Como plantar lavanda: benefícios, como cuidar e dicas essenciais

Por -

Abram alas para ela, a rainha das ervas aromáticas, a lavanda! Linda, perfumada e cheia de benefícios para o corpo e a mente, a lavanda precisa ter um cantinho aí na sua casa.

E pode acreditar: plantar lavanda em casa é possível! E a gente aqui te conta como. Acompanhe o post de hoje para aprender como plantar e cuidar da lavanda direitinho.

Benefícios da lavanda

Antes mesmo de começar a mexer na terra para plantar a lavanda, vale muito a pena entender melhor os benefícios dessa plantinha perfumada e saber como você pode usá-la.

A lavanda é uma planta arbustiva e de caule lenhoso, muito semelhante ao alecrim. As folhas da lavanda possuem coloração verde acinzentada e suas flores encantam pelo tom delicado de lilás, chegando a um roxo suave em algumas espécies.

Tanto as folhas, quanto as flores podem ser usadas para fins terapêuticos, aromatizantes e culinários.

Na aromaterapia, por exemplo, o óleo essencial de lavanda é um dos mais utilizados e populares, sendo um dos poucos que pode ser usado puro sobre a pele.

Inclusive, você sabia que a lavanda é conhecida como a erva do relaxamento? Sim, a planta possui efeitos calmantes e relaxantes que podem ser absorvidos pelo corpo tanto em forma de chá, quanto em forma de óleo.

A lavanda também é perfeita para amenizar quadros de ansiedade, estresse e insônia, sendo muito útil para quem deseja dormir melhor.

Acredite: só o fato de sentir o cheiro da lavanda já é possível se sentir mais calmo e relaxado, podendo até mesmo aliviar dores de cabeça causadas por estresse e fadiga.

A lavanda ainda pode ser usada para acalmar a pele em casos de picadas de inseto, assaduras de pele e pequenas queimaduras. Basta fazer uma compressa com a erva no local e pronto.

As peles com problemas de acne e oleosidade excessiva também se beneficiam de compressas de lavanda ou máscaras faciais incorporadas com a planta.

Já para quem deseja usar a lavanda na culinária, saiba que a erva é excelente para aromatizar azeites, conservas e compostas. A erva também pode ser usada para agregar sabor em sorvetes, massas, molhos e caldos.

Como plantar lavanda em vaso

Vinda lá do mediterrâneo, a lavanda é uma planta que ama climas amenos, ou seja, nem muito quente, nem muito frio.

Dentre as 39 espécies do gênero Lavandula, apenas a espécie Lavandula Dentata conseguiu se adaptar bem ao clima do Brasil. E muito provavelmente será essa que você vai plantar aí na sua casa.

E qual a primeira coisa que você precisa saber antes de plantar a lavanda? O tipo de solo que ela mais gosta.

A lavanda é típica de regiões de clima arenoso e seco, por isso, o solo perfeito para essa planta é o mais arejado possível.

Para isso, o ideal é fazer uma mistura de terra com calcário ou areia. Outro fator importantíssimo para o bom desenvolvimento da lavanda é a drenagem.

Portanto, providencie um vaso ou jardineira com boa capacidade de drenar o excesso de água. Uma boa maneira de fazer isso é forrando o fundo do vaso com argila expandida.

E por falar em vaso, o ideal é que a lavanda seja plantada em recipientes com cerca de 30 centímetros de diâmetro.

Já em canteiros e jardins, plante a lavanda com espaçamento mínimo de 30 a 90 centímetros de distância entre outras plantas.

Mais uma dica importante: evite plantar a lavanda em vasos e jardineiras junto com outras plantas, isso aumenta a concorrência por espaço e nutrientes. Deixe-a sozinha, no canto dela!

Depois de providenciar o solo adequado para sua lavanda, chegou a hora de plantar. Hoje em dia é muito comum encontrar mudas “pegadas” de lavanda para vender em lojas de jardinagem e até mesmo em supermercados.

Mas se preferir, você pode fazer mudas de lavanda em casa. Como? A partir do método da estaquia, ou seja, colocando na terra uma estaca do caule com cerca de dez centímetros de uma planta já desenvolvida.

Outra opção é plantar lavanda por meio de sementes. Basta fazer a semeadura no local definitivo, que pode ser tanto um vaso, quanto um canteiro ou jardim. Contudo, nesse caso, o processo é mais lento e demorado, podendo levar até seis semanas para as primeiras sementes começarem a germinar.

