Como cozinhar inhame: características, dicas e como consumir inhame

Por -

O inhame é um alimento riquíssimo, tanto do ponto de vista nutricional, quanto do ponto de vista culinário. Com ele você cuida da saúde e ainda prepara pratos originais, saborosos e saudáveis.

Acontece que para tirar todos os benefícios deste tubérculo é importantíssimo saber como cozinhar inhame.

Para isso, é claro, sempre existem algumas dicas e macetes. Vamos aprender?

Características e curiosidades do inhame

Como cozinhar inhame: capa

O inhame é um tipo de tubérculo, assim como a mandioca, a batata doce e outras diferentes variadas de batata.

Vindo lá da África, o inhame se adaptou ao clima brasileiro e não demorou muito para se popularizar na nossa culinária.

Por fora, o inhame pode ser reconhecido pela sua casca marrom toda felpudinha, já por dentro o tubérculo é clarinho, quase branco. O inhame possui tamanho parecido com a batata doce, as vezes menor, as vezes maior.

Em algumas regiões do Brasil o tubérculo pode mudar de nome. No Norte e Nordeste, por exemplo, o inhame vira cará e o cará vira inhame. A diferença entre eles está mais no tamanho, uma vez que o cará é maior, mas o tubérculo também se diferencia pela casca que é menos felpuda e pela polpa que é mais seca.

Benefícios do inhame

O inhame bem que poderia ser considerado um super alimento. Para começar, o inhame é uma ótima fonte de carboidratos com a vantagem de não elevar os níveis de glicemia no corpo, já que é riquíssimo em fibras.

Ou seja, dá para substituir batata, arroz e trigo tranquilamente pelo inhame e continuar a dieta sem peso na consciência.

Inclusive, se você pratica exercícios físicos, fique sabendo que o inhame é uma bela fonte de energia. Cada 100 gr do tubérculo oferece 96 calorias para o corpo.

Isso sem contar que o inhame mantem a saciedade por mais tempo, evitando ataques inoportunos à geladeira.

Quer mais? Então vamos lá!

O inhame é reconhecido pela sua capacidade de prevenir doenças cardiovasculares. Isso graças as vitaminas do Complexo B presentes no alimento, em especial a vitamina B6, importantíssima para a saúde dos vasos sanguíneos.

O potássio, também encontrado no inhame, ajuda no controle da pressão e frequência sanguínea, diminuindo os riscos da hipertensão.

Além disso tudo, o inhame ainda possui fitosteróis que controlam a absorção do colesterol e ajudam a eliminá-lo do organismo.

O inhame também é super benéfico quando o assunto é imunidade. Você sabia que o tubérculo auxilia na secreção de toxinas do sangue? Pois é! Ele promove uma verdadeira faxina no corpo, o que, é claro, eleva a capacidade de defesa do organismo. Isso tudo somado as doses de vitamina C e vitaminas do Complexo B que também estão presentes no alimento.

O inhame é rico em vitamina A e sabe o que isso significa? Ele faz bem para a saúde dos olhos e da pele, promovendo a regeneração celular. Os antioxidantes presentes no tubérculo também ajudam na eliminação de radicais livres e no rejuvenescimento celular. Não é a toa que pessoas que comem inhame possuem a pele mais bonita e viçosa.

Ainda esta em estudo as relações entre o consumo de inhame e a prevenção de alguns tipos de câncer, em especial o de colón. As substâncias presentes no inhame, como os antioxidantes e a vitamina A podem contribuir na prevenção desse tipo de doença.

Também estão sendo realizados estudos para confirmar a relação do inhame com a menopausa. De acordo com os dados científicos iniciais, o inhame possui uma enzima que pode auxiliar as mulheres durante o período da menopausa, atuando como um repositor de hormônios natural.

Como cozinhar inhame

Água fervente

Em primeiro lugar, você precisa saber que o inhame libera um tipo de “baba”, semelhante ao quiabo. Essa “baba” contem uma substância conhecida como oxalato de cálcio e que, em algumas pessoas, pode desencadear alergias como coceira, vermelhidão e irritação na pele.

