frequência, mas sem encharcar o solo. Coloque o vaso em um local sombreado, mas que ainda assim receba luz indireta. A temperatura ideal para o plantio das sementes de antúrio é acima dos 24ºC. Caso more em uma região de clima frio, espere até o verão para plantar o seu antúrio.

Depois do plantio aguarde cerca de 20 a 30 dias para que a germinação aconteça.

Replante o antúrio para o vaso ou canteiro definitivo após notar as primeiras folhas e raízes.

Por estaquia

O plantio de antúrios por estaquia é mais simples e fácil de ser realizado. Você vai precisar apenas de uma planta adulta saudável para remover as estacas e plantar.

Mas antes de realizar o corte, lembre-se de esterilizar a ponta da tesoura ou da faca com álcool, isso evita o aparecimento de bactérias e a propagação de doenças tanto na planta mãe, quanto nas mudas.

Feito esse preparo inicial, comece a avaliar a planta e corte os galhos que estejam o mais próximo possível do caule principal. Faça estacas de 10 a 15 cm cada.

Coloque os galhos cortados em um vaso preenchido parcialmente com água, de modo que cubra apenas a porção inferior das estacas.

É nesse ambiente que as raízes irão se desenvolver e gerar novas mudas. Coloque o vaso próximo de uma janela ou local bem iluminado, mas sem luz solar direta.

Também é importante proteger o antúrio das baixas temperaturas. Caso note os termômetros abaixo dos 22ºC, coloque o vaso com as estacas para dentro de casa.

Após o enraizamento transfira as estacas para o vaso definitivo, previamente preparado com substrato fértil. Borrife água diariamente até o enraizamento completo da planta.

Como cuidar de antúrios

Antúrios plantados? Agora é a hora de saber como cuidar deles direitinho, acompanhe: 

Solo

A primeira preocupação que você deve ter na hora de plantar o antúrio é com o solo.

Prepare um composto rico em matéria orgânica. Geralmente, uma mistura entre terra comum, substrato e fibra de coco.

O antúrio pode ser plantado diretamente no solo de jardins e canteiros, assim como também pode ser plantado em vasos e jardineiras. Contudo, nesses casos, é importante garantir um bom sistema de drenagem, garantindo que todo o excesso de água da rega será eliminado.

Quando as raízes do antúrio começarem a ficar aparentes sobre o vaso é sinal de que está na hora do replantio para um vaso maior. 

Luz e temperatura

A quantidade certa de luz e a temperatura em que o antúrio ficará exposto também são fatores determinantes para o desenvolvimento adequado da planta.

Por se tratar de uma espécie tropical, o antúrio aprecia calor, mas isso não quer dizer que ele adora ficar no sol, pelo contrário. A planta precisa de sombra e luminosidade indireta, ou seja, muita luz, mas sem exposição direta ao sol.

As temperaturas abaixo dos 20ºC são prejudiciais para os antúrios. Em regiões de clima frio, o mais aconselhável é manter a espécie dentro de casa, protegida dos ventos e do ar frio.

Uma boa dica é posicionar o vaso pertinho da janela. Mas nunca, em hipótese alguma, coloque o antúrio em um ambiente com ar condicionado.

Caso resolva plantar o antúrio ao ar livre, verifique primeiro as condições climáticas do local e se a região do plantio fica exposta ao sol ou não. Na dúvida, você pode plantar o antúrio abaixo de plantas maiores, assim garante a luminosidade ideal para a espécie.

Rega

A rega, assim como a luz, deve ser constante, mas sem exageros. Lembre-se que antúrios apreciam umidade, no entanto, isso não significa que você precisa encharcar o solo.

Faça regas regulares sempre que notar a terra seca. Nos meses de verão, as regas provavelmente serão mais frequentes.

Outra dica é borrifar água nas folhas do antúrio. Faça isso semanalmente e você verá a planta cada vez mais brilhante e viçosa.

Poda

O antúrio não precisa de podas. Faça apenas o corte das folhas que estejam secas, mortas ou amareladas. Assim você evita contaminação nas folhas saudáveis.

Adubação

A cada três meses ofereça um reforço de vitaminas e nutrientes para o antúrio, usando adubos adequados. Você pode optar por adubos orgânicos e naturais ou por aqueles vendidos em lojas de jardinagem, o mais comum e utilizado para antúrios é o NPK 10-10-10.

Pragas e doenças comuns

Mesmo tomando todos os cuidados, o antúrio pode sofrer com pragas e algumas doenças.

As mais comuns são pulgões, ácaros, cochonilhas, lesmas, caracóis e lagartas.

Na maior parte das vezes essas pragas podem ser combatidas com receitinhas caseiras simples, como a água com fumo e a água com sabão que devem ser pulverizadas sobre as folhas da planta.

Outros sintomas de que o antúrio não está bem são as folhas amareladas. Isso tende a acontecer quando a planta está em um ambiente com pouca luz ou também quando o solo está muito molhado. Para resolver o problema, coloque a planta em um local mais iluminado e diminua a frequência das regas.

Já quando as folhas ficam secas e quebradiças significa que o antúrio está sofrendo com falta de água. Resolva esse problema com regas frequentes e lembre-se também de borrifar água nas folhas, especialmente nos dias mais quentes.

Entretanto quando notar manchas marrons nas folhas, saiba que o seu antúrio está sendo atacado por fungos. Isso pode acontecer quando a planta recebe mais água do que deveria e pouca iluminação. Para contornar o problema, remova as folhas doentes e aplique fungicidas específicos para plantas.

A falta de adubo no antúrio pode ser notada na presença de folhas pequenas e que não se desenvolvem. Corrija essa deficiência com adubações periódicas e um solo rico em matéria orgânica.

Dicas e curiosidades sobre o antúrio

O antúrio é uma planta tóxica, por isso mantenha-o longe de crianças e animais domésticos. Ao manipular a planta também é recomendado utilizar luvas para evitar irritações na pele.

E, apesar dessa toxicidade, o antúrio é uma planta muito recomendada para purificar ambientes. As folhas da planta tem a capacidade de sugar substâncias prejudiciais para a saúde humana, como amônia, formaldeído, xileno e tolueno.

Para algumas culturas, a “flor” do antúrio é sinônimo de autoridade, imponência e luxo.  Representa também confiança, iluminação e fortuna. Quando usado em buquês de noivas, o antúrio expressa paixão e muita sensualidade.

Antúrios na decoração de interiores

Os antúrios fazem bonito na decoração de interiores! Eles trazem aquele toque verde, fresco e tropical para os ambientes, além, é claro de contribuírem para um ar mais limpo e saudável.

O antúrio era uma planta muito utilizada antigamente e, por isso, acabou se tornando uma bela opção para quem deseja criar uma decoração afetiva e cheia de nostalgia, perfeita para relembrar a casa dos pais ou a casa da vó.

Você pode optar por usar vasos grandes apoiados diretamente no chão com belos antúrios dentro ou vasos pequenos sobre mesas, bancadas e parapeitos de janela.

As “flores” do antúrio também podem render lindos arranjos para decorar a sala de jantar, a sala de estar ou o hall de entrada.

O importante mesmo é garantir que o seu antúrio recebe sempre a quantidade ideal de luz e água.

Depois é só curtir e apreciar a beleza dessa planta que é a cara do nosso Brasil.