Lavanda plantada? Agora é hora de cuidar dela direitinho. Veja como fazer isso com as dicas a seguir. Mas, antes, vale um lembrete: até que a sua lavanda esteja bem pegada e enraizada no solo, procure-a manter abrigada do sol.

Como cuidar da lavanda

Tem gente que acha que a lavanda é uma planta melindrosa e difícil de cuidar, mas a verdade é que ela só quer carinho e atenção.

Para que a lavanda cresça feliz da vida aí na sua casa você vai precisar olhar para ela todos os dias. Isso porque, a planta possui necessidades diferenciadas de regas e exposição solar. Mas não se preocupe, ela vai te avisar, sempre, você só precisa ficar de olho.

Luminosidade

Tanto a luminosidade, quanto a temperatura são fatores decisivos para a saúde e a vitalidade da lavanda. Isso significa que o excesso de luz e calor é tão prejudicial quanto a falta.

O clima ideal para lavanda aqui no Brasil é aquele de outono e inverno, momento em que as temperaturas são mais amenas. Já no verão, a lavanda pode sofrer com o calor excessivo, por isso, a dica, caso sua lavanda esteja plantada em vaso, é colocá-la para tomar sol na parte da manhã, quando as temperaturas não estão tão altas e recolhê-la para um local de meia sombra na parte da tarde. Cerca de quatro horas de luz por dia é o suficiente.

Mas se a intenção é plantar a lavanda em jardim ou canteiro, escolha um local onde a incidência de luz seja maior no inverno e que no verão ela possa estar na sombra nos momentos mais quentes do dia.

Lembre-se que a lavanda é nativa do clima mediterrâneo, por isso dá um desconto, afinal ela já precisou fazer um esforço danado para se adaptar ao nosso clima tropical.

Rega

Assim como a luminosidade, a rega da lavanda também precisa ser bem controlada. A planta prefere solos mais secos do que úmidos, por isso nunca deixe a terra do vaso encharcado. Prefira regar um pouquinho todo dia ao invés de regar demais uma única vez na semana.

De modo geral, sempre que a lavanda precisa de água, ela avisa. As folhas e flores ficam murchas, especialmente depois de um longo dia quente e seco. Já nos dias frios e úmidos, as regas podem ser bem espaçadas.

E fica a dica: sempre toque a terra antes de fazer a regar para ter certeza que o solo está seco e precisando de água.

Colheita

Se tudo estiver indo bem, a sua lavanda estará plena em flor entre os meses de junho e agosto. Nessa época, seu vaso vai ser o lugar preferido de abelhas e borboletas atrás do néctar doce e aromático da planta.

Aproveite você também e faça a colheita das flores que precisar e use-as, depois de secas, em sachês para perfumar armários, para fazer chá, aromatizar azeites ou tratamentos de beleza.

Para colher as flores da lavanda de modo correto use uma tesoura de poda e faça o corte entre as hastes. Não corte o galho todo

Adubação

A lavanda é uma planta rústica por natureza e que aprecia solos calcários e arenosos. Por isso, não é preciso se preocupar em adubar a planta frequentemente. A cada três meses é o ideal.

Você pode usar adubo do tipo NPK 10-10-10 ou adubos orgânicos, como húmus de minhoca, esterco de galinha ou aquele que você tira direto da sua composteira maravilhosa.

Poda

Depois da floração você pode realizar uma poda de manutenção na lavanda para garantir a próxima florada.

Faça isso cortando os galhos velhos e secos, mas tome cuidado para podar sempre acima da primeira bifurcação do galho, caso contrário, você perde a planta. Isso porque quando a lavanda é podada de modo errado, ela simplesmente não cresce mais.

Aproveite o momento da poda para avaliar se o tamanho do vaso está adequado para sua lavanda. Por se tratar de uma planta perene, a lavanda continua seu processo de crescimento e, portanto, pode sofrer se estiver em um local muito pequeno.

Nesse caso, o ideal é replantá-la em um vaso maior ou em um canteiro.

Cunha: a Provence brasileira

E se você é do time dos apaixonados por lavanda não perca a oportunidade de visitar a cidade de Cunha, no interior de SP.

A cidade é conhecida como a Provence brasileira, isso graças aos seus campos de lavanda perfumados muito parecidos com os franceses.

Vale a pena conhecer a cidade e o lavandário que existe por lá, assim você aproveita para aprender um pouco mais sobre como plantar e cultivar lavanda.