Por isso mesmo não é recomendado o consumo do inhame cru, apenas cozido. Se você já descascou inhame cru e não apresentou nenhuma reação, ok. Mas se ainda não fez o teste ou se sente a pele irritada, o ideal é cozinhar o inhame previamente com a casca e só depois descascar.

Depois de cozido, o inhame perde essa substância e pode ser manuseado e ingerido sem problemas.

Outro modo de remover essa “baba” é colocando o inhame cru e descascado (use luvas para isso) em uma bacia com agua e um pouco de vinagre. Deixe-o de molho por cerca de dez minutos, escorra a água e coloque-o para cozinhar do modo da sua preferência.

Para cozinhar o inhame com casca, basta lavar bem o tubérculo com a ajuda de uma escovinha e colocá-lo na panela com água o suficiente para cobrir, conte dez minutos logo após a fervura, desligue, espere esfriar e remova a casca. Você pode voltar o inhame para o cozimento caso deseje que ele fique mais macio.

Na panela comum

Para cozinhar inhame na panela comum, primeiro lave, descasque (se for o caso) e corte-o em rodelas grosseiras. Coloque água o suficiente para cobrir e adicione uma pitada de sal. Aguarde cerca de 30 minutos ou até sentir que eles estão macios. 

Na panela de pressão

O processo de cozimento do inhame na panela de pressão é similar ao da panela comum, a diferença está no tempo de cozimento.

Descasque e corte os inhames ao meio. Coloque-os na panela e cubra com água, adicione um pouco de sal, feche a panela e deixe cozinhar por cerca de 15 minutos após o inicio da pressão.

Desligue, aguarde o vapor sair e verifique a textura dos inhames.

No vapor

O método de cozimento no vapor é o que melhor preserva os nutrientes dos alimentos e com o inhame não seria diferente.

Aqui, você deve descascar, lavar e cortar o inhame em pequenos pedaços. Coloque-o em seguida no cesto da panela à vapor. Conte cerca de 40 minutos até que o inhame esteja macio.

Vale lembrar que o inhame cozido no vapor geralmente fica mais sequinho.

No microondas

E no momento da pressa vale até cozinhar o inhame no microondas. Para cozinhar o inhame no microondas você vai precisar descascar, lavar e picar o tubérculo. Em seguida, coloque-o em uma tigela própria para microondas e cubra com água, adicione também um pouco de sal.

Cubra a tigela com a tampa própria ou use um pedaço de plástico filme, nesse caso lembre-se de fazer furinhos no plástico para que o vapor saia.

Ligue o microondas em potência alta por 15 minutos. Depois desse tempo verifique se os inhames já estão macios, caso contrário, volte por mais dois minutos.

No forno

E, por fim, você ainda pode optar por cozinhar o inhame no forno. Essa é outra opção muita saborosa e nutritiva de consumir o tubérculo.

Para isso, lave, descasque e corte os inhames em tiras ou rodelas. Em seguida, coloque-os para cozinhar por cerca de dez minutos em uma panela com água ou no vapor, pode ser no microondas também. A ideia aqui é que ele fique levemente macio por fora, mas ainda durinho por dentro.

O próximo passo é ajeitar o inhame em uma assadeira untada com azeite. Use os temperos da sua preferencia, como sal, pimenta, alho, alecrim e tomilho, por exemplo. Cubra a assadeira com papel alumínio, leve ao forno e asse os inhames por cerca de 40 minutos. Remova o papel alumínio para que eles fiquem douradinhos.

Como consumir o inhame

Receita de inhame

O inhame possui sabor neutro e isso faz com que o tubérculo se torne uma excelente opção para a base de pratos doces e salgados, especialmente para obtenção de cremes e para engrossar caldos.

O tubérculo ainda pode ser consumido frito, como batata, assado, em forma de purê ou puro, acompanhando aquele café fresquinho.

O inhame também pode virar leite vegetal. Basta bater o tubérculo cozido no liquidificador adicionando água conforme a espessura que você deseja obter.

E então pronto para trazer o inhame para sua vida?